O restaurante Itália mudou de casa mas continua um clássico da cidade

Nos últimos anos, a mudança de localização do restaurante Itália tornou-se uma espécie de mito urbano. Ia mudar, mas quando? Quantas vezes fomos ao espaço do Parque Manuel Braga pela última vez?

Depois de anos de prometida alteração, este Verão o restaurante e pizzaria mudou-se uns metros para o lado, para as chamadas docas, no Parque Verde.

Durante mais de duas décadas, o Itália fez as delícias da cidade, fidelizando clientes pela vista para o rio Mondego e Santa Clara na outra margem — além de, mais recentemente, a polémica fonte luminosa —, a autêntica comida italiana e a boa relação qualidade-preço. 

Agora com nova morada ficou a dúvida no ar: mudou de casa ou mudou a casa? Nada como experimentar.

Abençoada por uma das vistas mais bonitas de Coimbra, a esplanada do restaurante vale por si só mas a decoração ajuda. Com floreiras entre as mesas, tão bonitas e vivas que pensávamos que fossem de plástico — tivemos de tocar para confirmar que não —, o ambiente remete para o país que o inspira.

No Verão, a gerência optou por não permitir reservas, atendendo por ordem de chegada. Agora que a afluência é menor, pelo menos na esplanada, já é possível reservar mesa. Se quiserem aproveitar os dias ensolarados cá fora, aconselhamos que o façam sob pena de apanharem fila de espera.

Foi assim, em fugida à fila de domingo ao almoço, que já prometia uns dois quartos de hora no aguardo, que acabámos numa mesa no interior. Quem se lembra do anterior ambiente notará que, apesar de relocalização, permanece a sensação de restaurante tradicional, inaugurado nos anos 90 e em parte intocado pelo tempo, com mesas de madeira e toalhas aos quadrados.

O mesmo com a carta, à excepção do preçário. Os clássicos da casa continuam a ser as pizas (10 € e 15 €), as massas (10 € - 14,5 €), os risotos (13 €) e as massas frescas (13,50 € - 15 €).

 

Feitos no forno, a lasanha (11,50 €) e a combinazione (lasanha, rigatoni e tortellini — 13 €) são opções bem gulosas. Se forem a dois, podem sempre experimentar um antipasto italia (carpaccio de carne, cocktail de camarão, tomate, mozzarella, presunto e melão — 27 €), tris di Pasta alla Fantasia (37 €) ou chateaubriand (lombo de vitela grelhado com molho porcini e azeite de turfa — 50,50 €) e nicolino (gambas com molho de gorgonzola, lombilho grelhado, bife da vazia grelhado com rúcula, ravioli d’alla, spaghetti alho, óleo, malagueta e cogumelos — 54 €). Mas há mais: peixe, saladas e pratos de carne de vaca e porco.

Seguimos um conselho de amigos: Podem perguntar ao chef se não pode fazer uma mista de lombo grelhado com várias massas? E deu. Por cerca de 60€, e com comida de sobra para 4 pessoas, deliciámo-nos com um lombo de vitela grelhado, acompanhado de 4 massas: spaghetti com alho e azeite, spaghetti com gambas, espinafres e molho de natas, penne com cogumelos e molho trufado e cannelloni com ratatui. É boa ideia para quem tem dificuldade em escolher, porque dá para picar um bocadinho de muita coisa.

Nas sobremesas, lambemos os beiços porque reencontrámos as copas de gelados e frutas (5,50 € - 8 €) e o banana split (7,50 €).

Embora não estejamos longe da anterior morada, a verdade é que só mesmo o GPS nos diz que estamos noutro sítio. Termina-se a refeição com a mesmíssima sensação de outrora. A expectativa talvez pedisse inovação mas já diz a sabedoria popular que em equipa que ganha não se mexe, e a receita é vencedora: comida italiana numa localização maravilhosa.

Para desmoer o momento gastronómico à boa maneira portuguesa, não há nada como um passeio. Enquanto as obras do Parque Manuel Braga não permitem passar em frente ao sítio onde jaz o Itália de outros tempos, rumem à esquerda e aproveitem o Parque Verde. Para os mais novos, o parque infantil e os patos que costumam nadar perto da margem são uma perdição.

O restaurante Itália está aberto todos os dias das 12h às 15h30 e das 18h30 às 22h30. Aceita reserva por telefone para o 239 838 863.

Texto e fotos: Ana Sousa Amorim

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.