Esta queda de água é uma das surpresas do novo Guia de Percursos Pedestres da região

Bom dia a todos, bem-vindos a Mortágua e ao percurso das Paredes, atira o presidente da Câmara Municipal de Mortágua, José Júlio Norte. Estamos na Aldeia das Laceiras, na Beira Alta, prestes a iniciar uma das propostas do novo Guia de Percursos Pedestres da CIM - Região de Coimbra, naquela que é a primeira actividade do plano de promoção dos Caminhos da Região de Coimbra. Autarcas, vereadores e outros representantes dos governos regionais dão o exemplo e juntam-se para partilhar as próprias belezas naturais, a começar pelo curso da Ribeira de Moinhos.

Este percurso em particular está muito ligado a Tomás da Fonseca, que foi uma das figuras mais ilustres da nossa terra; a ligação do conjunto da história à beleza natural fez-nos recuperar este trilho que eram terras de cultivo e hoje é floresta. Apesar de estar rodeada de eucaliptais, há amieiros, salgueiros e outras espécies ripícolas para conhecer. 

Antes de partir em busca da fotogénica atracção principal da zona, o presidente do Conselho Intermunicipal da CIM da Região de Coimbra, José Carlos Alexandrino, lembra que esta é apenas uma ínfima parte dos 700 km de rotas e pequenos percursos na região que vai da serra ao mar: Grande Rota do Alva (106km) Grande Rota do Bussaco (56km), Grande Rota do Mondego (124km), Caminho Natural da Espiritualidade (67km), entre outros.

A pandemia trouxe-nos a dor e a pobreza mas ao mesmo tempo perspectivou formas diferentes em relação àquilo que é a nossa ligação com a natureza e com o ambiente, muito mais pessoas vieram ao Interior, além de que os grandes desígnios em termos ambientais vão fazer um grande percurso até 2030, continua o responsável que congratula o grupo pelo caminho feito. Somos uma família, temos objectivos comuns, aquela coisa de cada um tem a sua quinta...hoje, numa mentalidade autárquica, é preciso uma visão diferente e, na minha opinião, temos feito isso bem.

Queda de Água das Paredes

Ao longo do curso da Ribeira de Moinhos, há 7 moinhos de água para descobrir, que deixam perceber a importância que a ribeira teve, num passado não longínquo, para as práticas agrícolas e o sustento da população local. Há açudes e represas, que formam pequenas piscinas e cascatas de beleza singular. Aos 1700m, surge a Aldeia de Paredes, com a sua arquitectura tradicional em xisto. Além das que já referimos, há espécies ripícolas como o sanguinho-de-água, carvalho-alvarinho, feto-real, e mesmo castanheiros, medronheiros, loureiros e sobreiros para identificarem. Como sorte avistam rãs-ibéricas e salamandras listânicas até chegarem à bela Queda de Água das Paredes, com cerca de 30 metros de altura. Num dia de sol convida ao mergulho e mesmo à escalada, para os mais radicais. Há informação e parques de merendas ao longo deste trilho de cerca de 7,1km no total (ida e volta), para quando quiserem tirar a merenda da mochila.

Caminhos da Região de Coimbra

Podem acompanhar as iniciativas da comunidade que integra os municípios de Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mealhada, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Mortágua, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares no site e redes sociais. O plano de apresentação de caminhadas vai até Outubro de 2022. Para chegarmos aqui hoje houve um trabalho, por vezes até tortuoso, para conseguirmos esta rede; é mais de um ano de percursos organizados, um convite constante a que as pessoas venham desconfinar, venham visitar e conhecer, numa lógica que permite às famílias organizarem-se, pernoitar e conhecerem de forma organizada e segura as nossas belezas naturais, explica Jorge Brito, secretário executivo intermunicipal da CIM Região de Coimbra. É a rede mais bem estruturada que o país tem neste momento, quer para o mais aventureiro como para as famílias; a oferta é vasta e fica o convite para nos visitarem. 

Texto e fotos: Filipa Queiroz

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.