Venha de lá o Inverno porque nós temos o cacau, a canela e o gengibre

Lara LimaLara Lima
Directora BmQ, Terapeuta e Coach
lara@bmqbylaralima.com
:
:
:

Comer de forma Ayurveda é comer de forma a nos sentirmos nutridos e energizados. O foco alimentar não é só o alimento mas o conceito de fogo digestivo – o Agni. Neste conceito encontramos a justificação para o facto de diferentes alimentos serem digeridos de forma diferente de acordo com a hora, estação do ano e biótipo de quem o ingere, e esta abordagem oferece a quem a segue uma vitalidade, força e imunidade surpreendentes. 

Conhecido pela forma inclusiva e exclusiva como se apresenta, o Ayurveda é exclusivo de cada um, em cada momento, e inclusivo nos alimentos que perfazem a rotina alimentar. Para nós que vivemos em Portugal a rotina alimentar do último trimestre do ano é desenhada para contrabalançar o frio, pelo que o chocolate quente se torna num excelente antídoto se combinado da forma correcta com especiarias quentes e secas. Ele é abraçado com carinho e sem fúrias num caminho de encontro a uma alternativa mais saudável, mas igualmente saborosa. 

O chocolate é como o caril, uma massala, o resultado de um conjunto de ingredientes em que o cacau assume o protagonismo, por isso venha de lá o Inverno, as noites frias, os dias de chuva porque nós temos o cacau, a canela e o gengibre. A trilogia é tudo o que precisamos para passar confortavelmente o Inverno, porque:

  • CANELA é um excelente digestivo e expectorante, e uma especiaria quente que estimula a circulação e por isso ajuda a aquecer as extremidades;

  • GENGIBRE promove a digestão e a circulação e os benefícios para a saúde são tantos que é considerado um tridosha;

  • CACAU está cheio de cálcio e antioxidantes que suportam a saúde das células. É uma das maiores fontes vegetais de ferro e rico em magnésio fundamental para a saúde cardíaca e cerebral. Funciona para elevar o humor e é um excelente antídoto para a falta de sol durante os meses mais cinzentos.

Agora que já conhecemos a magia da triologia, resta experimentá-la nas nossas receitas favoritas para animar os dias de Inverno – acreditem que vale a pena!

Chocolate quente ayurveda

2 chávenas de leite gordo do dia (alternativa vegetal leite de caju)
4 colheres de chá de açúcar mascavo
1/4 chávena de cacau cru em pó
1 colher de chá de canela
1/4 colher de chá de gengibre em pó
1 pitada de flor de sal
1 pitada de cardamomo em pó
1/4 colher de chá de baunilha (opcional)

Numa panela aquecer o leite até um ponto antes de ferver, adicionar o açúcar e o cacau e mexer bem enquanto ferve. Retirar do lume e acrescentar as especiarias. Servir com um pouco de noz moscada ou pimenta de cayene se estiverem a precisar de energia extra.

* às vezes quando quero deixar com consistência cremosa adiciono um pouco de farinha maisena (diluída previamente em água fria) e deixo ferver com o chocolate até engrossar.

Caramelos de cacau

1/2 chávena de cajus triturados
1/4 chávena de granola
1/4 chávena pepitas de cacau cru
2 colheres de sopa de cacau em pó
3 colheres de sopa de cacau cru em pó
uma pitada de flor de sal
1/2 chávena de açúcar de coco
1/4 chávena de manteiga de cacau, derretida (uma alternativa é ghee)
1/4 chávena de manteiga de coco ou óleo
1 colher de chá de baunilha

Misturar os primeiros 7 ingredientes secos numa taça. Derreter as manteigas por ordem e batê-las até formarem um creme homogéneo. Misturar esta massa húmida com a taça de ingredientes secos até tudo estar bem incorporado. Espalhar o resultado final num tabuleiro de vidro e deixar no frio por 20 minutos até ficar firme a ponto de ser cortado em cubos e guardado num frasco seco.

Brownies de cacau e canela

(esta receita funciona muito bem com óleos essenciais de menta, laranja, lavanda, rosas)

1 lata pequena de feijão preto
2 ovos grandes
1/4 chávena cacau cru em pó
2/3 chávena açúcar de coco
1/3 chávena óleo de coco ou ghee
1/2 colher de chá de bicarbonato
uma pitada de flor de sal
2 a 4 gotas de um óleo essencial
1 chávena de pepitas de chocolate preto

Aquecer o forno. Reduzir todos os ingredientes a uma pasta à excepção das pepitas de chocolate que serão envolvidas (3/4) na massa e o restante (1/4) colocadas sobre a massa espalhada no tabuleiro. Deixar cozinhar por 30 minutos (eu gosto meio crus por dentro e torrados por cima).


No Ayurveda a vida é vista como uma prova de amor. A abordagem é a flexibilidade e amorosidade perante a Vida, e talvez por isso seja por muitos referida como a Mãe da Medicina. Mãe porque como uma Mãe é exigente, cuidadora, preocupada mas amorosa. Abraça os nossos argumentos e sorri perante as desculpas, apontando sempre para a força que existe em nós para conseguirmos atingir os nossos propósitos. Como para uma Mãe, também para o Ayurveda tudo depende do que comemos. 

 

 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ana C Almeida
24.11.2018

Com estas receitas vai ser um Inverno delicioso!!
Obrigada.

Marta
24.11.2018

Hum que maravilha! O dia de hoje então está mesmo a pedir estas receitas! Nem sei por qual começar! 🙂

Mélanie Mota
24.11.2018

O último parágrafo também tem sabor a chocolate quente. Aqueceu e nutriu o meu coração!
Que venham os dias frios!
Obrigada Lara 🙏🏻

Alexandra Pestana Branco
25.11.2018

Que delícia! Vamos experimentar obrigada Lara!

26.11.2018

Vou experimentar