Vem aí a semana mais longa do ano e vai meter Veneno

Um pai desempregado e falido sequestra os 3 filhos depois de assassinar a mulher e o amante dela. Os 4 convivem num espaço exíguo, em condições precárias e todo o discurso é construído em torno de um delírio sobre a sociedade, a família, a política, o amor, a falência do mundo interior e exterior. Esse pai é Albano Jerónimo e a história Veneno, de Cláudia Lucas Chéu, e é um dos destaques da vasta programação da Semana Cultural da Universidade de Coimbra (UC). Vai ser dia 27 de Março, Dia Mundial do Teatro, às 22h no Teatro Académico Gil Vicente (TAGV).

O teatro tem, aliás, especial enfoque nesta 21ª edição do evento, fortemente apoiada pelo TAGV, tanto que encerra com outra peça de dois conhecidos nomes do teatro nacional, Ana Nave e Maria João Luís – Odeio Este Tempo Detergente, sobre o poeta Ruy Belo. Fernando Matos Oliveira, director do TAGV, disse na apresentação do programa que o esforço foi de acoplar à Semana Cultural uma dimensão de contemporaneidade, experimentação e abertura para linguagens de criação novas, numa acção articulada com outros espaços complementares dentro da UC. É o momento de levar outras pessoas ao teatro, pessoas que não vão lá muitas vezes, porque é decisivo que os públicos não sejam pequenos nichos, continuou.

Os parceiros da Semana Cultural são inúmeros e cada com iniciativas que apresentam de certa forma aquilo que fazem durante o ano inteiro. Ao todo serão 108 actividades, entre elas 15 exposições, 6 instalações artísticas, 11 concertos, 4 espectáculos de dança, 8 de teatro, 2 de poesia, 6 de cinema, 11 performances artísticas, duas iniciativas direccionadas para a infância e 37 de divulgação cultural como conferências, palestras, workshops e ciclos de conversas sobre vários assuntos. Assuntos ligados ao tema deste ano, Caminhos, a trilhar de 1 de Março a 12 de Abril.

No reinado de D. Dinis alguém destacado na corte falou no rio Mondego como um espaço que abria caminhos para o mundo e foi esse o desafio que foi feito a António Barros, autor do logotipo com o rio Mondego e seus afluentes, contou o vice-reitor da UC, Luís Filipe Menezes, na apresentação do catálogo da Semana Cultural. Caminhos de Sophia de Mello Breyner, que se fosse viva faria em Novembro 100 anos, e de Fernão de Magalhães, que há 500 anos iniciou em Espanha a viagem que o levaria a comandar a 1ª circum-navegação à volta do mundo.

A Semana Cultural arranca sexta-feira, dia 1 de Março, com uma sessão no Observatório Geofísico e Astronómico, uma instalação artística no Museu da Ciência, a sessão comemorativa dos 729 anos da UC, a inauguração da exposição Caminhos da Ciência Portuguesa: Da Quina è Quinina e uma outra instalação artística ambiental na Faculdade de Farmácia, a conferência Rios de Portugal: Invertebrados no Museu da Água e o concerto Velhos e Novos Caminhos da Orquestra Académica da Universidade de Coimbra em colaboração com o maestro Tiago Oliveira.

Boa caminhada!

 

1 MAR – 12 ABR | SEMANA CULTURAL
Vários locais 
Site oficialFacebook | Agenda UC
* Também têm programas em papel disponíveis no TAGV e outros locais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.