COOLTURA FESTIVAIS

Carlos Bica, Cristina Branco and all that jazz nas escadas mais cool do país

No Verão todos os fins de semana e vésperas de feriado há jazz grátis e ao ar livre no coração de Coimbra.

Ir ao jazz no Quebra já faz parte da rotina de Verão de muita gente de Coimbra e não só. Há quem diga que muitos vão para estar na conversa mas neste, como nos outros anos, há bons motivos para fechar a boca e abrir os olhos e os ouvidos no QuebraJazzHá muitos que se fartam de elogiar mas depois chegam aqui e estão na conversa, mas quem vem ver e quer ouvir que peça ao parceiro do lado para falar um pouco mais baixo, se calhar tem mais impacto do que se for eu, contou-nos Miguel Lima, proprietário do Quebra Bar e organizador do festival que arranca dia 19 de Junho e vai até ao final de Agosto.

36403131_799376933594639_838850676762083328_n.jpg

Duas datas saltam à vista no cartaz eclético de 26 nomes de 15 projectos distintos: 2 e 3 de Agosto, com a estreia – ambicionada há muitos anos – do conhecido contrabaixista Carlos Bica, acompanhado por André Santos na guitarra e João Mortágua ao saxofone alto e soprano; e 19 e 20 de Julho, com a cantora Cristina Branco a interpretar alguns temas na apresentação do novo disco do Trio Paulo Bandeira.

Salvador Sobral e os Alma Nuestra, que no ano passado provocaram a maior enchente do festival, regressam mas desta vez para inundar o anfiteatro Colina de Camões na Quinta das Lágrimas, numa co-produção com o Festival das Artes. É no dia 25 de Julho, é o único concerto pago e, excepcionalmente, às 21h.

Fiel, mas não obcecado, o QuebraJazz mantém o lema do melhor do jazz português servido nas charmosas escadas do Quebra Costas. Estabelecendo uma comparação simbólica, este percurso tem tido tanto de escalada como de fusão, degrau a degrau conquistou o seu merecido lugar no calendário jazz nacional e no coração dos músicos que aqui tocam, frisou Miguel Lima, mentor do festival que vai na 8ª edição.

1000_0_5344287_193857

PROGRAMA

Dixie Gringos – 19 de Junho
Ricardo Formoso Origens – 21 e 22 de Junho
Unstablemates 6tet – 28 e 29 de Junho
Lokomotiv – 3 de Julho
Kintsugi – 5 e 6 de Julho
Quinteto Demian Cabaud – 12 e 13 de Julho
Trio Paulo Bandeira (com Carlos Barreto) – 19 e 20 de Julho
Alma Nuestra – 25 de Julho  (21h*)
André Fernandes Centauri – 26 e 27 de Julho
Carlos Bica (+ André Santos & João Mortágua) – 2 e 3 de Agosto
Quarteto Desidério Lázaro – 9 e 10 de Agosto
Quinteto Tomás Marques – 14 de Agosto
Daniel Neto Trio – 16, 17 de Agosto
Quinteto André Carvalho – 23 e 24 de Agosto
Quebra Ensemble + Jam Session – 30 e 31 de Agosto

Este ano o Quebrajazz foi antecipado para integrar as vésperas de 3 feriados. Os únicos repetentes são os Dixie Gringos e os Lokomotiv de Carlos Barretto, Mário Delgado e José Salgueiro, e vale a pena também destacar os novos talentos no concerto do Quinteto Tomás Marques, jovem prodígio do saxofone e nova coqueluche do jazz nacional.

Os concertos são gratuitos e começam às 22h30, excepto, como já dissemos, o dos Alma Nuestra que, se quiserem reservar, podem fazê-lo através do email festivaldasartes2019@gmail.com.


19 JUN – 31 AGO | 22H30 | QUEBRAJAZZ
Quebra Bar – Escadas do Quebra Costas + Quinta das Lágrimas, Coimbra
Site oficial | Facebook

Fotos: Pedro Marques e QuebraJazz

 

 

 

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.