COOLTURA

Se pudessem ser uma personagem de BD, qual seriam?

Fomos ao Coimbra BD e Ogata Tetsuo, Sofia Correia, Bruno Caetano e Miguel Ruivo responderam.

Tetsuo

IMG_1547-3079839391-1552005414291.jpg

“Não sei porquê, nunca pensei nisso. Também não sei por que é que gosto do Japão. Nunca fui lá, mas a literatura é isso, não é? É uma história pós-apocalíptica, o Tetsuo pertence a um gangue de motoqueiros rebeldes que se vêm envolvidos numa experiência do exercito japonês, e esse projecto ultra-secreto chama-se Akira. A missão dele é evitar que esse projecto avance e destrua mais uma vez o planeta Terra. São 6 volumes.” Ogata Tetsuo, autor do blogue Clubotaku.org

 

The Goon

header-01.jpg

“É uma personagem da Dark Horse Comics, saiu inicialmente acho que foi na Avatar Press e agora está na Alabatross Funnybooks, que é uma edição de Powell, é ele que escreve o argumento e desenha. Hoje em dia já tem pessoas que desenham para ele. É uma personagem estranha num mundo estranho, um mundo bastante insólito que tem tanto de perturbador como de cómico, e eu acho que isso é, tipo, este mundo levado a um extremo. Há banda desenhada super realista, em que as personagens não são personagens, são pessoas; neste caso não, são personagens, maiores que a própria vida. Mas ele é altamente errado, é muito pouco convencional. Faz este mês 20 anos e estou em pulgas porque ele está a voltar. Aprecio esse universo porque é um universo tão solto que tudo é permitido, tudo é válido, e é isso que eu gosto. Adoro essa banda desenhada por causa disso e adorava ser uma personagem desse universo, se bem que é um universo um bocado ingrato e inóspito, mas ao mesmo tempo acho que seria divertido.” Bruno Caetano, editora Comic Heart

 

Obélix

images1.persgroep.jpg

Lia muito os livros do Astérix e gosto dele porque…é muito teimoso. Gostava muito dessa banda desenhada, até porque tinha muita coisa histórica, falava de outras civilizações e eu gostava muito disso. O meu preferido era o O Grande Fosso, até fiz um trabalho para a escola sobre esse livro, uma comparação entre O Grande Fosso e o Muro de Berlim. Não foi um trabalho nada simples mas foi muito giro. Os autores conseguiam pôr nos livros – que eram super divertidos -, muito conhecimento. O Obélix era engraçado porque queria fazer as coisas e depois…fazia birras!” Sofia Correia, livraria Faz de Conto

 

totoro_normal.gif

“Eu gostaria de ser o Totoro, mas pareço mais o Thor. O Totoro é estranho e fofinho e tem orelhas grandes e é o mais parecido com um urso. O imaginário do estúdio Ghibli é estranhamente encantador, não sei explicar. Já me disseram que o meu trabalho tem alguma coisa parecida.” Miguel Ruivo, ilustrador

 

 

7 – 10 MAR | 4ª MOSTRA DE BANDA DESENHADA DE COIMBRA 
Casa Municipal da Cultura + Convento de São Francisco
Site | Facebook
Hórário: 10h às 22h nos dias 7, 8 e 9 de Março | 10h às 18h no dia 10
Contactos: 239702630 (Casa da Cultura) | 239 857 190 (Convento de São Francisco) | bilheteira@coimbraconvento.pt

 

Native ad

 

 

 

 

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.