Cicatrizes: podem fazer muito mais do que pôr creme e proteger do sol

emanuel casimiroEmanuel Casimiro
Fisioterapeuta
actifisiopt@gmail.com

 

 

Podem aparecer pelos mais variados motivos, mas muitas vezes é por questões de saúde, quando é preciso invadir o corpo para o ajudar. Mais ou menos visíveis, as indesejadas cicatrizes podem instalar-se não só na vossa pele como nos tecidos mais profundos, o problema é que muitas vezes as pessoas são intervencionadas e o tratamento das cicatrizes é quase esquecido, só lhe vão dar valor mais tarde quando procuram ajuda junto de um fisioterapeuta para tratar das consequências posturais da reorganização do corpo.

A sutura dos tecidos é uma agressão directa ao corpo que induz lesão e stress, quer nos tecidos quer na gordura, pele, órgãos, fáscia e músculos à distância. Depois da agressão o corpo volta a organizar-se, mas isso nem sempre acontece da melhor forma. Primeiro o processo de cicatrização depende de cada corpo, o novo tecido que se forma é muito menos flexível, tem menor aporte sanguíneo e um défice de drenagem linfática, e por sua vez esta nova organização pode causar alterações posturais menos adequadas como compensações e alterações viscerais.

Por norma, logo no período pós operatório, as pessoas não sentem as modificações e restrições nos tecidos. Elas só se manifestam de forma visível mais tarde, mas a mobilização precoce de uma cicatriz é essencial e muito necessária à restituição do normal funcionamento do organismo. Não chega aplicar creme hidratante ou proteger a cicatriz do sol, há todo um circuito de relações que foram cortadas com os tecidos que é importante refazer. É preciso restituir a função aos tecidos e fazer com que a zona onde estão fique o mais parecida com a pele normal ou os tecidos subjacentes (no caso das cicatrizes mais profundas) possível.

Como fazer isso? Primeiro é preciso fazer uma avaliação. Os tratamentos no âmbito da fisioterapia podem incluir técnicas de libertação da cicatriz, técnicas fasciais e de mobilidade dos tecidos, trabalho visceral e do diafragma, técnicas de correcção postural e trabalho de controlo motor. É preciso induzir estímulos positivos para devolver os tecidos à actividade normal, e sim, até cicatrizes com vários anos podem e devem ser intervencionadas neste âmbito.

Se têm dúvidas acerca das vossas cicatrizes, não se fiquem apenas pelas questões estéticas, procurem um fisioterapeuta.

 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.