Espreitem o que andam a fazer os artistas surrealistas do século 21

Não é preciso perceber de arte para ver esta exposição, segundo já disse à comunicação social Santiago Ribeiro. O pintor que há 8 anos criou em Coimbra este projecto, e entretanto já passou por vários sítios do país e do mundo, quer sobretudo que as pessoas vejam e conheçam as obras e visões pessoais daqueles que diz serem alguns dos principais artistas surrealistas do mundo que representam a esperança, sonhos e ideologias de vários países onde propõem novas perspectivas para o mundo.

O surrealismo foi um movimento artístico e literário dos anos 1920, que nasceu inserido no contexto das vanguardas que viriam depois a definir o modernismo, no período entre as duas Grandes Guerras Mundiais. Foi muito influenciado por exemplo pela psicanálise do conhecido Sigmund Freud, e basicamente enfatiza o papel do inconsciente na actividade criativa.

Depois de chamar as atenções com uma pequena amostra a aparecer num ecrã  gigante da badalada Times Square, em Nova Iorque, Santiago Ribeiro instalou em Coimbra a exposição International Surrealism Now que pode ser vista na Casa Municipal de Coimbra até  ao dia 19 de Janeiro. Da Alemanha, Argélia, Argentina e Austrália, até à Ucrânia, Venezuela e Vietname,  há mais de uma centena de obras de quase meia centena de países que tanto seguem a linha de impulsionadores do surrealismo como o poeta André Breton e o inconfundível pintor Salvador Dalí, como estão completamente desligados da origem e representam movimentos da arte visionária, abstrata e mesmo fantástica completamente contemporâneos.

Aproveitem a oportunidade, há imensas perspectivas e abordagens diferentes ao género e não só em pintura, também há escultura, fotografia, desenho e arte digital.

 

ATÉ 19 JANEIRO | CASA MUNICIPAL DA CULTURA
Casa Municipal da Cultura – R. Pedro Monteiro 64, Coimbra
Horário: 2ª a 6ª – 9h – 19h30 | Sáb 11h – 13h e 14h – 19h
Facebook
Contactos: 239 718 541 | international@surrealismnow.pl
Entrada livre

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.