Um dos maiores eventos desportivos do ano parte de Coimbra

Qualquer fã de motores já tem os dias 21 a 24 de Maio assinalados no calendário (e com marcador vermelho) já que, depois do sucesso do ano passado (2019), o Rali de Portugal regressa à região Centro do país.

Esta prova, a 6.ª etapa do Campeonato do Mundo de Ralis, tem partida oficial na Porta Férrea da Universidade de Coimbra, na noite de 21 de Maio e, nas horas que antecedem a largada, os pilotos estarão disponíveis para autógrafos no mesmo local, onde o público poderá também ver os automóveis de perto.

A passagem por Coimbra é uma cerimónia de apresentação e pretende, uma vez mais, trazer ao centro da cidade a vontade de seguir a prova na montanha e na serra.

Provavelmente, muitos não saberão que a região Centro tem uma enorme tradição de ralis que moveu milhares de espectadores que quase engoliam as estradas por onde passavam os carros. Os dias eram feitos de tanto entusiasmo quanto de pó e as características das provas bem como a atmosfera única ficaram na memória de muitos pilotos e equipas internacionais que por cá competiram.

Rali de Portugal

Organizada pelo Automóvel Club de Portugal (ACP), a 54ª edição do Rally de Portugal tem lugar entre os dias 21 a 24 de Maio, com passagens em Arganil, Lousã, Góis e agora também em Mortágua, uma das novidades deste ano.

Com partida na Alta universitária da cidade de Coimbra, espera-se muita animação: espectáculos, sessões de autógrafos com os principais pilotos do circuito mundial e a passagem dos carros que vão fazer parte da prova. 

Segundo um estudo apresentado pelo Professor Fernando Perna (Universidade do Algarve), o Rally de Portugal gerou, em 2019, cerca de 31,7 milhões de euros em gastos efectivos na região Centro do país. Na opinião de todos os presidentes das Câmaras Municipais envolvidas, esta prova é o evento nacional com maior projeção internacional, que capta mais visitantes para a região e que melhor consegue mostrar ao mundo a beleza paisagística, as pessoas e todo o potencial turístico do Centro do país.

Programa

O Rally de Portugal 2020 terá uma extensão de 1582km e, ao todo, serão disputados 330,98km ao cronómetro, divididos por 22 provas especiais de classificação (PEC).

22 de Maio | Disputam-se as primeiras especiais da prova, na zona Centro, primeiro com duas passagens por Lousã (1 e 4), Góis (2 e 5) e Arganil (3 e 6), seguindo depois o rali para norte, com o regresso de Mortágua (7), e fechando o primeiro dia em Lousada (8).

23 de Maio | Estão previstas outras 8 provas especiais, todas com duplas passagens, começando o dia em Vieira do Minho (9 e 12), Cabeceiras de Basto (10 e 13) e Amarante (11 e 14), para o Porto também marcar o seu regresso com a Porto Street Stage, um troço de apenas 1,93 quilómetros, que será cumprido duas vezes pelos concorrentes (15 e 16).

24 de Maio | O último dia da prova conta com mais seis troços, também a serem percorridos por duas vezes, destacando-se o regresso de Felgueiras (17 e 20), que abre o dia, seguindo-se Montim (18 e 21) e Fafe (19 e 22). A segunda passagem por Fafe volta a ser disputada em formato de Power-Stage, sendo atribuídas bonificações aos pilotos melhor classificados.

O que é um rali?

Cada rali consiste num conjunto de provas conhecidas por Especiais ou PECs (Prova Especial de Classificação). As PECs são troços de estrada, em terra ou asfalto, que foram encerradas para a competição. Os carros partem em separado, de acordo com intervalos de tempo pré-estabelecidos, e nunca se disputam directamente – como acontece nas corridas em pista.

O objectivo é completar cada troço no mais curto período de tempo. De facto, não há treinos nem interessam os lugares de partida em cada troço porque os resultados finais de cada rali correspondem à soma dos tempos de todas as etapas classificativas. Assim, o piloto com o menor tempo total é o vencedor da prova.

As Super Especiais também são etapas classificativas e funcionam de forma semelhante às Especiais mas costumam ser propositadamente organizadas a pensar no público que vai assistir.

Texto: Joana Pires Araújo
Fotos: WRC e Rally de Portugal

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.