Nestas oficinas já se prepara o Natal com grande Ciência

Parece mentira mas já é quase Natal. Se são daqueles que gostam de decorar a casa de forma personalizada e passar os fins-de-semana a fazer coisas divertidas e diferentes com os miúdos, vão adorar a nova proposta do Exploratório. Até ao final do ano, o Centro Ciência Viva de Coimbra, que em Novembro comemora 25 anos de existência, prova que Há Ciência no Natal em oficinas para as famílias, no espaço que antes da pandemia era utilizado para as festas de aniversário e outros eventos. A proposta chega no seguimento do novo Family Lab, desenhado para receber actividades de exploração de ciência para toda a família, com diferentes temáticas ao longo do ano. 

O Family Lab que abriu as portas com uma oficina permanente de construções com peças K’Nex® mas Catarina Reis, da direcção do Exploratório, diz que não se ficam por aí porque ideias não faltam, nem procura. A responsável explica que, nesta fase de pandemia, o esforço para corresponder às necessidades das famílias preservando a segurança, mantendo a rigorosa curadoria a que o espaço habituou os visitantes, reflecte as próprias sensações de toda a equipa que tem desde profissionais ligados à Ciência até especialistas em Educação, Literatura Infantil e dramaturgia. Felizmente conseguimos manter a equipa toda a trabalhar e criar esta dinâmica e versatilidade, remata.

Ho! Ho! Ho! Há Ciência no Natal

Aos Sábados, das 10h às 13h e das 14h às 17h, e nas tardes de Domingo, das 14h às 17h, dá para pôr mãos à obra no Exploratório e descobrir como a ciência pode ser aplicada aos materiais mais simples para manufacturar ornamentos, postais e prendasImpressões digitais, magnetismo, simetria e geometria são usados para fazer mexer estrelas, criar códigos e outras brincadeiras nesta oportunidade para também aprender sobre sustentabilidade e reutilização de materiais. Fizemos questão de comprar o mínimo de coisas para as pessoas se inspirarem a reutilizar também e perceberem que, em termos de aquisição, não têm de fazer um grande investimento para decorar a casa no Natal, assegura a bióloga cuja voz rebenta pelas costuras de orgulho quando descreve as filas à porta destas e outras propostas do Centro Ciência Viva que foi pioneiro no país. Para evitá-las, a equipa desdobra-se pelos vários espaços do complexo à beira rio plantado, no Parque Verde do Mondego. 

Mais Explorastórias

Com a lotação limitada, o sucesso do Explorastórias - de que já falámos aqui - levou à criarção de soluções extra, para que ninguém batesse com o nariz na porta. Assim sendo, nos Domingos em que não há sessão passa a haver uma adaptação da actividade ao Hemispherium, a sala de projeção hemisférica onde os filmes são projectados a 360º num tecto em formato de cúpula. Vamos repescar histórias que já tínhamos feito e adaptá-las, digitalizando o livro, exibindo as imagens com as histórias, revela Catarina Reis, sobre o trabalho que envolve quem pense na parte científica, na forma de contar a história e ainda na componente técnica. Segundo a responsável, desde o início da pandemia e no rescaldo do confinamento de Março e Abril, os sábados de manhã passaram a ser mais visitados, a faixa etária aumentou e surgiu a necessidade de criar actividades sem tempo limite para que as famílias pudessem estar mais à vontade para desfrutar, com toda a segurança. 

O Verão foi cheio de actividades, nomeadamente ao ar livre uma vez que a percepção da direcção, através da observação e do feedback das famílias, era o de que as crianças precisavam de estar no Exterior e o mais livres possível. Tivemos de criar uma bolha, com actividades durante a semana e uma dinâmica diferente e segura, diz Catarina Reis. Agora que a escola recomeçou, as folhas começaram a cair e a ginástica a que obriga a pandemia está assimilada, há muito para ver e fazer. O número de pessoas em cada actividade é reduzido, para haver mais segurança, mas há mais diversidade. Além das que já referimos, no Exploratório encontram actividades como a Pedalada de Ciência, Pais não Venham Cedo, Antes ou despois da escola, Ora Bolas! Ciência em Palco, O Que Comem os Nossos Bichos?, Hemispherium, exposições como a Bichos de Pata Articulada e na Science Photo Gallery além das sessões Pontos nos iii - Science Beer Talks e Conversar é o Melhor Remédio, dirigidos aos adultos. No espaço Family Lab, a Hora K’Nex® tem sido um sucesso enorme, exclama Catarina. Os preços partem dos 3€ e se forem mais de duas pessoas fica mais barato. Dia 24 de Novembro é Dia Nacional da Cultura Científica e o Exploratório sopra 25 velas em festa. Podem acompanhar as novidades no site oficial ou na página oficial no Facebook

Texto: Filipa Queiroz
Fotos: Exploratório - Centro Ciência Viva de Coimbra

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.