Em Outubro voltam as visitas guiadas gratuitas da Câmara e vale a pena aproveitar

Costumam ser concorridas, por isso deixamos já o aviso. Já falámos aqui e aqui das visitas guiadas gratuitas que a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) organiza a diferentes monumentos e locais emblemáticos da cidade, ou subordinadas a diferentes temas, através dos quais se percorre um pouco da história e cultura locais. 

As visitas têm no mínimo 10 pessoas e no máximo 30, por isso se estiverem interessados devem fazer a inscrição presencialmente, na Câmara, ou ligando para a Casa Aninhas (239 857 500) ou Casa Municipal da Cultura (239 702 630). Todas as entradas pagas são da responsabilidade dos participantes, mas a organização avisa antes. Para Outubro é este o programa:

Roteiros de Coimbra - A Inquisição em Coimbra

Quarta-feira
2 de Outubro, 15h
Local de Encontro: Pátio da Inquisição

Visita guiada a espaços exteriores associados ao período em que o poderoso Tribunal da Fé esteve instalado em Coimbra, relacionando-o com o seu desenvolvimento em Portugal, desde a sua fundação até à extinção. Um período conturbado da história mundial, onde o poder eclesiástico se revelou mais forte e influente do que o poder político, com todas as conotações negativas que daí advieram e que se fizeram sentir à época. Foi um momento marcante, que moldou toda uma nova geração de pensadores e formou uma nova consciência que mudou a forma de sentir e de estar dos povos ditos civilizados. A visita tem por objectivo apresentar espaços onde o tribunal exerceu actividade, marcando intimamente a história e a vida de Coimbra, sensibilizando, o visitante para um património menos conhecido da cidade. 

A Arte em Coimbra – Arquitetura Tumular no Cemitério daTítulo

Quarta-feira
9 de Outubro, 15h
Local de encontro: entrada principal do Cemitério da Conchada

Visita guiada ao cemitério da Conchada, que incide sobre aspectos da história, arquitectura e importância ao nível da Arte Tumular. Instalado na antiga Quinta do Pio, o Cemitério da Conchada foi inaugurado em 1860 e reúne inúmeros edifícios funerários, com elementos arquitectónicos e escultóricos de qualidade inigualável, desenhados e esculpidos por grandes mestres conimbricenses que se destacaram na arte da pedra e do ferro forjado. Seguindo um dos muitos itinerários possíveis, pretende-se dar a conhecer a escultura e a arquitetura funerárias que concorrem para que este espaço seja visto como um dos mais emblemáticos cemitérios a nível nacional e que se encontra em vias de classificação como Local de Interesse Concelhio. O objectivo da visita é dar a conhecer uma arte pouco conhecida e divulgada. 

Roteiros de Coimbra – Coimbra Muralhada

Sexta-feira
11 de Outubro, 15h
Local de encontro: Largo D. Dinis

Esta visita guiada pretende dar a conhecer aspectos relacionados com a defesa da cidade durante a Reconquista Cristã, bem como os locais escolhidos para a construção dos seus castelos, da sua muralha, torres defensivas e principais portas de acesso à cidade. Coimbra foi uma cidade fortificada, rodeada por muralhas que permitiam a defesa da urbe citadina, bem como do território envolvente. Compunham o conjunto defensivo, o Castelo, estrategicamente construído no topo da colina, as torres de vigia, como a Torre de Anto, e as portas de acesso à cidade, sendo a principal a de Almedina. O objectivo desta visita é convidar os participantes a percorrer e descobrir o espaço da antiga fortificação de Coimbra, a conhecer a história da cidade, de reconhecida importância para a fundação da nacionalidade portuguesa. 

Mosteiros e Conventos em Coimbra – Beneditinos em Coimbra

Quarta-feira
16 de Outubro, 15h 
Local de encontro: Largo D. Dinis

Esta visita guiada tem o objetivo de dar a conhecer o antigo património (edificado e natural) desta ordem religiosa que chega à cidade de Coimbra na primeira metade do século XVI. Durante quase 3 séculos, os beneditinos ocuparam uma significativa área a sudeste da cidade, onde ainda hoje é possível assegurar a sua passagem, quer pela toponímia, quer pelas construções deixadas. Numa época de globalização, onde parte da cidade se encontra classificada como património da humanidade pela UNESCO, torna-se imperativo criar uma consciência colectiva para a preservação do espaço edificado, natural e cultural. O objectivo deste percurso insere-se na promoção da identidade multicultural e de tolerância intelectual sempre presente nas vivências urbanas conimbricenses, no pormenor arquitetónico e patrimonial existente nas suas histórias, atraindo deste modo um maior número de visitantes a este espaço nobre da cidade. 

A Arte em Coimbra – Do Revivalismo ao Modernismo

Sexta-feira
25 de Outubro, 15h
Local de encontro: Posto Municipal de Turismo da Praça da República

Visita guiada que associa as correntes artísticas dos finais do século XIX/início do século XX, ao desenvolvimento da cidade de Coimbra durante este período, através da observação de património edificado. Em diferentes épocas da história, as sociedades sentiram necessidade de ir ao passado buscar inspiração, às chamadas Eras de Ouro. O Revivalismo é a denominação deste fenómeno sociocultural que, nesta época, se afirma através do Neoclassicismo. Deste reviver de épocas de ouro à introdução de novas ideias, técnicas e materiais que irradiam de outros países e chegam até nós num período conturbado da história, também a Arte Nova marca de forma visível o andamento da história. O objectivo desta visita é apresentar e promover alguns exemplares destas correntes artísticas de património edificado na cidade, reforçando a qualidade do mesmo e realçando a persistente adaptação da cidade às mudanças dos tempos e épocas. 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Maria Carmo Silva
28.09.2019

E xcelente!!!