Temos meio milhão de euros para trocar as conversas do que faz falta em Coimbra por ideias

Este é o terceiro ano consecutivo em que a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) faz a chamada a quem queira dar ideias concretas para melhorar o concelho. Através do Orçamento Participativo, os cidadãos têm a oportunidade não só de propor acções que entendam necessárias mas também de decidir, através do seu voto, qual a melhor ideia de todas e na qual será utilizado dinheiro público.

Nesta edição, trata-se de meio milhão de euros inteiramente alocado à execução de projectos relacionados com a candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura em 2027. As propostas devem responder à seguinte pergunta: em que ideia ou projecto investiriam o valor máximo de 200 mil euros para a consagração da cidade como Capital Europeia da Cultura?

Assim, sob o lema Correntes de Mudança, cada participante pode apresentar uma proposta no portal Coimbra Participa e o procedimento é muito simples: basta preencher os campos respeitantes ao cartão de cidadão ou bilhete de identidade e mais alguns dados pessoais, bem como uma descrição da vossa ideia que pode seguir acompanhada de fotografias e outros documentos (pdfs) em anexo.

Após o período de candidaturas, é feita uma análise técnica das propostas que avalia o cumprimento dos critérios apresentados e a adequação ao tema. Por último, os projectos aprovados são colocados à escolha de todos os cidadãos durante um período de votação.

 

Candidaturas

Participação
Todos os cidadãos a partir dos 14 anos que residam, trabalhem ou estudem no concelho de Coimbra podem submeter propostas ao Orçamento Participativo: devem participar no programa Coimbra Participa todos os cidadãos com idade superior a 30 anos e no programa Coimbra Jovem Participa todos os cidadãos entre os 14 e os 30 anos.

Requisitos das propostas
Desde logo, cada proposta deve prever um prazo máximo de concretização do projecto de 24 meses.

Uma novidade deste ano é o desafio lançado para que os projectos tenham em consideração preocupações de sustentabilidade ambiental e incluam, sempre que possível, acções que os permitam tornar-se mais eco-friendly.

Serão excluídas as propostas que, entre outros critérios, não evidenciem a dimensão europeia de Coimbra. Ora, como devem as candidaturas evidenciar a dimensão europeia de Coimbra nos seus projectos? Carina Gomes, Vereadora da Cultura da CMC, explica que é necessário que exista uma relação evidente com a Europa, fruto do passado ou uma relação que se pretenda construir no presente e que se ultrapasse a dimensão mais imediata do território. Relembrando que Coimbra pretende ser a capital da Europa do ponto de vista cultural, este não é um momento para pegar em ideias que estejam na gaveta e que não se relacionem com o espírito europeu.

Qual o orçamento?
Nesta 3ª edição do Orçamento Participativo foi atribuída um montante global de 500.000€ de orçamento municipal, distribuído da seguinte forma: 250.000€ para o programa Coimbra Participa e 250.000€ para o programa Coimbra Jovem Participa.

Qual o prazo?
As propostas devem ser apresentadas até ao dia 15 de Abril de 2020. Segue-se a fase de análise técnica entre os dias 16 de Abril e 15 de Maio, um período de reclamação entre os dias 16 e 25 de Maio e a votação dos projectos estará aberta de 2 de Junho a 2 de Julho. No dia da cidade, 4 de Julho, serão apresentados os projectos vencedores.

Encontros Participativos

Para que a comunidade se sinta ainda mais entusiasmada com esta iniciativa, serão realizados alguns Encontros Participativos que pretendem promover a participação de um maior número de cidadãos, particularmente daqueles com maiores dificuldades de acesso aos meios digitais.

Estes encontros servem para apresentar e discutir propostas e ainda dinamizar o debate público, ouvir sugestões e prestar esclarecimentos sobre o Orçamento Participativo.

Votação

Podem votar online nos vossos projectos preferidos, através de uma simples autenticação do número de cartão de cidadão, bilhete de identidade ou passaporte. Cada cidadão pode votar apenas uma vez em cada proposta.

Se preferirem, estão disponíveis alguns pontos de acesso para votação, tais como a Câmara Municipal de Coimbra - Divisão de Relação com o Munícipe, a Casa Municipal da Cultura – Biblioteca Municipal, o Convento São Francisco e a Loja do Cidadão – Espaço Câmara Municipal de Coimbra.

Texto: Joana Pires Araújo
Fotos: Câmara Municipal de Coimbra, Anna Auza, Filipe Albuquerque e banco de imagens

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.