Abriram-se as portas de um lugar incrível e com muito para contar

Viram o filme Música no Coração? A personagem principal, Maria, interpretada pela maravilhosa Julie Andrews, vivia num convento de clausura, com acesso a belos jardins interiores mas impedida de qualquer contacto com o mundo exterior (sobretudo masculino), reforçado por grades e pela severidade da vida monástica.

No Convento de Sandelgas, entre Coimbra e Montemor-o-Velho, agora podem conhecer os bastidores de um autêntico convento feminino do século 17, ao mesmo tempo que relaxam no indescritível sossego rural do lugar. O espaço, antes reservado apenas a casamentos e outros eventos, abriu as portas a visitas guiadas para uma experiência turística e cultural totalmente recomendada quer a casais à procura de um passeio romântico, quer a famílias ou simplesmente curiosos sobre o património da região. A clausura serve para manter o clima de recolhimento entre os religiosos que, através do silêncio e oração, procuram a união mística com Deus.

Hoje em dia, ainda há monjas que vivem desta forma, como as Anunciadas, as Beneditinas, as Clarissas e as CarmelitasMas não é possível entrar nos conventos, eu tentei e disseram-me que só um bispo ou o Presidente da República é que podem, por isso é interessante poder conhecer aqui os bastidores, disse-nos Clara de Moura. A responsável pelo Convento de Sandelgas contou que decidiu abrir o espaço ao turismo a pedido de várias famílias, que é como quem diz noivas e outras clientes.

Há mais de 2 décadas que se fazem casamentos e outros eventos no Convento de Sandelgas. São muitas histórias de amor, disse Clara de Moura. Amor que se sente em cada recanto, seja ele terreno ou divino. Dos jardins com misteriosas passagens secretas, fontes e nascentes de água natural - água que, em tempos, correu por um interessante sistema de distribuição feito em pedra que permitia às freiras serem auto-suficientes -, até à capela e outros pequenos espaços de refúgio e meditação.

O Convento de Sandelgas abrigou religiosas da Terceira Regra de S. Francisco de Assis, uma congregação criada por uma viúva que, na companhia de outras mulheres, quis passar a fazer vida conventual depois da morte do marido, retirando-se do mundo na propriedade que, entretanto, tal era a vocação, se tornou oficialmente um convento. Viveram ali até à extinção das ordens religiosas em 1834, depois o espaço foi adquirido em hasta pública em 1865 pela família Mourão-Gusmão.

Em algumas partes do Convento, hoje totalmente recuperado e adaptado - até com baloiços para os visitantes mais novos -, é possível ver as marcas das grades que garantiam a clausura das monjas, rodas por onde passariam alimentos ou outras encomendas do exterior, entre outras curiosidades. Há uma pequena botica com loiça de Coimbra e mel feito por locais e, no final da visita guiada, contem com um miminho surpresa de que vão gostar - envolve papel de manteiga, uma pequena tesoura e alguma imaginação, e é uma metáfora da própria vida.

CONVENTO DE SANDELGAS 
Rua de Convento - Coimbra, Portugal
Site | Google Maps
Horário das visitas guiadas: 5ª feira | 9.30h, 11h30, 14h, 16h e *18h
(* de Abril a Setembro)
Preço: 5€ (com desconto para grupos)
Contactos: 963841054 | 967021050 | turismo.sandelgas@gmail.com             

      Texto: Filipa Queiroz

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

conventodesandelgas
02.04.2019

Artigo fantástico! Parabéns e muito obrigada.
No filme Musica no Coração, a Maria (Julie Andrews), encheu o coração de musica, no convento onde viveu.
Em Sandelgas, os corações de quem lá se casa, chegam repletos de amor e prontos a partilhar muita musica com quem lhe é mais querido <3

Sofia Cunha
20.04.2019

Lugar maravilhoso onde ainda se sente a das freiras a caminhar pelos jardins. Uma tarde bem passada em família, com lugares para explorar e histórias para contar!