FORA DA CAIXA | Catarina Camacho


Natural de Castelo Branco, viveu na Madeira, em São Paulo e em Lisboa, mas escolheu Coimbra para morar. Mãe, apaixonada por moda, apresentadora de televisão, define-se como uma caixa de surpresas e uma mulher de sonhos. Rosto conhecido da estação pública, apresenta o programa das tardes de sábado da RTP, Aqui Portugal. Na apresentação há 12 anos, diz que ainda lhe falta fazer muito porque todos os dias é uma oportunidade de sonhar, de idealizar um novo projecto, seja grande ou pequeno, pessoal ou profissional. Entre eles destaca a escrita, mas diz que nunca publicaria nada em nome próprio porque a exposição é muito grande. Aos 36 anos, confessa que há mais dúvidas e mais certezas, mas também há dúvidas na certeza. Acima de tudo, há mais tranquilidade. Costuma dizer que aos 18 partia a loiça toda quando se irritava, aos 25 dizia tudo o que lhe vinha à cabeça e hoje as coisas incomodam-na muito menos. Assume-se uma apaixonada pelos 30, porque se os 30 foram isto tudo, aos 40 começa a vida. Que venham os 40!

- Qual é a melhor maneira de começar o dia?

Devagar, devagarinho. Acordo todos os dias às 6:45. Tomo o pequeno-almoço, devagarinho e, à medida que as horas vão avançando, aí para as 10h, já começo a ligar o turbo.

- Qual foi a tua última pesquisa no Google?

Tatuagens sobre gatos.

- O que é que os teus amigos consideram tão teu?

A imprevisibilidade porque tenho uma grande dose de loucura.

- Tens cuidados especiais com a alimentação?

Tenho vários. Aos 14 anos decidi não voltar a comer carne, até porque nunca gostei. Naquela altura era bem mais complicado, era novidade. Hoje em dia facilmente me consigo desenrascar em qualquer lado (e corro o país de Norte a Sul!), até nas aldeias mais recônditas do país há sempre uma solução. No que diz respeito à saúde, tento ter alguns cuidados, se bem que os doces são o meu guilty pleasure e aí não tenho muito cuidado.

- Que comida nunca provaste mas gostarias de experimentar?

Sou muito esquisita, teria de ser qualquer coisa doce porque sou muito gulosa. Talvez água de coco no Brasil.

- Se pudesses telefonar a qualquer pessoa no mundo e falar durante uma hora, quem escolherias?

Deus. Tenho uma grande curiosidade. E falava com o Herman, é uma das pessoas que me deixa sempre bem disposta.

- Qual a expressão mais irritante na língua portuguesa?

Cientificamente provado.

- O que é melhor partido que inteiro?

Chocolate.

- Qual foi a frase de engate mais engraçada que já ouviste?

No outro dia disseram-me uma tão engraçada…Foi em directo no programa e apanharam-me totalmente de surpresa. O teu pai deve ser terrorista porque fez cá uma bomba! - fartei-me de rir.

- Com quem dizem que és parecida?

Sandra Bullock. 

- O que mais te preocupa na sociedade moderna?

O facto de olharmos muito para o nosso próprio umbigo e esquecermos que existem outras pessoas.

- O que é essencial na tua vida?

A estabilidade.

- Quando precisas de paz foges para onde?

Fujo para casa.

- O que pensas sobre as redes sociais?

Quando o Facebook apareceu não aderi logo. Fui obrigada a criar uma conta, mas continuo a achar que não passa de um depósito de opiniões, egos e muito, muito lixo. Uso muito pouco. No Instagram criaram-me uma conta, mas também não usava muito até que o João [Azevedo] me aconselhou a apostar mais nessa ferramenta. Até acho piada mas, se não tivermos cuidado, vai tudo dar ao mesmo. Enquanto eu for a dita figura pública a Catarina estará nas redes sociais, enquanto Catarina, pessoa, será muito raro.

- O que te faz rir à gargalhada?

O imprevisível. Sou de riso fácil mas isso não quer dizer que me ria por tudo e por nada. Por vezes, rio-me de mim.

- Que hábito te irrita mais nos outros?

Dizerem uma coisa e fazerem outra.

- O envelhecimento preocupa-te?

A parte estética, não. Preocupa-me mais o facto de a parte motora não reagir com a mesma rapidez de hoje.

- Que memórias da infância guardas com um carinho especial?

As minhas férias de Verão passadas em S. Pedro de Moel ou na Madeira e a casa da minha avó.

- O que é que já te aconteceu de mais caricato num directo (na televisão)?

Eu sei que quando algo desse tipo acontece preciso guardar esse momento porque algum dia alguém me vai perguntar isto, mas depois esqueço-me. Eu costumo dizer que sou muito apalpadinha, e é verdade. Mas não é por homens, é por senhoras! Apalpam-me muito e dizem: Ai que magrinha que é! 


Associa palavras 

destino - fé
comida - doces
bebida - água
actor - Morgan Freeman
filme - O Quarto Filho
série - Anatomia de Grey
música -The Strumbellas
objectivo - ter sempre um objectivo
infância - aromas
sonho - balão


Preferias estar uma semana sem tomar banho mas podendo trocar de roupa, ou uma semana sem trocar de roupa mas podendo tomar banho?

Tomar banho todos os dias, como é óbvio! Pelo menos estou sempre limpinha.

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.