Gatos, crochet e muito amor lançaram a Ronrom em plena pandemia

Há um ano, Margarida estava em casa em teletrabalho, na vila de Góis, quando ouviu gatinhos bebés a miar. Ela e o namorado, perceberam que o som vinha do quintal do vizinho, que só lá está algumas vezes por ano, e resolveram resgatar um dos animais. Dino, como foi baptizado, era muito pequeno e a nova cuidadora sentiu necessidade de ter alguns brinquedos para ele poder gastar energias. Já estávamos em pleno 1.º confinamento, devido à pandemia de Covid-19, e, estando sempre em casa, pareceu boa ideia à apaixonada por fotografia e design fazê-los ela mesma em crochet, em vez de sair para comprar.
 
Desde esse momento, até Margarida Sampaio se lembrar de fazer brinquedos para gatos de outras pessoas foi um passo e outro foi desafiar a amiga Catarina Tavares para acompanhá-la na missão. Ambas fazemos crochet, adoramos gatos e pareceu-nos uma ideia perfeita. Não conhecemos mais ninguém, em Portugal, que faça este tipo de brinquedos para gatos e decidimos avançar. Apesar de poder ser arriscado, quisemos experimentar na mesma e ainda bem que o fizemos.

A loja online Ronrom Purry Toys arrancou em Setembro, com brinquedos para gatos, todos feitos à mão e em crochet, com fios nacionais e orgânicos. O negócio nasceu num ano atípico e difícil mas que nos deu a coragem que precisávamos para fazermos aquilo que gostamos, conta Margarida Sampaio. Os brinquedos são em forma de abelhas, sardinhas, pássaros e ratinhos e têm um enchimento de erva gateira orgânica, que lhes dá a forma e activa os sentidos dos animais. Os preços variam entre os 12 e 17€ e o negócio vai de vento em popa.

Começámos a vender os nossos brinquedos em Setembro do ano passado e em Dezembro já tínhamos feito mais de 50 vendas, o que para nós foi mesmo incrível, continua Margarida Sampaio. Nunca pensámos que iríamos ter um feedback tão bom e sentir tanto carinho por parte das pessoas que gostam da Ronrom e compram os nossos produtos. Acho que as pessoas sentem mesmo o amor que colocamos em cada brinquedo e isso deixa-nos de coração cheio.

Visitando o site ou as redes sociais da marca, não é difícil perceber que se estas artesãs já apreciavam a companhia dos animais de estimação, o confinamento e o teletrabalho elevaram a fasquia a outro nível. São mesmo os nossos 'filhos'. São sempre uma terapia, uma companhia ainda mais presente agora e não imaginamos as nossas vidas sem eles.

O que é que distingue os brinquedos feitos por Margarida e Catarina dos outros no mercado? São feitos com o coração, por nós, à mão, e dedicamos mesmo muito tempo e amor ao processo. Cada peça é única, cada cliente é único e cada gatinho também. Os produtos são personalizáveis e Margarida diz que já receberam vários pedidos nesse sentido, com alterações de cores e tamanhos, para que cada brinquedo se adapte a cada bichano. Para Margarida e Catarina, acima de tudo está a satisfação dos clientes humanos bem como a dos de quatro patas.

E não chegam apenas de Coimbra, nem tão pouco de Portugal. Os clientes chegam de Norte a Sul do país e uma grande parte das vendas já segue para outros países, para países como os Estados Unidos, a Austrália, o Canadá, a França, a Alemanha, a Inglaterra e Espanha, entre outros.

A loja está alojada numa plataforma de vendas internacional, daí chegar a vários cantos no mundo, além das redes sociais FacebookInstagram e Pinterest. A Ronrom tem crescido aos poucos e esperamos que venha a crescer cada vez mais. Não gostamos de traçar metas impossíveis, mas gostávamos muito de ter ainda mais vendas, de chegar a mais países e quem sabe poder fazer disto um trabalho que nos desse conforto e nos permitisse dedicarmo-nos a ele a tempo inteiro. 

Não foi apenas o negócio que cresceu, a família também. Catarina continua com os seus 3 felinos mas Margarida, além dos dois gatos resgatados da rua que vivem com os seus pais, depois de Dino já adoptou Nina, com cerca de 5 meses, que apareceu no quintal.

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.