ARTE AO DOMICÍLIO | Ilustração Contemporânea Portuguesa, Projecto de divulgação nacional

A artista plástica Gabriela Torres convida à reflexão sobre a relevância da arte em tempos isolamento através de uma série de entrevistas a artistas plásticos, fotógrafos, ilustradores, entre outros que ao mesmo tempo apresenta, abordados sob diversas perspectivas consoante a sua natureza mas sempre com a temática da figura humana como fio condutor.

 

Como surgiu o projecto Ilustração Contemporânea Portuguesa?

A Ilustração Contemporânea Portuguesa surgiu no âmbito de um projecto final do Mestrado de Design e Multimédia na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Neste projecto, pretendeu-se definir a importância da ilustração contemporânea focando-a na cultura portuguesa, procurando aumentar o seu valor cultural e um maior interesse pela aplicação e exploração da mesma no desenvolvimento de uma aplicação on-line. Como recursos, são mencionados nomes de ilustradores portugueses de referência que envolvem a ilustração em conjunto com outras áreas, e são focados testemunhos de grande valor cultural que servem de grande legado à ilustração contemporânea portuguesa.

Para além disso, a Ilustração Contemporânea Portuguesa é sobretudo conhecida por desenvolver concursos baseados no lançamento de um tema bimensal, que pretende aliciar a participação de ilustradores amadores ou experientes ou até mesmo indivíduos de outras áreas, para depois existir uma selecção, mostrando-se desse modo os melhores criativos e os melhores trabalhos da actualidade. Assim, projecta o que de melhor existe dentro desta área no território nacional e cria uma relação com o tema da plataforma, procurando divulgar nomes de ilustradores desconhecidos e amadores, atualizando trabalhos ilustrativos recentes e de qualidade, reforçando a importância da ilustração contemporânea portuguesa e permitindo às novas gerações o acesso ao seu conhecimento.

Como caracterizam a ilustração portuguesa e a sua divulgação nacional e
internacional?

A ilustração é uma área ainda necessária e utilizada por muitos, que precisa de ser mais valorizada em Portugal, ainda sendo comparada como um rudimentar desenho ou pintura de arte. 'É seguro dizer que a maioria de nós foi introduzida à arte através da ilustração' (Heller & Chwast, 2008, p. 6) e que muitas outras áreas a utilizam, hoje em dia, para fazerem compreender ao utilizador ou leitor um objectivo (o design gráfico é uma dessas áreas). Assim, procuramos intensificar a importância do papel da ilustração nos dias de hoje e contribuir para um maior interesse pela ilustração contemporânea portuguesa.

No entanto, quanto à questão da sua divulgação internacional, sentimos que cada vez mais a ilustração nacional está a ganhar um grande terreno, onde grandes ilustradores conseguem ganhar destaque em concursos, prémios, presenças em feiras e publicações, sobretudo nos formatos de artigos de jornais e revistas, e cada vez mais na ilustração infantil.

Consideram a representação da figura humana e retrato um aspeto importante na ilustração?  

Sentimos que a representação da figura humana e do retrato acaba por ser umas das vias/vertentes do grande campo que envolve a área da ilustração. Por norma, define-se a ilustração como uma imagem pictórica com o objectivo de acompanhar e interpretar o significado de um texto, sobretudo vista como uma arte aplicada feita para fins comerciais, moldável pela vontade do cliente. Também se pode tratar de uma imagem com uma função apenas de decoração. Perante este ponto de vista, trata-se de uma arte autónoma e interpretativa, que também pode surgir através de uma espontaneidade artística para transmitir significados e conceitos, a sua própria narrativa. Ainda, será defendida como uma área de interesse em combinação com outras, como o design gráfico, a publicidade, o mundo editorial e até multimédia. Portanto, a figura humana e o retrato não se definem totalmente como um aspecto importante da ilustração, mas como um dos meios/estilos gráficos e artísticos para interpretar uma visão, mensagens, interesses ou servir como decoração.

Qual é o valor da ilustração nestes tempos de maior isolamento?

Nesta altura de pandemia a ilustração acaba por se tornar numa área de escape para muitos. Com isto, vários artistas podem acabar por se descobrir, aplicar e desenvolver cada vez os seus métodos na área da ilustração. Para além de que, claro, pode ser também uma via de comunicação dos seus sentimentos numa época tão única. Uma ilustração pode transmitir significados a um espectador e criar uma relação com este, de acordo com os sentimentos e a atenção que essa ilustração conseguir despertar, transformando-se num ser vivo que age sobre o espectador. Através da afirmação de Marcel Duchamp, onde 'o espectador faz a obra' (Olaio, 2000, p. 108), as ilustrações têm a capacidade de criar uma relação com o espectador e provocar estímulos estéticos, algo que não deve ser controlado através do gosto, mas de sensações. Uma ilustração pode ser-lhe chocante, triste, violenta, amorosa, engraçada, entusiasmante, etc. Daí, acaba por se tornar numa área a expandir o 'eu' do artista nestes tempos de maior isolamento.

Algum projeto que queiram divulgar?

Divulgamos os projectos Planeta Tangerina, Festa da Ilustração - Setúbal, Encontro Internacional de Ilustração de S. João da Madeira, Ó! Galeria, Amadora BD, Ilustrarte 18.

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.