COMES & BEBES

Abriu uma nova Petisqueira na Baixa

Ri melhor quem petisca por último, não concordam?

Já nos tínhamos perguntado o que estaria para abrir no número 104 da Rua Visconde da Luz. Passeamos muito pela Baixa e gostamos de ver que, aos poucos, o centro histórico da cidade está a transformar-se com o aparecimento de novos negócios.

Os irmãos Carlos Góis e Rodrigo Góis empenharam-se na abertura deste restaurante que foi a conhecida Ourivesaria Patrão e promete tornar-se num ponto de paragem obrigatório nos vossos passeios pela Baixa.

IMG_1334

A Petisqueira do Visconde está aberta todos os dias para que possam picar qualquer coisa a qualquer hora do dia. O espaço é moderno e a remodelação está bonita e sóbria, com paredes em microcimento salpicadas de expressões populares que foram adaptadas ao conceito do restaurante: Viver não custa, o que custa é saber petiscar ou Ri melhor quem petisca por último.

Quando entramos, percebemos que a Petisqueira tem dois andares: a cave esconde alguns elementos que dão carácter à intervenção, como o cofre que antes guardou ouro e outros artigos valiosos. Se ficarem a comer no r/c, podem escolher um dos lugares ao balcão que dá para a rua. Parece-nos um programa simples mas ideal para qualquer altura: trocar uns dedos de conversa enquanto nos lambuzamos com uma sandes de leitão.

Sim, leram bem: leitão, a estrela da ementa: há sandes de leitão, servida em pão da Mealhada (4,5€), prato de leitão, apresentado com batata frita, rodelas de laranja e salada de alface e tomate (14,5€). Ao almoço, a opção pelo menu do Visconde fica em conta: custa 6€ e inclui uma sandes de leitão, bebida (água, cerveja ou refrigerante) e café ou descafeinado.

Apesar da carta não ser muito extensa, o que nos poupa tempo no momento de escolha dos pitéus, há outras opções que vos vão satisfazer: sandes (presunto, salpicão ou queijo, a 3€), tábuas (de presunto, queijo, enchidos e mista, a 11€) e saladas (salmão (11€), cavala (9,5€), atum).

Ora, pedimos uma sandes de leitão e não conseguimos encontrar um único defeito: a carne estava suculenta e bem regada daquele molho típico e delicioso, o pão era mesmo da Mealhada e veio servida com batata frita boa. Começámos por fazer alguma cerimónia e tentámos comer de faca e garfo mas rapidamente concluímos que aquele petisco era mesmo para ser atacado à mão. Do lado de fora, algumas pessoas passavam e sorriam; de certeza que viam o nosso ar de satisfação. Por 2,5€ podem acompanhar a refeição com um copo de vinho (mas também podem pedir uma garrafa).

Para podermos dar uma opinião em relação a outro petisco, escolhemos a salada de salmão. Chegou-nos um prato bem generoso com alface iceberg fresca e estaladiça, rúcula, salmão fumado e queijo creme, maçã desidratada, bacon crocante e amêndoas tostadas. O tempero tem flor de sal e molho aioli.

Qualquer uma das sobremesas tem um custo de 3€: mousse de chocolate, cheesecake de frutos silvestres ou mousse de lima com bolacha. Como as barrigas já tinham pouco espaço, optámos pela mousse de lima. Caímos no erro de dividir a taça, para a próxima é mesmo uma sobremesa por pessoa.

Se o tempo escassear e tiverem apenas vontade de entrar para dar uma espreitadela, peçam um croissant de leitão e um café (1€). Mas cuidado: são bem capazes de querer ficar para morder mais qualquer coisa.

 

PETISQUEIRA DO VISCONDE
Rua Visconde da Luz 104, Coimbra
Horário: todos os dias: das 10h às 00h
Contactos: 963 180 995, petisqueiravisconde@gmail.com

 

 

 

 

One comment

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.