Fomos à nova taberna de Coimbra e vamos voltar

É conhecida a tradição taberneira de Coimbra, mas a ideia para esta nasceu em Itália, mais precisamente em Trastevere, Roma. Fomos passear uns dias e estivemos num bar que era assim, mas era bem rudimentar, só que sentimo-nos confortáveis lá dentro e achámos tanta graça ao conceito que quando cheguei a Portugal resolvi fazer um, conta Pedro Machado. O proprietário diz que a aposta é em democratizar artigos muito bons, porque passou a vida a comer, viajou por todo o mundo, por isso provou de tudo e garante que é exigente. Uma exigência que obriga a só oferecer aquilo que gosta e aprova.

A nova Taberna D'Almedina fica no cantinho resguardado da Rua do Arco da Almedina, junto à livraria Almedina, que até há pouco tempo era a loja Banana Chiclete de artigos em segunda mão. Mas mesmo quem conhecesse o espaço, não o reconhece agora. Durante as obras, o proprietário conta que foi surpreendido pelo potencial arquitectónico escondido por pladur, o que resultou na abertura de um 1º andar e um pé altíssimo desde o rés do chão, além de uma traça antiga irresistível. Para comer e beber, há cerveja, vinho e sobretudo tábuas de queijos, presunto e enchidos. 

Menu

Sempre que pudermos vamos acrescentar valor às pessoas e às marcas, disse-nos Pedro Machado. Na Taberna orgulham-se de vender produtos nacionais, regionais e locais, a maior parte das vezes comprados directamente aos produtores. O menu inclui outras coisas, mas são sobretudo os presuntos, enchidos e queijos a preencher o cardápio, e a preços acessíveis. Pedro Machado garante que tem sido bastante procurado por residentes, apesar de, claro, fazer sucesso entre os turistas.

Decoração

Uma coisa simples mas que faz toda a diferença: a Taberna D'Almedina está decorada com peças antigas dentro da temática dos antigos ofícios dos portugueses, como marceneiros e lavadeiras, e, debaixo de cada instrumento de trabalho ou fotografia, estão breves legendas, em português e em inglês, que os contextualizam e homenageiam. Estas peças foram recolhidas uma a uma, em vários sítios do país, e nós queremos que este seja um espaço de convívio de de histórias, explica o proprietário. A viagem começa logo à entrada, com as folhas de louro. Sabem por que é que originalmente as taberna tinha sempre um loureiro à porta? Vão lá e descubram. 

Crianças 

Apesar de, provavelmente, não apreciarem o resto do menu, a Taberna D'Almedina pensou nos mais novos e tem opções para crianças, como pizzas. Além disso, a gerência confessa que tem especial prazer em ver os pais explicarem aos filhos para que é que serviam aquelas coisas que estão penduradas nas paredes. Às tantas dizem: "Olha, era assim que a tua bisavó fazia o pão para eu levar para a escola".

A Taberna D'Almedina está aberta das 12h às 2h, encerra à segunda-feira.

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.