Sábado há Festa para todos de manhã à noite na Praça da República

Com tantas festas e festivais na cidade, faltava um naquele que é um dos locais mais icónicos da cidade de Coimbra. No 5 de Outubro, dia da Implantação da República Portuguesa, os vizinhos da Praça da República juntam-se para celebrar o feriado com a comunidade. Abrem-se as portas ao convívio no Teatro Académico de Gil Vicente, Liquidâmbar, Casa de Chá, Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto, Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, Aqui Base Tango, Murphy's, Académico, Reitor e Associação Académica de Coimbra. Uma cara bem conhecida, Adolfo Luxúria Canibal, vocalista dos Mão Morta, também vai à Festa apresentar pessoalmente uma antologia poética.

Esta festa resulta de uma vontade comum de criar um "condomínio de vizinhos da Praça" que consiga trabalhar em conjunto sobre temas que surjam relacionados com a Praça da República, disse-nos Aline Seabra Santos, gerente da Casa de Chá. É aberta a todos, sem excepção, e os eventos são de entrada livre. A partir das 10h30, há teatro para a infância, cinema de animação, música, poesia, visita aos bastidores de um teatro, debate, um mercado e um piqueniqueno na Praça que até ao início do século XX homenageava o Rei D. Luís, mas mudou de nome com o advento da República, em 1910.

Manhã

10:30 República Cantada às Crianças, leitura de um conto musicada, na Casa de Chá do Jardim da Sereia

10:30 Workshop de Café pelo barista Rodrigo Santos no Café do Teatro Académico de Gil Vicente

11:30 Sessão de cinema de animação no Teatro Académico de Gil Vicente

12:00 Farias um Novo Vizinho? - Conversa Peripatética Rumo à Praça, com Agnaldo Farias, Curador Geral da Bienal Anozero’19

Tarde

13:00 - Piquenique dos Vizinhos, ponto alto da festa, aberto a todos e animado pelo GEFAC - Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra 

15:00 - Visita aos bastidores do Teatro Académico de Gil Vicente

15:00 Mercado de Outono, fruta com livros e discos com legumes, acepipes para beber e garrafas para trincar, cores de tudo e saudades da estação que terminou, na Casa das Artes Bissaya Barreto

16:00 Crónica de Uma Morte Anunciada? Ascensão e queda da primeira República, por João Paulo Avelãs Nunes, no Liquidâmbar

17:00 Apresentação da antologia poética do músico Adolfo Luxúria Canibal pelo próprio e lançamento do 8º volume de Elogio da Sombra, colecção de poesia coordenada por Valter Hugo Mãe, no Café do Teatro Académico de Gil Vicente 

18:00 Concerto de encerramento do Mercado de Outono na Casa das Artes Bissaya Barreto

19:00 Concerto jazz de abertura da Oktoberfest no Aqui Base Tango

Noite

20:00 Jantar Cervejeiro no Murphy's

21:00 Rock’n Roll Jam Session na esplanada do Café Académico 

22:00 Concerto do Grupo do Beco no Reitor

23:00 Concerto EB 2,3 no Liquidâmbar

23:55 Concerto Black Cherry de covers rock no Murphy's 

Declamações de Poemas e Textos em Momentos e Locais Inesperados na SESLA - Secção de Escrita e Leitura AAc - da Associação Académica de Coimbra

Texto: Filipa Queiroz
Foto (capa): Google Earth

Artigo actualizado às 17:30, dia 2 de Outubro, 2019

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.