Este mês todos os sábados há concertos grátis num sítio lindo

Canto tradicional, fado, música tradicional ibérico-portuguesa, jazz e sonoridades com influências da canção francesa, country e blue grass, até ao fim de Junho os fins de tarde e serões de sábado podem ser muito bem passados com música num dos palcos mais bonitos da cidade e com entrada gratuita.  

Já começou a edição deste ano do Há Música no Jardim! na deslumbrante Quinta de São Jerónimo. A Orquestra de Sopros e o Coro Misto do Conservatório de Música de Coimbra fizeram as honras de abertura do evento, que é organizado pelo Clube Residencial Cidade Jardim e a Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais.

Este é o programa:

8 JUNHO | 18H30 | GEFAC | O CANTO DOS DIAS

Espectáculo musical cujo alinhamento procura trazer ao presente as melodias, ritmos e palavras cantadas que marcaram o tempo quotidiano de comunidades rurais portuguesas de diferentes geografias. Os figurinos do Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra (GEFAC), organismo
autónomo da Associação Académica de Coimbra (AAC), são da autoria de Filipa Malva e resultam, também eles, de um grande trabalho de investigação. Se nunca viram um espectáculo dos GEFAC, vale a pena conhecer.

 

15 JUNHO | 21H | FILIPE RAPOSO e RITA MARIA | Live in Oslo

O pianista Filipe Raposo e a cantora Rita Maria dão a conhecer o universo musical que os inspira, temas que vão desde a música tradicional ibérico-portuguesa, jazz, barroco inglês, impressionismo francês, música no cinema e composições originais do próprio duo. Unindo expressividade, subtileza e virtuosismo num trabalho minucioso entre voz e o piano, traçam novas leituras/narrativas para temas que compõem o imaginário musical. Live in Oslo é o nome do primeiro registo discográfico da inventiva dupla de músicos portugueses, gravado ao vivo na sala Cosmopolite na Noruega em 2017, com a chancela da Lugre Records. Está disponível em todas as plataformas digitais.


22 JUNHO | 21H |  GRUPO DE FADO DE COIMBRA | AMANHECER

Três vozes (André Lucas, João Moreno, Pedro Ventura), duas guitarras portuguesas (Diogo Mendes e Rui Freitas) e uma guitarra clássica (João Ferreira) compõem o grupo. O repertório dos Amanhecer, de originais a interpretações de temas clássicos, aliado à vontade férrea de levarem a sua música mais longe, já os fizeram subir a vários palcos por todo o país, para além dos emblemáticos lugares da cultura académica. Balada a Coimbra foi o primeiro álbum e surgiu para marcar o fim dos verdes anos do grupo, que acabou em 2016 o período académico. Homónimo de um dos temas mais badalados da nova geração da música coimbrã, o álbum compila o melhor trabalho dos três anos do grupo. Podem ouvi-los aqui.

29 JUNHO | 18H30 | ANAQUIM

É uma banda de Coimbra que em 2010 lançou o primeiro disco As Vidas dos Outros. Fruto da escuta da obra de nomes como Fausto, Sérgio Godinho e Zeca Afonso, misturam influências internacionais como a canção francesa, a música country ou blue grass. Ao vivo garantem a qualidade, diversidade, boa disposição, interacção e festa. Em 2018 lançaram  O Quarto de Anaquim e um novo espectáculo que levam para a estrada neste ano de 2019. Neste concerto, José Rebola (compositor e letrista – voz e guitarras), Pedro Ferreira (teclados), Luís Duarte (guitarra), Filipe Ferreira (baixo) e João Santiago (bateria) propõem-se oferecer um fim de tarde diferente, convidando as pessoas para um concerto acústico, intimista, em que os temas da banda serão reinventados e orquestrados de maneira distinta, reservando ao público algumas surpresas.

 

HÁ MÚSICA NO JARDIM!
Quinta de São Jerónimo, Coimbra
Entrada livre
Google maps

 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.