Há um festival novo e alternativo a fermentar em Coimbra

Há algum tempo que a primeira 4ª feira de cada mês é dia de pôr os Pontos nos iii! no Exploratório, com cientistas do Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra a passar o fim de tarde com o público em conversas informais acompanhadas de cerveja artesanal. As Science Beer Talks têm tanto sucesso que até já deram livro, mas agora o Centro Ciência Viva de Coimbra vai mais longe. Vai albergar o primeiro Brew! Coimbra – Festival da Cultura e das Novas Tendências Cervejeiras, em Setembro.

Apareçam, escolham, apreciem e divirtam-se é o convite de João Claro com Pedro Baptista e Gustavo Rocha, informático e representantes da Praxis, lado a lado num projecto que promete embriagar toda a comunidade e aqueles que a visitam de amor por uma velha tradição da cidade. Os grandes grupos cervejeiros nacionais têm origens em Coimbra e temos um ingrediente chave que é a água, as qualidade e propriedades da água de Coimbra, disse Pedro Baptista na apresentação oficial do evento. O administrador do restaurante, fábrica e micro cervejaria artesanal de Coimbra disse que, hoje em dia, os festivais cervejeiros são um pontapé de saída para fazer algo diferente em todo o país, mas aqui a ideia é ir mais longe.

Tocar nalguns pontos mais críticos quanto ao consumo de bebidas alcoólicas e mostrar uma nova perspectiva sobre como a cerveja é consumida, explicou João Claro. Nos dias 13, 14 e 15 de Setembro vai haver, sim, muita cerveja – de pelo menos 15 marcas nacionais e internacionais -, mas também concertos, street food e sessões didáticas ligadas à ciência, saúde e novas tecnologias.

hops-3705742_960_720.jpg

Paulo Trincão, director do Exploratório, destacou que há outros centros de ciência com ligação directa e visceral à cerveja na Europa, como o Experimentarium, na Dinamarca, e que o Centro Ciência Viva vai dar o contributo científico e tecnológico da cerveja. Vamos tentar mostrar uma coisa que muita gente conhece de nome mas nunca viu que é o lúpulo, tentar enriquecer as nossas margens com uma pequena plantação e falar nos cereais, das fermentações e toda a tecnologia, e uma coisa muito importante que é dar um contributo para que a relação com a cerveja seja mais saudável. 

A vereadora da cultura, Carina Gomes, também lembrou que vamos ser Região Europeia da Gastronomia 2021 e, por isso, o festival faz todo o sentido. A comida e a bebida são um dos motivos que neste momento mais contribui para que as pessoas decidam o destino da sua viagemreforçou. A Câmara Municipal de Coimbra é um dos parceiros do evento, bem como o Turismo Centro Portugal, CIM | RC – Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra, Universidade de Coimbra, Academia de Música de Coimbra, Blue House, Jazz ao Centro Clube, Motivos Alternativos e Rádio Baixa. Ainda não há cartaz, mas cheira a coisa boa.

A cerveja artesanal é um fenómeno que veio para ficar, começou há cerca de 30 anos nos Estados Unidos e só em Portugal já há mais de 100 marcas, mas na nossa cidade perdeu algumas raízes, atirou João Claro quase no final da apresentação. A ideia do mentor do Brew! é restabelecer essas raízes, ele que também está ligado à J Nation, que está aí à porta e foi uma das imensas empresas presentes na selectiva e tão badalada Web Summit. E é preciso ver que a cerveja de maior sucesso que lá estava foi feita em Coimbra, como também era de Coimbra o maior número de empresas presentes, portanto essa vai ser mais uma vertente a explorar neste nosso festival, revelou Pedro Baptista.

 

Ficámos curiosos. Como diz João, que se inicie em Coimbra uma nova tradição. 

 

13 – 15 SET | BREW! COIMBRA – FESTIVAL DA CULTURA E DAS NOVAS TENDÊNCIAS CERVEJEIRAS
Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra
Site oficial

 

 

 

 

 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.