Quem dança seus males espanta

Já começou o Festival Abril Dança, uma iniciativa organizada pelo Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV) e o Convento São Francisco (Convento) que parte de um interesse comum pela dança contemporânea. O festival pretende dar conta do panorama criativo da dança nacional e internacional e, este ano, propõe espectáculos de dança em vários registos, a exibição de filmes, documentários, workshops e conversas com os artistas. O programa guarda ainda uns trunfos na manga para os próximos dias.

17 ABR | ESPECTÁCULO: PARECE QUE O MUNDO (Companhia Clara Andermatt)

Às 21h30, o palco do TAGV vai acolher a peça da coreógrafa Clara Andermatt que se junta ao pianista e compositor João Lucas, seu colaborador de longa data. O resultado desta cumplicidade é um espectáculo – inspirado no livro Palomar, de Ítalo Calvino – que conjuga intuição e pensamento metódico. A nossa atenção às coisas movimenta-se pela imensidão daquilo que parece, quer nas relações mais amplas com o cosmos ou com o infinito, quer no âmbito mais restrito das observações quotidianas, construindo os seus símbolos e os seus significados. Com um elenco de bailarinos e músicos, esta peça oscila entre 3 planos distintos: o da observação, o da narrativa e o da meditação.

Clara Andermatt não é uma visita nova na cidade. Estudou dança com Luna Andermatt e graduou-se pelo London Studio Centre e pela Royal Academy of Dancing, em Londres. Já dançou na Companhia de Dança de Lisboa, na Companhia Metros e criou a sua própria companhia em 1991. O talento já lhe trouxe diversos prémios e faz com que seja frequentemente convidada para orientar aulas e workshops, bem como a criar para outras companhias.

TAGV | 21h30 | Bilhetes: €7 (geral), €5 (<25, estudante, >65, comunidade UC, grupo ≥10, desempregados ou parcerias)

 

18 ABR | ESPECTÁCULO: REVOLUÇÕES (Né Barros com Haarvöl e Digitópia)

Dançar para responder à questão O que é uma revolução e quais as revoluções pelas quais estamos à espera? Mais ou menos radical, enquanto movimento de mudança, as revoluções são actos que fracturam e rompem de forma que já nada será como dantes. O grande auditório do Convento vai receber, pelas 21h30, um projecto de cruzamento de várias disciplinas (coreografia, instalação, imagem e música) – uma criação de Né Barros que conta com a Digitópia (Casa da Música) e o colectivo artístico Häarvol.

Convento São Francisco | 21h30 | Bilhetes: entre os 8€ e os 10€ (geral), entre os 6€ e os 8€ (≤12 anos, estudante, ≥65 anos, grupos ≥10 pessoas)

 

24 ABR | ESPECTÁCULO: UM SOLO PARA A SOCIEDADE (Companhia Paulo Ribeiro)

Esta é a primeira peça de António Cabrita e São Castro enquanto directores artísticos da Companhia Paulo Ribeiro. A obra foi criada a partir do monólogo O Contrabaixo, de Patrick Süskind, e os dois coreógrafos pretendem aprofundar a reflexão sobre como as pessoas ocupam um território comum, abordando temas que norteiam a condição humana – o amor, a liberdade, a escolha, a identidade – e ampliando o gesto como movimento elaborado e exteriorizado dessa reflexão. O espectáculo é o confronto do eu e dos outros, do barulho e do silêncio, em som visível no corpo; um solo diante da sociedade, o público; um público que observa o indivíduo e um intérprete que observa a sociedade.

Convento São Francisco | 21h30 | Bilhetes: 8€ (geral), 6€ (≤12 anos, estudante, ≥65 anos, grupos ≥10 pessoas)

 

26 ABR | ESPECTÁCULO: EL RESISTENTE Y DELICADO HILO (Amalia Fernandez)

Preparem-se para uma coreografia com elementos teatrais, corais, performativos e poéticos. Neste espectáculo, 5 pessoas dedicam-se afincadamente a manter activo e constante um hino musical. Com uma atenção e minúcia precisas, mantendo uma coreografia exacta e a execução precisa da partitura, com especial cuidado com a coordenação com o resto do grupo, produzem uma música que, noutra peça, poderia ser fabricada de uma forma muito simples: pressionando o botão play de qualquer aparelho electrónico. El Resistente y Delicado Hilo Musical segue uma lógica económica, de gasto máximo para alcançar um resultado mínimo, subvertendo a cultura do desempenho e da produtividade que parece ser o único horizonte possível nos dias de hoje.

TAGV | 21h30 | Bilhetes: 7€ (geral), 5€ (<25, estudante, >65, comunidade UC, grupo ≥10, desempregados ou parcerias)

 

28 ABR | ESPECTÁCULO: A MEIO DA NOITE (Olga Roriz)

A coreógrafa Olga Roriz revisita o universo de Ingmar Bergman nesta peça que aborda a temática existencialista e reflecte sobre o processo de criação numa procura incessante de si e dos outros. 7 intérpretes encontram-se para partilhar as suas pesquisas sobre a obra do cineasta e criarem, colectiva ou individualmente, cenas que possam integrar um futuro espectáculo.

Convento São Francisco | 21h30 | Bilhetes: entre os 8€ e os 10€ (geral), entre os 6€ e os 8€ (≤12 anos, estudante, ≥65 anos, grupos ≥10 pessoas)

 

28 ABR | PERCURSO/PERFORMANCE: SAI DA AULA E DANÇA

Este é o mote para um espectáculo-percurso pelo Convento São Francisco, resultado de uma parceria entre o festival e as escolas e instituições da região de Coimbra ligadas à dança. Alunos de dança de diversas escolas da região criaram para os espaços do Convento peças coreografadas que partilham com o público num momento simbólico que antecede o Dia Mundial da Dança.

As escolas participantes nesta iniciativa são a Academia de Bailado da Lousã, a Academia de Dança do Centro Norton de Matos, a DNA – Dance N’Arts School, a Escola Artística do Conservatório de Música de Coimbra, a Escola de Ballet do Hóquei Clube da Mealhada, a Escola de Dança, Arte e Corpo, a Escola de Dança do Colégio Rainha Santa Isabel, a Escola de Dança Rita Grade, o Estúdio de Dança Flic-Flac e as Secções de Ballet e de Danças Sevilhanas Flamengo da Associação Cristã da Mocidade.

Convento São Francisco | 15h ou 16h1o | Entrada gratuita, lotação limitada

 

29 ABR | CINEMA: A DANÇA – LE BALLET DE L’OPERA DE PARIS (Frederick Wiseman)

Alguns anos depois da estreia do documentário Ballet, sobre o American Ballet Theatre, Frederick Wiseman regressa ao Velho Continente numa segunda incursão no mundo da dança, desta vez sobre o dia-a-dia de uma das mais conceituadas escolas de ballet na Europa: Le ballet de l’Opéra de Paris.

TAGV | 18h | Bilhetes: 5€ (geral), 3,5€ (<25, estudante, >65, comunidade UC, grupo ≥10, desempregados ou parcerias)

 

29 ABR | CINEMA: PINA (Wim Wenders)

Esta obra é uma homenagem a Pina Bausch pelo famoso realizador Wim Wenders. Traçado à volta de A Sagração da Primavera, Café Müller, Kontakthof e Vollmond, o filme leva-nos numa viagem às profundezas da arte da vida.

TAGV | 18h | Bilhetes: 5€ (geral), 3,5€ (<25, estudante, >65, comunidade UC, grupo ≥10, desempregados ou parcerias)

 

O Abril Dança arrancou no passado dia 1 de Abril com a exibição dos filmes Um saco e uma pedra – peça de dança para ecrã, de Tânia Carvalho e La Valse, de João Botelho. Seguiram-se os espectáculos de dança Coexistimos, de Inês Campos, Viagem na Terra – Poeira de Estrelas, de Yola Pinto, Noiserv, Rui Catalão, Sara Franqueira, Cristóvão Cunha, a sessão de cinema Girl – O Sonho de Lara, de Lukas Dhont, e a oficina Dançar o Silêncio, com Adriana Campos.

Já decidiram o que vão ver?

 

ATÉ 29 ABR | FESTIVAL ABRIL DANÇA
TAGV – Bilheteira aberta de 2.ª a Sábado, das 17h às 22h, contactos: 239 855 636, bilheteira@tagv.pt
Convento São Francisco: Bilheteira aberta de 2.ª a Domingo, das 15h às 20h, contactos: 239 857 191, geral@coimbraconvento.pt

 

Bilheteira  segunda  a  sábado  17h00  às  22h00 239  855  636   bilheteira@tagv.uc.pt   Balcões  FNAC tagv.bol.pt   www.tagv.pt

 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.