Coimbra em festa durante 11 dias e não é só no centro da cidade

Julho começa em festa na cidade de Coimbra ao som de Tatanka, Resistência, Bamba Social & Tiago Nacarato, Richie Campbell, Tiago Bettencourt com Orquestra Clássica do Centro e Cordis, Linda Martini, a banda do filme Variações, a ainda um tributo a Carlos Paredes, João Farinha, Tiago Silva, Brigada Vítor Jara, Ghost Hunt, Cantigas a Todas as Horas, João Fragoso, António Ataíde, Miguel Calhaz Quarteto, Filipe Furtado Trio, Fado ao Centro. Acham muito? Pois há mais. Há contos infantis, apresentações de livros, visitas guiadas, teatro, exposições e oficinas. Vão poder consultar o programa completo no site e página Facebook do município.

Já no ano passado o município de Coimbra tinha dado cartas no regresso à cultura ao ar livre e em segurança e este ano, as Festas da Cidade regressam com toda a força de 1 a 11 de Julho. E não se fica pelo centro, a música também vai até às freguesias através do projecto Descentr’Arte (ver em baixo).

A pandemia não acabou, por isso é preciso garantir o cumprimento escrupuloso das regras da DGS, mas há espaço para muita celebração. A Câmara Municipal de Coimbra assegura que será cumprida a lotação possível imposta pela legislação em vigor para os recintos dos espectáculos, que serão devidamente delimitados, os lugares previamente identificados por cadeiras e respectivas marcações, será cumprido o distanciamento entre espectadores, assim como todas as orientações da DGS.

Os bilhetes para os espectáculos e outros eventos são totalmente gratuitos, mas implicam o levantamento prévio através da Ticketline. Estarão disponíveis a partir das 15h de segunda-feira, 28 de Junho. Tal como no ano passado, não há fogo de artifício sobre o rio Mondego mas pode haver Feira Popular, nos moldes permitidos actualmente, e a iluminação também será reforçada. Se quiserem, podem assistir aos espetáculos do Jardim da Sereia e Convento São Francisco em directo nas redes sociais e canal de Youtube do município

Orquestra Bamba Social & Tiago Nacarato

1 Julho| 21h30| Jardim da Sereia

Além do apoio ao sector cultural, as Festas da Cidade querem ser uma época de apoio à retoma progressiva da economia local, em especial na área da hotelaria, restauração e comércio. Os concertos arrancam a 1 de Julho, no Jardim da Sereia, com a Orquestra Bamba Social, o colectivo de músicos luso-brasileiros cuja paixão pelo samba juntou em 2012, no Porto. Eles revisitam clássicos da música brasileira, recriando-os e acrescentando sonoridades como o jazz, funk e hip-hop, fundindo as raízes do samba com arranjos de big-band. Em Dezembro, apresentaram Samba de Bolso com Tiago Nacarato, que se junta a eles neste concerto.

Richie Campbell

2 de Julho| 21h30| Jardim da Sereia

Também no Jardim da Sereia, a 2 de Julho, o palco é de uma das caras da nova geração da música portuguesa, que começou a carreira no reggae e R&B tendo evoluído para sonoridades mais modernas e no género dancehall.

Ritchie Campbell já actuou em diversos países como França, Suíça, Suécia, Itália, Áustria, Luxemburgo, Jamaica e Barbados. Em 2016 regressa ao R&B com Do You No Wrong, produzido pelo português Lhast. O single chegou ao galardão de platina e à nomeação para um Globo de Ouro na categoria de Música do Ano, e ultrapassou as 13 milhões de visualizações no YouTube. 

Amigo Paredes

3 de julho| 21h30| Jardim da Sereia

Espectáculo tributo a Carlos Paredes que pretende ser palco da música do guitarrista e da repercussão que teve nos músicos actuais, mas também da intimidade, das confidências e de algumas histórias vividas e que poderão ser partilhadas por todos os intervenientes. Conta com alguns dos mais virtuosos músicos da guitarra portuguesa no panorama nacional, acompanhados por um quarteto composto por piano acústico, viola, contrabaixo e violino, e também Luísa Amaro, companheira de Carlos Paredes, e Cristina Branco.

Tiago Bettencourt com Orquestra Clássica do Centro e Cordis

4 Julho| 21h30| Convento São Francisco (Grande Auditório)

O Dia da Cidade é assinalado com um concerto inédito de três projectos musicais, dois dele de Coimbra. O autor de várias composições de referência da nova música portuguesa, que há mais de dez anos embarcou na primeira aventura em estúdio com os Toranja, partilha o palco com a Orquestra Clássica do Centro e o projecto Cordis, de piano e guitarra portuguesa. 

João Farinha e Convidados

5 Julho| 21h30| Convento São Francisco

O fadista desbravando novos caminhos para uma
música que é (ainda) fado de Coimbra, através da fusão com outros instrumentos, mas também com a colaboração de artistas provenientes de
outras latitudes musicais. Em palco, juntam-se a João Farinha, Hugo Gambóias, Diogo Passos, Tiago Nogueira da banda Os Quatro e Meia, José Rebola dos Anaquim e a cantora Elisa.

Tiago Silva

6 de Julho| 21h30| Convento São Francisco

O segundo classificado do programa televisivo da RTP The Voice Portugal 2020, deu um passo na carreira, lançou um programa online e um espectáculo a que deu o nome Unidos pela Música Portuguesa, que pretende reunir os sucessos nacionais que marcaram gerações, numa versatilidade musical e numa
linguagem artística que reúne géneros tão heterogéneos como o fado, jazz, pop, vira e música ligeira portuguesa. Numa campanha em torno da nossa cultura, convida artistas locais a participar no espectáculo, revisitando temas
bem conhecidos de todos nós. 

Linda Martini

7 Julho| 21h30| Jardim da Sereia

Banda referência do rock português, cada vez mais consolidados e adultos, nos últimos anos os Linda Martini demonstraram que é ao vivo que a banda mostra toda a sua força, com concertos explosivos, uma máquina bem oleada que cruza velocidade rítmica com serenidade melódica. É isso que trazem à Sereia André Henriques, Cláudia Guerreiro, Hélio Morais e Pedro Geraldes no dia 7. 

Banda do Filme Variações

8 Julho| 21h30| Jardim da Sereia

Criada no âmbito de do filme de tributo a António Variações, do realizador João Maia, a banda junta o actor Sérgio Praia aos músicos Duarte Cabaça, David Santos, Vasco Duarte e Armando Teixeira – produtor musical responsável pela banda sonora do filme. Podem contar com Toma o comprimido, Teia, Perdi a memória e Canção do Engate na noite de 8 de Julho, no Jardim da Sereia.

Tatanka

9 Julho| 21h30| Jardim da Sereia

Sim, é a voz dos The Black Mamba, a banda que representou recentemente Portugal na Eurovisão. Começou a carreira a solo em 2016, com temas originais em português como Alfaiate e De Alma Despida. Foi mentor musical do projecto 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias e lançou o álbum de estreia Pouco Barulho em 2019. Promete encantar a Sereia na noite de 9 de Julho. 

Resistência

10 de Julho| 21h30| Convento São Francisco

O colectivo por onde passaram e continuam a passar alguns dos maiores nomes da música portuguesa das últimas décadas, assinalou recentemente o 25.º aniversário, com três grandes concertos onde passaram em revista o seu legado. A banda formada por Alexandre Frazão, Fernando Cunha, Fernando Júdice, José Salgueiro, Mário Delgado, Miguel Ângelo, Pedro Jóia, Olavo Bilac e Tim volta a celebrar em Coimbra, com canções que são verdadeiros hinos geracionais Não Sou o Único, Nasce Selvagem, A Noite ou Amanhã é Sempre Longe Demais.

Descentr'Arte

Como dissemos, este ano a Câmara Municipal leva as Festas da Cidade de Coimbra a cada uma das Freguesias ou União de Freguesias do concelho, sempre às 19h, com entrada gratuita e lotação  limitada a 50 pessoas. 

Dias 2, 3, 4, 9, 10 e 11 de Julho contem com:

- Brigada Vítor Jara (Santo António dos Olivais)
- Ghost Hunt (Torres do Mondego)
- Cordis (Ceira; Santa Clara e Castelo de Viegas)
- Cantigas a Todas as Horas (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu; Antuzede e Vil de Matos; Almalaguês)
- João Fragoso Trio (Brasfemes)

Outros concertos

Também há actuações do Fado ao Centro em São João do Campo, Trouxemil e Torre de Vilela,
Souselas e Botão, António Dinis em Eiras e São Paulo de Frades, São Martinho de Árvore e Lamarosa, e de António Ataíde em São Martinho do Bispo, Ribeira de Frades e São Silvestre. Ainda Miguel Calhaz Quarteto em Assafarge e Antanhol, o grupo Sete Pés em Cernache e o projeto de jazz Filipe Furtado Trio em Taveiro, Ameal e Arzila). Para estes concertos não é necessário levantamento de bilhetes e a ocupação dos lugares é feita por ordem de chegada até à lotação estar completa.

Apoio à retoma das Casas de Fado

A Câmara de Coimbra quer incentivar a retoma do funcionamento das Casas de Fado do centro histórico, com o objectivo de estimular a economia local e a cultura, por isso oferece, através da aquisição das bilheteiras, um conjunto de 12 serões, que valorizam e promovem o Fado de Coimbra. Os espectáculos de acesso gratuito para o público, decorrem no Fado ao Centro - Casa de Fado e na Casa de Fados - Centro Cultural à Capella, estando sujeitos a reserva prévia, neste caso diretamente com os respectivos espaços.

Tendo em consideração o actual contexto pandémico e o parecer da autoridade local de saúde, este ano não há Feira Popular nos moldes que todos conhecem mas a autarquia pretende autorizar, com base na resolução do Conselho de Ministros, a instalação de um número não superior a oito equipamentos de diversão na Praça da Canção. Não haverá o tradicional recinto da feira mas já é permitida a utilização de equipamentos de diversão, desde que estejam de acordo com as normas e orientações da DGS e com a legislação em vigor. A previsão é de que aconteça a partir de 9 de Julho, com o horário de funcionamento das 18h às 24h, em dias úteis, e das 14h às 24h aos Sábados, Domingos e feriados. 

Artigo Patrocinado
Fotos: Câmara Municipal de Coimbra

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.