E a vida sexual, foi afectada pela pandemia?

Não somos nós que perguntamos, é o SexLab que agora está a fazer um estudo muito actual sobre sexualidade em tempos de pandemia em Portugal. O estudo é feito com base num questionário em que todos podem participar, desde que tenham mais de 18 anos. Para quê? Para perceber e avaliar quais são as principais problemáticas como dificuldades sexuais, insatisfação sexual, violência sexual, direitos sexuais, mas também relacionadas com a saúde mental como a depressão e a ansiedade, procurando compreender os potenciais determinantes socio-demográficos e psicossociais.

Quem nos explicou foi a investigadora Ana Quinta-Gomes, residente em Coimbra e uma das responsáveis científicas do estudo que é feito pelo Grupo de Investigação em Sexualidade Humana da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. 

Os resultados do questionário online sobre Saúde Sexual em Portugal vão ser fundamentais para entender o impacto da pandemia COVID-19 na sexualidade dos portugueses, disse a investigadora. Para isso, é fundamental que ele chegue ao conhecimento do maior número possível de pessoas que represente a população portuguesa. O questionário é anónimo e está neste link. Demora cerca de 30 minutos a responder, com a garantia de que as respostas são confidenciais e servem apenas para fins de investigação. 

Já tínhamos falado sobre o SexLab aquia propósito do estudo clínico feito em Coimbra que oferecia tratamentos gratuitos para a disfunção eréctil. Se quiserem saber mais sobre os estudos desenvolvidos pelo SexLab ou o Programa Doutoral em Sexualidade Humana cliquem aqui, aqui ou enviem email para: sexlab@fpce.up.pt.

Texto: Filipa Queiroz
Foto: Banco de imagens

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.