Levem os vossos olhos a passear até ao Japão sem saírem da Baixa

Foto: João Azevedo

Em Quioto a tradição anda de mãos dadas com a contemporaneidade. É possível ver jovens vestidas com roupas modernas lado a lado com as célebres gueishas em qualquer parte da cidade, ou visitar um antiquíssimo jardim zen e depois entrar no espaço mais tecnológico e futurista que possam imaginar. São esse tipo de sensações que a cidade japonesa provoca a quem a visita que estão na base da exposição do fotógrafo Pedro Medeiros na Sala da Cidade dos Paços do Concelho (edifício da Câmara Municipal) por estes dias.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pedro Medeiros viveu recentemente na cidade japonesa e, segundo o curador Filipe Ribeiro, desde o início, mais do que fotografar ou constituir um arquivo de imagens dessa experiência. Segundo o curador, o fotógrafo de Coimbra procurou sempre penetrar num espaço mais íntimo, insólito e mesmo proibido, onde a imagem que se intui e que se esconde é, por vezes, tão significativa como a imagem que se mostra e que é à superfície tal como se vê.

Hikari (Luz, light) foi o nome escolhido para a exposição que mostra coisas que geralmente ficam na sombra na sociedade japonesa. Algumas das 50 imagens remetem mesmo para questões como a solidão ou a sexualidade. O projeto de instalação da mostra é do arquiteto João Mendes Ribeiro, e as imagens estão também compiladas num livro editado pela Almedina com design de João Bicker, do ateliê FBA. Inclui mais meia centena de fotografias além das que estão patentes na exposição e está à venda nas livrarias.

Nestas fotografias vamos ao encontro de um diálogo entre espaço e tempo por vezes sobrepostos na mesma imagem, uma percepção que nos alerta que o passado e o presente continuam por ali aparentemente contra a corrente do tempo, mas não será também essa uma das seduções mais tentadoras do Japão?

Pedro Medeiros foi membro do Centro de Estudos de Fotografia e dos Encontros de Fotografia de Coimbra, trabalhou com diversos fotógrafos, nomeadamente Paulo Nozolino e Joel-Peter Witkin, estudou na Ar.Co, na Escola de Fotografia MauMaus e no London College of Printing / London College of Communication. Além de Portugal já expôs em Espanha, Inglaterra, Estados Unidos da América, Grécia, Ucrânia e Japão, está representado em diversas colecções públicas e privadas e é autor de vários livros e monografias.

Depois de Coimbra, a exposição segue para o Centro Português de Fotografia, no Porto onde fica patente de Março a Maio do próximo ano, e depois vai para o Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa, de Julho a Setembro de 2019.
.
:
ATÉ 19 JANEIRO | HIKARI
Horário: 3ª a Sábado, 13h – 18h
Sala da Cidade | Antigo Refeitório de Santa Cruz – Paços do Município de Coimbra
Praça 8 de Maio, Coimbra
Contacto: 239 857500

 

 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.