Vamos festejar 6 anos como Património Mundial da UNESCO?

 

A inscrição da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia na lista do Património Mundial da UNESCO aconteceu em 2013 e, desde essa altura, a efeméride é assinalada pelos Sons da Cidade. Vai na 6.ª edição a iniciativa que, este ano, acontece entre os dias 21 e 23 de Junho e convida deambular e (re)descobrir a cidade num programa que inclui concertos, visitas guiadas, tertúlia, poesia, comédia e performance.

O tema dos Sons da Cidade é uma reflexão em torno da Liberdade, já que este ano se assinalam os 45 anos da revolução de 25 de Abril de 1974 e os 50 anos da crise académica de 1969. O programa chama literalmente vozes de várias proveniências e gerações para nos conduzirem em actividades pela área classificada e para além dela. A ideia é reflectir sobre o que fomos, o que somos, e unirmo-nos em torno do Património que, sendo classificado como da Humanidade, é de todos nós.

Estamos todos convidados para a festa: todos os eventos são gratuitos (à excepção do concerto de Pedro Jóia, no dia 21 de Junho) e a proposta é de percorrer espaços e memórias da cidade que relembram o valor universal excepcional que foi reconhecido à Universidade de Coimbra, Alta e Sofia como Património Mundial da UNESCO.

Vejam o programa, decidam em que eventos querem participar e reservem os vossos lugares:

SEXTA | 21 JUNHO

TERTÚLIA |  Liberdade, Liberdade: Teatro, Palavra e Ser
16H | Casa das Caldeiras

Na antiga Grécia, designava-se por isegoria um dos princípios básicos do regime democrático, que pode traduzir-se por liberdade de expressão ou liberdade no uso da palavra e que constitui, precisamente, um dos pilares essenciais das democracias modernas. Ter liberdade para falar e capacidade jurídica para usar a palavra (só muito mais tarde reconhecida às mulheres) é assim indissociável de uma vida equilibrada, daquilo que torna o ser humano em animal político, no sentido de realizar-se em pleno através da vida em comunidade ou pólis. O objectivo desta tertúlia é revisitar estes e outros conceitos e discutir a forma como se fertilizam mutuamente enquanto expressão de liberdade, de busca de identidade, de esforço de conhecimento e de autognose.

Com Delfim Ferreira Leão (Vice Reitor da Cultura e Ciência Aberta da UC), Maria de Fátima Silva (Prof. Catedrática da FLUC), José Luís Pio de Abreu (Psiquiatra e Professor Emérito da FMUC) e Letícia Mouro (CITAC)

bernardo moreira sexteto
Bernardo Moreira Sexteto

CONCERTO | Bernardo Moreira Sexteto: Entre Paredes – A música de Carlos Paredes
18H30 | Teatro Académico de Gil Vicente

O contrabaixista Bernardo Moreira regressa à música de Carlos Paredes. O novo espetáculo Entre Paredes – A música de Carlos Paredes surge 15 anos depois de ter editado o disco Ao Paredes Confesso.

Saxofone: João Mortágua, Saxofone Alto: Tomás Marques, Guitarra: Mário Delgado, Piano: Ricardo Dias, Contrabaixo: Bernardo Moreira, Bateria: Joel Silva.

CONCERTO | Pedro Jóia Homenagem a José Afonso
21H30 | Antiga Igreja do Convento de S. Francisco

Este concerto é uma homenagem muito afectiva de um guitarrista português à dimensão que a obra musical de José Afonso tem na cultura popular nacional passados mais de 30 anos sobre o seu desaparecimento. A força das canções de José Afonso não se esgota nas suas palavras. A sua música é a um tempo simples, directa e de uma intensidade pungente. São aqui apresentadas versões para guitarra – o instrumento que Zeca usava para compor a sua música e para se acompanhar.

Guitarra: Pedro Jóia, Percussão: José Salgueiro, Desenho de som: Francisco Grilo (Bilhetes: 8€, descontos aplicáveis; reservas: 239 857 191, bilheteira@coimbraconvento.pt)

SÁBADO | 22 JUNHO

VISITA GUIADA | Arquitectura do século XX – Património Mundial
10H | Local de encontro: Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

Visita guiada aos edifícios universitários construídos durante o período do Estado Novo, apresentando um plano de reconversão urbana só comparável com a época Pombalina. A nova cidade universitária, que levou ao desaparecimento de inúmeros edifícios na alta de Coimbra, segue a ideologia de concentração e de persecução de modelos edificados noutras cidades da Europa de regimes totalitários.

As visitas guiadas realizam-se com um mínimo de 10 pessoas e um máximo de 60. Devem fazer a inscrição na CMC (Casa Aninhas – 239 857 500 ou Casa Municipal da Cultura – 239 702 630) até às 17h30m do dia 21 de Junho.

VISITA GUIADA | Tradições Académicas e a Canção de Coimbra
15H | Local de encontro: em frente à Sé Nova

Visita guiada pelas ruas da Alta da cidade que aborda a temática das tradições académicas, das repúblicas, das vivências entre estudantes e futricas e o seu contributo na evolução da Canção de Coimbra. Este itinerário irá percorrer algumas das ruas onde muitos dos seus mais conceituados autores viveram e onde muitas das Serenatas decorreram, terminando no mais recente núcleo dedicado à Guitarra e ao Fado.

As visitas guiadas realizam-se com um mínimo de 10 pessoas e um máximo de 60. Devem fazer a inscrição na CMC (Casa Aninhas – 239 857 500 ou Casa Municipal da Cultura – 239 702 630) até às 17h30m do dia 21 de Junho.

POESIA DITA | declAMAR Poesia
17H | Jardim Botânico da Universidade de Coimbra (ponto de encontro junto ao Portão dos Arcos)

O declAMAR é um colectivo dinamizado por um de cinco diseurs de poesia (Catarina Matos, Lurdes Telmo, Olga Coval, Rui Amado e Vanda Ecm) que se apresentam de forma regular em espaços da cidade de Coimbra, como o Salão Brazil ou o Museu Nacional Machado de Castro. No Sons da Cidade reuniram um conjunto de autores de Língua Portuguesa e exploram as Figurações da Liberdade.

CONCERTO | Flaten / Espvall / Lopes / Ferrandini
18H | República dos INKAS

Quarteto cuja música se desenvolve sob o signo da liberdade, seguindo uma longa tradição do Jazz. Dois dos mais notáveis músicos portugueses, o guitarrista Luís Lopes e o baterista Gabriel Ferrandini encontram-se pela primeira vez com a violoncelista sueca (residente em Portugal) Helena Espvall e com o contrabaixista norueguês Ingebrigt Håker Flaten.

Contrabaixo: Ingebrigt Håker Flaten, Violoncelo: Helena Espvall, Guitarra: Luís Lopes, Bateria: Gabriel Ferrandini

bruno aleixo.jpg
João Moreira e Pedro Santo (criadores da personagem Bruno Aleixo)

COMÉDIA | BINGO!
19H | Palácio da Justiça (Rua da Sofia)

Uma encomenda dos Sons da Cidade, à qual a dupla João Moreira e Pedro Santo (criadores da personagem Bruno Aleixo) responderam com um Jogo do Bingo, sorteando assuntos sérios a partir da tômbola e tratando-os com o olhar desconcertante a que os programas televisivos e o podcast nos foram habituando.

ecos de liberdade
Performance "Ecos de Liberdade"

PERFORMANCE | Ecos de Liberdade
21H30 | Centro de Artes Visuais

Resulta de uma encomenda dos Sons da Cidade e é composto por oficinas (escrita, produção musical e expressão dramática) que darão origem a um espectáculo protagonizado pelos seus participantes, com uma duração de 45 minutos. No mesmo dia, o resultado do processo de criação (um documento videográfico) será projectado em diferentes pontos da baixa de Coimbra.

Luciana Carmo (Coordenação), Juliano Costa Tapajós (Escrita criativa), Guilherme Pompeu Gonçalves da Silva (Expressão corporal), Shannnon Maree (Criação/Produção musical), Mafalda Teixeira (fotografia e vídeo). Com colaboração do CITAC e da Velha Capital

B Fachada

CONCERTO | B Fachada
22H30 | Terreiro da Erva

Bernardo Fachada, que faz parte da primeira geração a crescer com a memória de Zeca Afonso, acredita que a obra do cantautor de intervenção pode ser medida tanto pela sua universalidade quanto pelas suas circunstâncias. Chamando a atenção para a intervenção musical de Zeca Afonso e para a incontornável importância das suas canções no contexto sociopolítico da época, B Fachada pretende com este reportório demonstrar que a génese do Zeca está nas canções, a sua música intervém musicalmente. E porque os assuntos sobre os quais Zeca se debruça vêm de há muito e cá continuam, B Fachada tenta encontrar neste concerto um autor comum, a meio entre os dois.

Voz e Guitarra Braguesa: B Fachada

DOMINGO | 23 JUNHO

VISITA GUIADA | A Coimbra de Zeca Afonso
10H | Local de encontro: Largo D. Dinis

Visita guiada a espaços (exteriores) associados ao período que Zeca Afonso passou em Coimbra, desde os tempos de Liceu, à conclusão dos estudos na Universidade, e carreira docente, da qual é expulso por razões políticas. Neste percurso pretende-se recordar a personalidade de Zeca Afonso quer enquanto músico, quer enquanto poeta, para sempre ligado à Liberdade, para assim despertar não só o interesse pela literatura portuguesa, como chamar a atenção de Coimbra como centro difusor e produtor de cultura.

As visitas guiadas realizam-se com um mínimo de 10 pessoas e um máximo de 60. Devem fazer a inscrição na CMC (Casa Aninhas – 239 857 500 ou Casa Municipal da Cultura – 239 702 630) até às 17h30m do dia 21 de Junho.

PERCURSO POÉTICO | RUCriar Caminhos: Pelo Património de Coimbra
14H30 | Local de encontro: Faculdade de Psicologia da Universidade de Coimbra

A Associação ReCriar Caminhos desenvolveu, em parceria com a Rádio Universidade de Coimbra, um conjunto de peças sonoras que servem de base a este percurso poético, que se inicia na Faculdade de Psicologia e passa pela Torre de Anto, Arco de Almedina e Café Santa Cruz. Além das instalações sonoras, o percurso será também pontuado por performances poéticas executadas pelo grupo de teatro dos ControVersos.

ReCriar Caminhos - Direção e coordenação: Manuel Viegas / Margarida Pedroso Lima Direcção Artística: Ricardo Kalash, Apoio Rádio Universidade de Coimbra

VISITA GUIADA | Viver o Património da Baixa
15H | Local de encontro: Portagem (Junto à estátua de Joaquim António de Aguiar)

Visita guiada pelas ruas da baixa de Coimbra, focando espaços, vivências, memórias e tradições. Coimbra construiu ao longo dos séculos uma identidade única nos panoramas nacional e internacional, reflexo da sua pluralidade cultural, patente nas vivências urbanas conimbricenses, nos pormenores arquitectónicos e patrimoniais existentes nas suas histórias.

As visitas guiadas realizam-se com um mínimo de 10 pessoas e um máximo de 60. Devem fazer a inscrição na CMC (Casa Aninhas – 239 857 500 ou Casa Municipal da Cultura – 239 702 630) até às 17h30m do dia 21 de Junho.

pedro iaco e manuel linhares
Pedro Iaco e Manuel Linhares

CONCERTO | Pedro Iaco & Manuel Linhares
16H30 | Largo do Poço

Um cantor do Brasil e outro de Portugal encontram-se em Nova Iorque nos workshops de Bobby Mcferrin, e logo tecem afinidades transatlânticas. Ali, surgem os primeiros passos deste concerto, ora através de temas improvisados, ora com composições de cada um, Pedro Iaco e Manuel Linhares trabalham as suas vozes com subtileza e maestria sobre um violão de sete cordas.

Voz e guitarra de sete cordas: Pedro Iaco Voz, Manuel Linhares

Sons na Cidade é uma iniciativa organizada pela Associação RUAS, a Universidade de Coimbra (UC) e a Câmara Municipal de Coimbra, com o contributo na programação e produção do Jazz ao Centro Clube e os apoios do Teatro Académico de Gil Vicente, do Tribunal da Relação de Coimbra e do Centro de Artes Visuais, a colaboração institucional da Direcção Regional da Cultura do Centro e em parceria com o CITAC, a associação Recriar Caminhos e a RUC.

 

Artigo patrocinado 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Graça Costa
25.06.2019

Olá, muito bonito e claro!