Não é COVID-19 mas podem combater uma pandemia em casa com um tabuleiro

Não se brinca com coisas sérias. Ou será que sim? Não é novidade que o mundo dos jogos de tabuleiro vai bem além do xadrez, Pictionary, Trivial Pursuit e Monopólio, tocando em temáticas que se calhar nem imaginam. Uma delas é a dos vírus e pandemias. O jogo Pandemic Iberia, que derivou do original Pandemic, encontra-se na Dr. Kartoon, em Coimbra. Jogamos todos contra o tabuleiro que é o vírus, diz o proprietário, conhecido como Ogata Tetsuo. O objectivo é todos juntos irradicarmos a pandemia. 

Ogata também sugeriu o Dixit, Carcassonne, Munchkin, Tsuro, Ticket to Ride, Azul, e os mais familiares Descobridores de Catan, Cluedo e Uno. Há outro jogo relacionado com o período que estamos a viver: o ViralO que não faltam são jogos analógicos divertidos e muitas vezes pedagógicos com a tónica no convívio saudável dos participantes. Na Dr. Kartoon encomendam e recomendam com experiência na matéria, mas também podem comprar online.  

Pandemic Iberia

Criado por Matt Leacock e Jesus Torres, Pandemic mudou-se para a Península Ibérica em meados do século XIX. Recomendado para maiores de 8 anos, o Pandemic Iberia é baseado no Pandemic, com novas regras, 17 novos personagens, 15 eventos e dois desafios históricos. Os jogadores têm de ser enfermeiros, ferroviários, médicos rurais, marinheiros, viajar de carro, barco e comboio e construir a rede de caminhos de ferro, purificar a água para evitar a disseminação de doenças (febre tifoide, cólera, malária e febre amarela) e investigá-las para fazerem parte da História da medicina. Conseguirão salvar a humanidade? 

Carcassonne

Ganhou o prémio do melhor jogo do ano de 2001 e a partir daí tornou-se bem popular e óptimo para jogar em família. Carcassonne é famosa pela fortaleza medieval, que rodeia toda a parte antiga da cidade francesa. Os jogadores têm como objectivo controlar a região e os castelos, caminhos, campos e mosteiros. Para isso, devem dispor estrategicamente as peças de terreno e os seguidores. É um jogo de estratégia muito simples em que cada turno apresenta novos desafios. Indicado a maiores de 8.

Munchkin

Consta que é um dos jogos de cartas mais amados de sempre. Criado por Steve Jackson e indicado para maiores de 10 anos, é uma paródia aos jogos de role-playing e dizem que consegue, passados 17 anos desde a criação, despertar grandes gargalhadas e divertir os que têm a audácia de entrar na masmorra mais louca de sempre. Os jogadores vão construindo a sua personagem através das cartas que lhes vão saindo. Podem mudar de classe e raça, sendo elfos, feiticeiros, ladrões ou, porque não, humanos. Cada uma das raças e classes têm o seu atributo especial. Ao longo da jornada vão-se encontrando portas e tesouros e defrontando monstros assustadores, como por exemplo galinhas raivosas ou cavalos zombies. Há itens que se podem carregar para ajudar nos combates, como espadas, motosserras, collants de gigante e também usar poções como as do sono ou da cobardia. O divertimento inclui bluff, estratégia e interacção. Os jogadores podem ajudar-se uns aos outros mas também dar uma força aos monstros para atrasarem os adversários. 

Tsuro 

É um jogo de inspiração oriental com um belo design que constitui um verdadeiro desafio à capacidade estratégica de cada um dos 2 a 8 jogadores possíveis. O desenrolar é simples: colocar fichas-puzzle de forma a formar um caminho, que necessariamente passará ou cruzará os dos adversários, empurrando-os ou sendo empurrado para fora do tabuleiro. Este vídeo (em inglês) explica. Objectivo: ser o último a deixar o tabuleiro (que é mais difícil do que parece). Para maiores de 8 anos. 

Texto: Filipa Queiroz
Foto (capa): Ogata Tetsuo

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.