Já podem juntar um café quentinho à visita ao baloiço do Seminário

O interessante Seminário Maior de Coimbra, de que já falámos aqui, é um excelente local para assistir ao pôr do sol, aproveitar uma tarde com amigos e apreciar uma vista única de Coimbra. Mas na zona exterior do edifício, além de poderem tirar uma das fotos mais badaladas da cidade no Instagram, agora também podem beber um café ou comer um gelado no bar de apoio.

Embora o chamado "baloiço do Seminário" já tenha se tornado um ponto conhecido da cidade, a história de como surgiu não foi tão difundida quanto a beleza das vistas. Falámos com o Padre Nuno Santos, reitor do Seminário, que contou como surgiu a ideia de o construir, que começou com simples bancos e evoluiu para o espaço como o conhecemos hoje.

Estava em Itália para fazer um retiro, vi alguns bancos no meio de quintas e achei a ideia interessante, conta o Padre Nuno. Foi quando regressou dessa viagem, que avançou com a construção de alguns bancos para colocar nas traseiras do edifício, com o objetivo de criar um local de contemplação.

Posteriormente, começou a pensar no que poderia fazer de diferente nesse espaço e alguns guias turísticos sugeriram a criação de um baloiço. Foi assim que, em maio de 2019, o Clã Universitário de Coimbra deu início a essa construção.  

Em julho, o espaço ganhou uma outra novidade: um bar de apoio. Os serviços são prestados por uma empresa privada, contratada pelo Seminário para o efeito, e entre os produtos à venda estão cervejas, gelados portugueses, sumos, água, refrigerantes, café, chá e batatas fritas. Só aceitam pagamento em dinheiro ou por Mbway e destacamos o pequeno ecoponto, onde depois de consumirem podem deitar as embalagens a reciclar.

No verão, o bar funcionou todos os dias, das 12h as 21h. Agora que os dias estão mais curtos, estão a experimentar um horário de inverno das 12h às 18h, mas segundo Cristina Murta, funcionária do bar, em dias de muita chuva não será viável abrir.

O acesso ao baloiço é gratuito e podem fazê-lo todos os dias, entre as 8h e as 21h. Mas se for o baloiço a levar-vos até à Rua Vandelli, que não seja apenas essa a única paragem da vossa visita, porque o próprio Seminário é repleto de história e beleza.

O Seminário Maior de Coimbra foi declarado Monumento Nacional este ano. Tem uma biblioteca com 9 mil volumes — livros que datam de 1506 a 1800 —, uma igreja, aposentos do bispo, um museu de história natural, física e química. É mesmo uma visita imperdível.

Há 5 anos que todos os domingos, às 11h, há missa nos jardins do Seminário. Desde março de 2020, altura em que a pandemia de Covid-19 atingiu Portugal, fazem transmissão online através do Youtube.

O Seminário faz regularmente doações a diversas entidades, até a Coolectiva já foi alvo da generosidade da instituição. Num modelo de auto-sustentabilidade, que já não é de hoje, o espaço tem uma quinta onde são produzidas frutas e verduras biológicas, usados nas cozinhas do edifício, que está actualmente a sofrer obras de requalificação e remodelação, com conclusão prevista para julho de 2022.

A ideia é construir mais 25 quartos para seminaristas, padres e todos os que procurem um encontro espiritual. Quem quiser, pode passar algum tempo no Seminário por um valor acessível, de acordo com o Padre Nuno.

Se quiserem visitar o seminário, podem fazê-lo de 2.ª a 6.ª, das 14h às 17h e aos sábados, das 10h às 12h e das 14h às 17h. Visitas guiadas são marcadas através do número 239 792 340. A entrada custa 5 €, com descontos, e as crianças até aos 10 anos não pagam.

Texto: Fernanda Paçó
Fotos: Filipa Queiroz

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.