É a semana da Liberdade e têm pelo menos 21 maneiras de comemorar

4ª FEIRA | 24 ABR 

 

CONVERSA
18h | Faz de Conto

56966822_585608275245079_8259881404867805184_o.jpg
.
Livros infantis! O resto é conversa
é um encontro para gente grande que nunca deixou de gostar de livros para gente pequena. Uma conversa informal de adultos à volta dos livros infantis e ilustrados, histórias e viagens. É ir e levar um livro para mostrar. Mais informações: livraria@fazdeconto.pt, 917 725 965 ou mensagem no Facebook.
.
COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL
21h30 | Ateneu de Coimbra

.
Comemoração do Derrube do Fascismo com poesia, actuações do coro do Centro de Dia, Foles e Cantorias de Santa Clara, Banda Filarmónica da R.R.M. de Ceira, GEFAC, Ateneu de Coimbra, e a apresentação de Cidades sem muros nem ameias (A Escola da Noite/Bonifrates). Às 0h, como sempre, queima-se o fascismo e canta-se a Grândola no Largo da Sé Velha. Podem ver a programação completa das Comemorações do 25 de Abril aqui.
.
DANÇA

21h30 | Convento São Francisco
.
Um Solo para a Sociedade
é a primeira peça de António Cabrita e São Castro enquanto diretores artísticos da Companhia Paulo Ribeiro. Criada a partir do monólogo O Contrabaixo, de Patrick Süskind, os dois coreógrafos procuram aprofundar a reflexão sobre como as pessoas ocupam um território comum, abordando problemáticas que norteiam a condição humana, tais como o amor, a liberdade, a escolha, a identidade; ampliando o gesto como movimento elaborado e exteriorizado dessa reflexão.
O confronto do eu e dos outros, do barulho e do silêncio, em som visível no corpo. Um solo diante da sociedade, o público. Um público que observa o indivíduo, um intérprete que observa a sociedade. A interpretação é de Miguel Santos e está indicado para maiores de 6 anos. Custa 8€ (com descontos). Espetáculo integrado no Festival Abril Dança em Coimbra.
..
CONCERTO
21h30 | Terreiro da Erva
.
Mais de 50 músicos, dos mais diversos contextos, vão interpretar o álbum Por Este Rio Acima de Fausto Bordalo Dias, editado em 1982. Membros do Coro Misto da Universidade de Coimbra, da Tuna Académica, da Filarmónica de Taveiro e do grupo Há Música na Aldeia, jovens que estudam jazz, com formação clássica ou que tocam em bandas de rock da região, entre outros, interpretam, com instrumentos associados à cultura popular portuguesa, o disco baseado na Peregrinação de Fernão Mendes Pinto. A iniciativa, do director musical Buga Lopes, foi uma das propostas vencedoras da 1.ª edição do orçamento participativo do Município de Coimbra. A entrada é livre.
.
CONFERÊNCIA/JANTAR
20h | Casa da Escrita

Jantar temático integrado no círculo Sabores da Escrita dedicado ao património alimentar da cozinha italiana. O tema desta noite é Requinte, opulência e deslumbramento: a decadência da aristocrcia siciliana à mesa durante a unificação política de Itália, com a participação do professor universitário Manuel Ferro, a coordenação a cabo de Mauro Rodrigues e chef Artur Oliveira. O 25 de Abril também se festeja em Itália, é o dia em que os partigiani (guerrilheiros anti-fascistas) e as forças aliadas protagonizaram a libertação da ocupação das tropas nazis e o fim do fascismo no país, em 1945. A conferência é de entrada livre e o jantar custa 20€. Podem inscrever-se através do número 239 702 630.

CONCERTO
22h | Tabacaria do Teatrão
:Velvet Kills (Produção e fotografia de Art Mistake)

Al Ferraz, Márcio Paranhos e Sofia Leonor são os três nomes que compõem os From Atomic, uma banda jovem de Coimbra. Começaram no início do ano passado, mas entretanto já trataram de lançar música cá para fora. Num artigo da Música em DX dizem que sonoridade deles é uma simbiose da pop vanguardista dos anos 80 com o indie noise dos anos 90. Os Velvet Kills andam entre o dark wave, o synth-glam, o post-punk, o psychadelic e o alternative desde 2015. São um duo: Susana Santos, que dá a voz e o baixo ao projeto, e Harris Iveson, responsável pela guitarra e sintetizadores. O fecho da noite fica nas mãos de Victor Torpedo num mash-up com incursões pelo punk rock, reggae, dub, rock, pop e música eletrónica, num espetáculo que vai do amor, ao ódio, à raiva e ao desespero, mas bem carregado de ironia. Custa 5€.
.
CONCERTO
22h |
Liquidâmbar
.
Nuno Marinho – Especial Abril
é um concerto de celebração do Dia da Liberdade, também com Miguel Falcão (contrabaixo), Paulo Silva (bateria) e outros convidados especiais num encontro do jazz contemporâneo com músicas da revolução.
.

5ª FEIRA | 25 ABR 

.

AULA DE YOGA
10h30  | Parque Verde do Mondego

Organizado pela Câmara Municipal de Coimbra e com dinamização da Áshrama Yoga Coimbra, vai ser na margem direita, junto à ponte pedonal. Só têm de levar tapete ou uma toalha de praia, é gratuito e para todas as idades, mas têm de se inscrever através do email yoga@yogacoimbra.com. Têm mais actividades do programa Desportivamente da autarquia aqui.

FOTOGRAFIA  
(a partir das) 17h – Centro Cultural Penedo da Saudade

Visitas comentadas do Prémio Estação Imagem, o programa completo está aqui. Há visitas às 17h, 17h30, 18h e 19h30. 

.

6ª FEIRA | 26 ABR

.
CLUBBING
18h | Casa das Artes Bissaya Barreto
.
Matinée com Fausto da Silva, que vai mostrar alguns grupos que já participaram no Festival Santos da Casa – Sam The Kid, Linda Martini, A Naifa, B Fachada, Capicua, Dead Combo, Samuel Úria, Ermo, Best Youth, D’alva ou Anaquim, entre outros. Há comes e bebes e transmissão directa via Rádio Baixa.
.
DANÇA
21h30 | Teatro Académico de Gil Vicente
.
El Resistente y Delicado Hilo é uma partitura coreográfica com elementos teatrais, corais, performativos e poéticos em que 5 pessoas se dedicam afincadamente a manter activo e constante um hino musical. Com uma atenção e minúcia precisas, mantendo uma coreografia exata e a execução precisa da partitura, com especial cuidado com a coordenação com o resto do grupo e com um considerável esforço físico, produzem uma música que, noutra peça, poderia ser fabricado de uma forma muito simples: pressionando o botão play de qualquer aparelho eletrónico. A concepção é de Amalia Fernadez, que vive e trabalha em Madrid há quase 30 anos. Catherine Sardella, Pablo Herranz, Oscar Bueno, Anto Rodríguez e a própria Fernandez interpretam. O espetáculo é em castelhano com legendagem em português e inglês. Está indicado para maiores de 12 anos e os bilhetes custam 7€ (com descontos).
.
CONCERTO
22h30 | Salão Brazil
.
A Super Bock apresenta o Road to Super Bock Super Rock, em parceria com o Maus Hábitos e a Música no Coração. A comemoração das 25 edições do festival faz-se no Meco e além fronteiras. Este ano reuniram os amigos, pegaram nas malas e fizeram-se à estrada. O Road to Super Bock Super Rock é um warm up com final feliz que passa no Salão Brazil na voz de Conan Osiris. Os bilhetes só ficam disponíveis no dia do concerto e custam 8€ (com direito a 3 finos da marca). 
.
CONCERTO
22h | Tabacaria do Teatrão
.
Flying Cages (Fotografia de Sebastião Casanova).
Os The Lazy Faithful contam com muita música no cartório, passagens por alguns dos palcos mais emblemáticos do país e são compostos por Tommy Hogg, João Ramos, Miguel Pinto e pelo Zandré. Vêm lá de cima, da Invicta. Este ano apresentam um novo álbum, Nice Price, para juntar ao EP e aos dois discos já editados, e passam pela Tabacaria para uma noite com rock a dobrar. Os Flying Cages também trazem novidades do 3º disco. Ainda sem data de lançamento confirmada, a banda de Coimbra tem andado por aí a mostrar alguns dos temas que estão para sair. São formados pelo Zé Pedro Costa, pelo Rui Pedro Martins, pelo Francisco Frutuoso e pelo Bernardo Franco. Lalochezia e Woolgather foram os álbuns editados em 2016 e 2017, respetivamente, e levantam o véu daquilo que podemos esperar para duplo concerto. Custa 5€.

.

SÁB | 27 ABR

.

CONCERTO 
21h30 | Salão de S. Tomás do Seminário Maior de Coimbra
.
O OpuSpiritum Ensemble, em conjunto com o Coro Misto da Universidade de Coimbra e o Essence Voices apresentam o belíssimo Requiem de Gabriel Fauré. É uma obra onde o texto e a música estão interligados de uma forma inconfundível e o concerto contará também com obras de Donizetti, Gjeilo e Whitacre. Reservas e informações: opuspiritumensemble@gmail.com

.
TEATRO
21h30 | Teatro de Bolso de TEUC
.
Stabat Mater, de Antonio Tarantino, tem encenação e adaptação de Ana Teresa Santos com interpretação de Carolina Moreira, Cristiana Pereira, Daniela Proença, Inês Gonçalves, Lucerna do Moco, Mariana Marçal, Pedro Oliveira e Rita Dias.  Estava esta mãe Maria, Meri, Marí, mulher dura, do povo, ignorante mas conhecedora da crueza das leis da rua, em busca do próprio filho que, por fatalidade, lhe nasceu inteligente e se enredou nas malhas/“tralhas” da política, tendo sido preso e levado não se sabe bem para onde. Maria espera e desespera sem notícias do filho, espezinhada pela burocracia, atormentada apenas pelas memórias dos que a poderiam ajudar mas a abandonaram à sua sorte, cruelmente, sem piedade. Incapaz de compreender os ideais políticos aos quais o filho se dedicou, esgotada e entregue à dor, acaba por ceder à resignação, própria da sobrevivência. Informações e reservas através do número 938 551 441, email teuc.teatro@gmail.com ou  aqui. Repete a 28 e 29 de Abril. Faz parte da21ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra – Caminhos
.
DANÇA
21h30 | Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz (CAE)

Fado Dançado é a próxima proposta do ciclo À Volta do Fado do programa Coimbra Região de Cultura e vai cruzar temas da Canção de Coimbra com dança contemporânea com entrada gratuita mas sujeita a levantamento de bilhete no CAE. A iniciativa conta com a participação do grupo Cordis, António Ataíde (voz), Nuno Botelho (guitarra clássica), Beatriz Arcanjo (violino) e bailarinas da Escola de Dança do Colégio Rainha Santa Isabel.
.
CONCERTO 
22h | Liquidâmbar
.
Aurora Brava apresentam uma sonoridade com elementos de vários subgéneros da música alternativa como o artrock. Letras nubladas e luminescentes discorrem sobre melodias extáticas e riffs de guitarra à la headbanger. Descendente directo do grupo de originais Cabeça de Peixe, herdaram uma colecção de temas entretanto calibrados ao vivo e lança-se agora numa nova fase de composição e experimentação. Com Ana Bento na voz, Bruno Pinto (guitarra), Joaquim Rodrigues (teclados), Gustavo Dinis (baixo) e Miguel Rodrigues (bateria).
.
CONCERTO
22h | Salão Brazil
.
Os Cordel são o novo projecto que une os cantautores Edu Mundo, portuense, compositor, poeta e natural contador de histórias, e João Pires, lisboeta,compositor, exímio guitarrista e geógrafo de uma cartografia musical própria. O disco de estreia está a fazer as primeiras apresentações em palcos nacionais, em modo de ensaio geral. A dupla propõe-se à composição de canções originais, apresentadas neste projecto mas também à concepção de encomendas para outros artistas: Ana Moura, Aline Frazão, Sara Tavares, António Zambujo, Omara Portuondo, Coladera, Fogo Fogo, são alguns exemplos. Sem rótulos nem embalagens, no Cordel entrançam-se melodias tradicionais como a Chula, o Vira, o Fado Canção, e até a Marcha Popular com os ritmos das latitudes africanas e brasileiras. Nas letras, o estilo vem também da poesia popular da literatura de Cordel. Os temas que vão compondo e gravando são na verdade celebrações do encontro, dos encontros. Numa época em que importamos influências musicais, o Cordel, numa atitude quase revolucionária, ou pelo menos inconformista, contraria tendências para nos dar o essencial das nossas raízes, reinventando-as.

.

DOM | 28 ABR

.

ROTEIRO LITERÁRIO
15h | Sé Nova de Coimbra

58380712_2193499727628227_4010087621404393472_o.jpg

Numa cidade onde tantos escritores e poetas viveram, estudaram e trabalharam, Alexandre Valinho Gigas (5 Minutos de poesia/ GAQ) convida a um circuito pelas ruas de Coimbra, entre a Sé Nova e o Mondego. A visita é guiada pelo escritor, percorrendo as ruas e locais quotidianos a alguns escritores, que estão ligados de diversas formas à cidade de Coimbra. Entre eles, Miguel Torga, Mário de Sá-Carneiro, Amélia Janny, Vergílio Ferreira, Fernando Namora, José Afonso, António Nobre, Eça de Queiroz, Teolinda Gersão, José Régio e os Presencistas, Carlos de Oliveira, Camilo Pessanha e Antero de Quental. Integram-se também os poetas mais recentes da cidade.
Pelo caminho são feitas paragens em alguns desses locais bem como efectuadas as leituras dos textos que remetem a esse espaço urbano. O local de encontro são as escadarias da Sé Nova de Coimbra, no Largo da Feira, e o percurso termina na Portagem, junto ao Rio Mondego. São cerca de 2 horas. Custa 5€/pessoa (descontos para grupos) e as inscrições são através do email gigas.alexvalinho@gmail.com ou ligando 968478718.
.
CONCERTO 
17h | Salão Brazil
.
Numa parceria com o Centro de Estudos Sociais da UC e a Universidade Popular Empenho e Arte, o Salão Brazil acolhe o trio Rafuagi, uma das principais referências do rap e da cultura hip hop no Brasil. A par da arte, são também activistas e as intervenções nas comunidades têm permitido a construcção colectiva de muitos projetos, com destaque natural para a Casa da Cultura Hip Hop em Esteio/RS. O preço dos bilhetes é 5€.
.
DANÇA 
21h30 | Convento São Francisco
.
A Meio da Noite de Olga Roriz, em que a coreógrafa revisita o universo de Ingmar Bergman, numa celebração do nascimento e da obra do encenador e cineasta sueco. A dança, o teatro e o cinema à procura de um outro lugar.  O espectáculo aborda a temática existencialista de Bergman e, simultaneamente, reflecte sobre o processo de criação numa procura incessante de si e dos outros. Sete intérpretes encontram-se para partilhar as suas pesquisas sobre a obra do cineasta e criarem, colectiva ou individualmente, cenas que possam integrar um futuro espectáculo. À volta de uma mesa/ilha, este grupo de intérpretes fecha-se nos seus pensamentos, mergulhado nos computadores, nos livros, nos vídeos. Tudo nasce desse huis clos de criação: o som, a luz, as imagens, as ações e contradições, dramas, pesadelos e fantasmas. As camadas de representação acumulam-se, criando tramas dramatúrgicas onde se mistura a mentira com a verdade dos factos. Em palco vão estar André de Campos, Beatriz Dias, Bruno Alexandre, Bruno Alves, Catarina Câmara, Francisco Rolo e Rita Calçada Bastos, e vai ouvir-se Johann Sebastian Bach, Erik Satie, Primal Scream, Michelle Gurevich, Franz; Schubert, Frédéric Chopin, Piotr Ilitch Tchaikovsky, Richard Wagner, Dolf van der Linden, Erhard Bauschke, Giovanni Fusco, Jefferson Airplane e excertos sonoros do filme Metropolis (1927) de Fritz Lang, Persona (1966) de Ingmar Bergmar e entrevista a Ingmar Bergman. Indicado para maiores de 12 anos. Os bilhetes custam 10€ (com descontos). A bilheteira está aberta diariamente entre as 15h e as 20h e os contacos são 239 857 19 e bilheteira@coimbraconvento.pt.
.
.
.

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.