Estas deliciosas Explorastórias moram no Parque Verde

Em 2020, no primeiro e terceiro domingo de cada mês, volta a haver histórias com ciência para juntar as famílias à volta dos livros no Exploratório, agora com uma sessão única a decorrer das 11h às 12h. Mais do que a leitura de um livro, as sessões são de exploração desse livro através de um conjunto de actividades de ciência. 

As sessões envolvem todos os participantes, famílias com filhos dos 3 aos 9 anos de idade, em relação directa não apenas com o tema da história mas também com a restante actividade do Exploratório - Centro Ciência Viva de Coimbra. Há sempre muita coisa a acontecer por lá, sobretudo exposições, que vamos divulgando aqui

Explorastórias

Os livros são sempre diferentes e mais antigos ou mais recentes, vários fazem parte do Plano Nacional de Leitura. Assistimos à sessão sobre o livro Jaime e as Bolotas (Kalandraka), de Tim Bowley, e depois de se ler e analisar o livro numa sala as crianças e os pais foram levados para outra ala onde fizeram experiências sensoriais com os frutos do carvalho e outros. Pesar, adivinhar pela forma, brincar com a casca, aprender a separar folhas, nas sessões de Explorastórias brinca-se aprendendo ou aprende-se brincando, guiados pela gentil equipa do Exploratório com os livros como pontos de partida. Ainda não foi anunciado o calendário da actividade feita em parceria com a Livraria Faz de Conto para o ano inteiro, mas a Coolectiva já sabe qual vai ser a primeira história de 2020. Para reservarem bilhete basta mandarem email para visitas@exploratorio.pt ou telefonarem para o 239703897. Os preços seguem a bilheteira normal do Exploratório.

Próximo:

5 e 19 Janeiro
Livro: Pato! Coelho! (
Editorial Presença, 2012) de Amy Krouse Rosenthal

«- Há um pato adorável neste livro.
- Não há, não! O que há é um coelhinho muito engraçado!
- O quê Olha só para a capa! É um pato!
- Não é! É um coelho! - Pato! - Coelho! »

Terás de ser tu a decidir se é um pato ou um coelho. E vais ver como é divertido. Porque nem sempre o que parece é, e eu diria mesmo que às vezes tudo depende da maneira como olhas para as coisas!

Texto: Filipa Queiroz
Fotos: Exploratório - Centro Ciência Viva de Coimbra

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.