Vai haver surpresas nas lojas da Baixa de Coimbra

Ir às compras à Baixa de Coimbra é, por si só, uma espécie de caça ao tesouro. Nunca se sabe o que pode acontecer e é sempre possível descobrir uma relíquia entre ourivesarias, retrosarias, montras vintage e manequins démodé.

Nos dias 26 e 27 de Julho, esse tesourinho pode ser música independente. E grátis. O Festival (in)Comum volta pela 3ª edição com uma dúzia de showcases acústicos em espaços de comércio tradicional da cidade pela mão da associação Lugar Comum

Esperam-vos então mini-concertos, em palcos mais pequenos e informais do que aqueles a que artistas e espectadores estão habituados. É uma manobra feita com a Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC) para aproximar e diversificar públicos, fazendo a música chegar à malha urbana e lojistas da zona. 

Mas há mais: este ano o evento inclui um workshop de rádio para crianças e jovens, uma exposição e a projecção de documentários.

O festival arranca na sexta-feira, 26 de Julho, pelas 16h30, com as tais pequenas actuações de cerca de 25 minutos. Duas jovens lisboetas apresentam os discos de estreia, de estilo folk - a menina misteriosa April Marmara, com o disco de estreia New Home, e Marinho com as suas Ghost NotesTambém Éme, o jovem que admite que não cresceu a ouvir Sérgio Godinho, José Mário Branco nem José Afonso mas que quando os descobriu ficou encantado e inspirado; e o galego Santi Araújo com o EP Catedral, de canções que se abrem desde às sonoridades folk-rock de corte americano ao britpop e indie:

Onde e a que horas?

16h30 April Marmara na Lucky Lux | R. Sargento-Mor, 11
17h00 Éme na Trouxa-Mocha | R. Quebra Costas, 18
17h30 Marinho na Rádio Baixa | R. Eduardo Coelho, 23
18h00 Éme no Carmina de Matos | Pç. 8 de Maio, 2
18h30 Marinho na Gang of Four | R. Visconde da Luz, 72, 1º andar
19h00 April Marmara no Atelier 13 | R. do Corvo, 42
19h30 Santi Araújo no Hotel Oslo | Av. Fernão de Magalhães, 25

A música continua à noite com o concerto de Joana Espadinha, já em largo formato, no Salão Brazil, pelas 22h. Espadinha estudou música no mítico Hot Clube de Portugal e Conservatório de Amesterdão, participou em discos de vários artistas e lançou recentemente o primeiro em nome próprio, Avesso. Já devem ter ouvido esta canção dela por aí:

No Sábado, dia 27 de Julho, o festival volta a arrancar pelas 11h. Além dos showcases, vai haver um workshop na Rádio Baixa, que também é gratuito e é dirigido ao público mais pequeno. É das 11h às 13h e esta vertente de Serviço Educativo do evento, em colaboração com a Rádio Universidade de Coimbra, vai, segundo a organização, permitir aos pais verem os concertos enquanto os filhos aprendem a fazer rádio e DJaying.

O número 23 da Rua Eduardo Coelho também vai ter uma exposição de fotografia, que será um olhar sobre as edições anteriores do festival, segundo a organização, e projecção de documentários. Arquivos Kino-Pop e Dois anos (In)Comuns.

 Onde e a que horas?

11h00 Santi Araújo na Cerâmica Antiga de Coimbra | Quintal do Prior, 2, Terreiro da Erva
11h30 Marinho na Brancal Lãs | R. Visconde da Luz, 69
12h00 Santi Araújo na CoolaBoola Colab | Pç. do Comércio, 50
12h30 April Marmara na Trouxa Bicla | Pç. do Comércio, 9
13h00 Éme na COMUR Conserveira de Portugal | Lg. da Portagem, 25

Estas vão ser as primeiras de várias Noites Temáticas promovidas pela APBC. As outras vão ser a 30 de Agosto (Fado), 27 de Setembro (Enigma Challenge) e 25 de Outubro (Jazz).

Texto: Filipa Queiroz
Foto: Eduardo Gonçalves

* Artigo actualizado às 16:30 de 24 de Julho, 2019

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.