José Costa: “O meu pai dizia-me sempre: a melhor arma é a cultura”

Os pais separaram-se quando tinha uns dois meses. Devia ser muito feio! Desde então as segundas e terças são da mãe, as quartas e quintas do pai e os fins de semana alternam. Às vezes só era difícil por causa dos livros, sou perfeitamente distraído e deixava tudo em todo o lado. A casa da mãe era no Bairro […]

Ler Mais