Estes voluntários apoiam idosos e grupos de risco isolados

Uma coisa boa que já se pode retirar da pandemia do novo coronavírus é a onda de solidariedade. Dos comerciantes que voluntariamente arriscaram fechar os seus negócios pelo bem comum aos profissionais de saúde e outros que arriscam a própria saúde para cuidar e salvar outros, há ainda outros pequenos grandes heróis desconhecidos que estão a tentar fazer a diferença ajudando a levar bens essenciais a doentes e grupos de risco que estejam em isolamento devido à propagação do surto.

Meia centena de pessoas de várias áreas e zonas do país já estarão envolvidas no SOS Vizinho, através do site podem inscrever-se como voluntários e até têm direito a um Manual que explica tintim por tintim os vossos deveres e direitos. 

Brevemente pessoas com mais de 65 anos e doentes crónicos também se poderão inscrever a requerer ajuda no SOS Vizinho para evitarem sair de casa e o grupo também está no FacebookInstagram. O e-mail é o: geral@sosvizinho.pt.

Há outras iniciativas, Alexandra Teixeira está a tentar agregá-los neste site, o Não Estás Sozinho, inspirado no Covid.pt. Também há pessoas que simplesmente se oferecem para ajudar os vizinhos deixando bilhetes nos prédios, redes informais que se têm multiplicado por todo o país onde, como sabemos, nem toda a gente tem WhatsApp e Facebook. Se souberem ou fizerem parte de alguma em Coimbra ou no resto da região avisem-nos para: geral@coolectiva.pt. Em baixo ficam outras que descobrimos e manteremos a lista em permanente actualização.

Outras iniciativas:

- A União de Freguesias de Coimbra (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu) apoia quem esteja isolado em casa com mais de 65 anos, seja doente crónico, esteja em quarentena ou tenha mais de 62% de incapacidade. Se ligarem para o número 914 635 393 podem pedir as mercearias ou medicação de que precisam.   

- GRETUA - Grupo Experimental de Teatro da Universidade de Aveiro está a preparar o Porta A Porta. Quem pertencer a um grupo de risco e precisar de aviar recados urgentes deve ligar o 936313945. Formulário online

- A startup Aqui Há Beira!, com sede no Fundão, Castelo Branco, tem como alvo a população de risco e pretende aviar recados urgentes, mas está a encontrar forma de também dar resposta a famílias monoparentais que não tenham com quem deixar os filhos durante algumas horas. Para ser voluntário: info@aquihabeira.pt ou telefone 961120644. 

- A Junta de Freguesia de Meirinhas, em Pombal, também tem uma linha para residentes a partir dos 60 anos ou com doença crónica: 963 161 940

- A Freguesia de Alcaide, Fundão, tem uma linha Vamos por Si ao Supermercado (segundas, quartas e sextas) e Vamos por Si à Farmácia (quartas e sextas) para idosos e doentes crónicos. Devem ligar para o 963 859 095 ou 275 547 906 num dia útil entre as 9h e as 17h

- A Vizinho Amigo tem este formulário para ser voluntário em várias zonas do país

 

As crianças e respectivas famílias também têm linhas de apoio. O Exploratório, encerrado ao público desde o último sábado e até novas indicações das autoridades de saúde, é uma delas. O Centro Ciência Viva de Coimbra tem um conjunto de actividades não presenciais para o público infanto-juvenil e familiar que inclui uma linha telefónica gratuita (800 210 093). 

A linha é destinada a conversar, informar e ajudar a passar o tempo de forma educativa às crianças em casa. O Instituto de Apoio à Criança também abriu a linha SOS Crianças 116 111 para responder a dúvidas, dar esclarecimentos e apoio em caso de ansiedade ou angústia. Está disponível de 2ª à 6ª feira, das 9h às 19h, ou via Whatsapp: 91 306 94 04. 

Texto: Filipa Queiroz
Fotos: Banco de imagens

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.