Lojas, precisam de ajuda a vender stock parado?

A pandemia trouxe um desafio acrescido às lojas que não tinham presença online e que não puderam manter a sua actividade durante o confinamento. Aliás, mesmo nesta fase de reabertura do comércio existem algumas limitações (como o número máximo de pessoas em espaços fechados) que dificultam a retoma das vendas. Assim, a digitalização do comércio local é não só uma necessidade dos tempos mas também um passo lógico na rentabilização de qualquer negócio. A razão de ser é simples: a maior parte das compras online acontece à noite ou ao fim-de-semana, o que permite que qualquer loja continue a vender, mesmo quando as portas estão fechadas.

O passo óbvio parece ser um mergulho no universo online mas muitas lojas deparam-se com diversos desafios: como fazer um website? Como tratar da facturação? Como executar um plano de marketing da loja online?.

Se por um lado, as lojas têm as dificuldades que acabamos de enumerar, por outro lado temos clientes cada vez mais atentos ao tema da sustentabilidade, não só na origem dos artigos mas também no seu chamado fim de ciclo. É possível contribuir para o combate ao desperdício têxtil e seguir as tendências da moda se comprarmos artigos que estavam em stock parado e que, muito provavelmente, iriam ser inutilizados.

E se vos disséssemos que há resposta para todas estas questões? Conversámos com Catarina Nogueira, fundadora da United Boutiques (UB), uma loja online multimarcas criada em Coimbra, em 2019, e que já vende cerca de 400 produtos de diversas lojas do país. O catálogo conta, para já, com artigos de mulher que podem explorar para ver se encontram uma boa oportunidade. E se têm uma loja que precisa de escoar stock parado, fiquem a saber que esta plataforma pode ser a solução que precisam.

Contexto

Há já bastante tempo que Catarina se debruça sobre o tema da moda circular, sobretudo o que acontece ao stock que não é vendido pelas lojas multimarca de comércio local. O problema é que estes retalhistas compram o stock às marcas e correm o risco de não o vender todo. Esses artigos seguem para saldos e, se não forem vendidos ao fim de um par de anos, são armazenados em caixotes e, eventualmente, inutilizados.

O problema do desperdício têxtil é superior a 10 mil milhões de toneladas que vão para lixeiras a céu aberto. Para visualizarmos a dimensão do problema, Catarina sugere que imaginemos colocar um grupo de 2700 elefantes por dia, durante um ano inteiro. E se um elefante incomoda muita gente, 2700 x 365 incomodam muito mais.

United Boutiques

Esta loja é um ponto de encontro entre marcas e lojas que tinham stock parado (como artigos de moda de grandes designers nacionais e internacionais com descontos até 80%) e clientes que procuram peças exclusivas a preços competitivos, com entrega rápida e um serviço ao cliente atento.

Vantagens

# Sustentabilidade
Catarina explicou-nos que o foco da UB não é pensar a forma como as peças foram produzidas mas pensar na forma sustentável de comprar e fazer com que as coisas não vão parar ao lixo. As alternativas sustentáveis relativas ao fim de vida das peças são soluções que podem ajudar uma pessoa que gosta de seguir as tendências e ser sustentável ao mesmo tempo.

# Digitalização do comércio local
Na opinião de Catarina, a pandemia veio precipitar o processo de viragem de todas as lojas para o online. Todo o paradigma mudou e tornou-se mais evidente a necessidade de qualquer negócio se tornar digital. A UB é uma loja online que pretende englobar todos os retalhistas do sector da moda e acessórios, uma única paragem para todas as pessoas que queiram comprar local sem precisarem de se deslocar.

Condições

Gostavam de vender o vosso stock na United Boutiques?
O processo é simples. Para a vossa loja começar rapidamente a vender online na UB, só precisam de entrar em contacto com a equipa (917 069 033 ou shop@unitedboutiques.com) que vos vai enviar uma proposta. Em seguida, recebem um ficheiro excel para preencher com o nome dos produtos, o preço, o desconto e o nome das fotografias de cada artigo, bem como os dados de pagamento e facturação. Depois recebem um kit com tudo o que precisam para fazer o envio, como sacos e autocolantes. As peças passam a constar da loja da UB e recebem um e-mail a notificar a venda de algum artigo. Nessa altura, só precisam de o embalar e passa um estafeta a buscar a peça para a entregar ao cliente.

Qual o preço a pagar pelo serviço da UB?
Nesta fase, corresponde apenas a uma percentagem de cada artigo vendido. Quando se concretiza uma venda, o próprio site faz a divisão de percentagens entre a loja e a UB. A loja tem um painel de administração através do qual podem acompanhar as vendas dos artigos. No fundo, só têm a ganhar porque, se não venderem peças também não pagam nada.

Equipa

Catarina Nogueira já desenvolveu dezenas de websites e lojas online, com foco nos negócios de e/ou para mulheres. Depois de ter fundado duas startups (a Glam Lovers – um website que sugeria looks personalizados a mulheres conforme a ocasião selecionada – e a Glam To Glam – uma plataforma web que promovia e facilitava a compra e venda de moda em segunda mão) arregaçou as mangas e fundou a United Boutiques.

Juntou-se João Bigotte, professor auxiliar de inovação e empreendedorismo da Universidade de Coimbra que vê sempre o que nenhum dos outros vê. Foi director de inovação de um grupo empresarial com negócios em diversas áreas e já colaborou com o Instituto Pedro Nunes em projectos de transferência de tecnologia e com o Coimbra iParque na gestão executiva e comercial do business center.

 

 

Seguiu-se António Seiça a entrar para a equipa. António acumula experiência em desenvolvimento de software, coordenação de equipas de desenvolvimento,
gestão de inovação e desenvolvimento de mercado, ao serviço de empresas como a Soporcel, Agusta Westland e a Critical Software e também já fundou várias startups, entre as quais se destacam a NourishCare e a Cosmedesk.

Last but not least, Dário Fonseca veio trazer para a UB a sua experiência de mais de 14 anos em vendas e marketing, monitorização de media, e-learning, smart cities e e-commerce. Nos últimos anos, foi director de vendas na Modulus One, partner da Goruu, e fundador da Buyzzing.

Os 4 sócios da United Boutiques têm percursos distintos mas complementares. Nas palavras da entrevistada, são tudo pessoas que nunca arranjam problemas e isso é muito bom para trabalhar.

Texto: Joana Pires Araújo
Fotos: United Boutiques

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.