MIÚDOS

5 sugestões para o fim-de-semana dos pequenitos e uma delas vai ser a loucura

O espectáculo ao vivo da famosa Patrulha Pata vai subir ao palco do Convento de São Francisco no Sábado e também há cinema e três livros para miúdos e graúdos conhecerem este Sábado e Domingo em Coimbra

SÁBADO

 

pedropinto_Fotor

10h30 | O SOLAR DE BERBIANDE + OFICINA DE ILUSTRAÇÃO
Teatro da Cerca de São Bernardo – Pátio da Inquisição, Coimbra
M/6 > 150′
Preço (oficina): 15 €
Informações e inscrições: 239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

O novo livro da Xerefé edições junta Pitum Keil do Amaral (escritor e ilustrador, arquitecto e homem de TV), autor de O Zbiriguidófilo e Outras Histórias, clássico moderno da narrativa breve para a infância, e as ilustrações de Ana Biscaia (Prémio Nacional de Ilustração 2012, com o livro A cadeira que queria ser sofá). O obra propõe uma emocionante incursão no fantástico e no conto de fantasmas, numa época em que a cassete era ainda o suporte de eleição da música jovem. A candura e o desembaraço expressivo de Pitum ganham aqui tradução visual através do traço de Ana Biscaia. Neste Sábado para a infância, será feita uma breve apresentação do livro e realizada uma oficina de ilustração, dirigida por Ana Biscaia, parceira habitual d’A Escola da Noite e do TCSB.

IMG_7031.jpg

11H | ESTÓRIAS DE CANTAR
Livraria faz de Conto – Exploratório, Coimbra
Inscrição: livraria@fazdeconto.pt, mensagem privada ou 917 725 965
Actividade familiar gratuita

Sessão de histórias com a contadora Elisabete Rosa-Machado de Uma mão cheia de livros, inspirada no livro O Dia em que Me Tornei Pássaro, de Ingrid Chabbert & Guridi, editado em Portugal por The Poets and Dragons Society.

Patrulha-Pata1.jpg

10 NOVEMBRO | 15h30 | PATRULHA PATA AO VIVO: ENTRAR EM ACÇÃO
Convento de São Francisco – Av. da Guarda Inglesa, Coimbra
Maiores de 3 anos
Bilhete pago a partir dos 3 anos: 15€ a 40€

Não há criança (nem pais!) que não conheçam. Baseado na série de animação de grande sucesso da Nickelodeon, produzida pela Spin Master, o espectáculo Patrulha Pata Ao Vivo! Entrar em Acção com Ryder, Chase, Marshall, Rocky, Rubble, Zuma, Skye e Everest está pela primeira vez em Portugal para uma aventura musical recheada de acção e muita energia. Os bilhetes mais baratos (12,50€) já estão esgotados mas ainda há muitos. Têm toda a informação aqui.

1540-1.jpg

16H45 | APRESENTAÇÃO DO LIVRO MARIA NÊSPERA
Livraria do Convento – Convento de São Francisco, Av. da Guarda Inglesa, Coimbra
Grátis

Apresentação do livro da editora Fábula, com a presença das autoras Patrícia Martins e Joana Miguel. Maria Nêspera fala de afetos e de raízes. Lembra a infância e o ciclo da vida. Conta a história de uma menina, da avó e de uma árvore muito especial, que as acompanha ao longo da vida. A menina adorava esta árvore, esconderijo e casa de brincadeiras. Mas o tempo passa e as coisas mudam e só o que é forte permanece.

DOMINGO

 

11H | PARADOCMA – VIVER MELHOR [A CIDADE], É PRECISO!
Casa da Esquina – Rua Aires de Campos 6, Coimbra
Grátis

Sessão especial de curtas para crianças a partir dos 4 anos. A segunda edição do ParaDocma é uma iniciativa organizada conjuntamente entre a Casa da Esquina, a associação Coimbra em Transição (CeT), o Cine Eco Seia e a Oficina de Ecologia e Sociedade do Centro de Estudos Sociais da UC, em colaboração com outras organizações locais. As sessões são principalmente na Casa da Esquina e entre Janeiro e Junho de 2019 haverá pelo menos duas sessões em dois outros locais, prevendo-se uma sessão pelo menos ao ar livre. Com comentários de Raquel Maricato (Educadora de Infância).

44350404_2294413597267302_6928771426660909056_o.jpg

Programa:

Arquipélago (5’25”), de Diego Acevedo (México, 2016)
Um menino que vive numa ilha flutuante vai usar toda a sua criatividade para alcançar e ajudar as pessoas das ilhas circundantes e restaurar o equilíbrio do ecossistema.

Dandelion (3′), de Elisa Talentino (Itália, 2017)
Uma dança antiga, um ritual de cortejo. Uma flor de dente-de-leão para soprar desejos.

A Terra nas minhas mãos (4’30”), de Nicolas Conte (Argentina, 2016)
O que aconteceria se toda a água da Terra tivesse desaparecido? Mara é uma menina aventureira habituada a ter tudo e que nunca se questionou sobre o meio ambiente. Mas quando ela descobre o que realmente está a acontecer com a Terra, graças ao seu gato Pantufa, as coisas vão mudar.

24 Horas (2’25”), de Jorge Luis e Hernández Rosas (México, 2016)
O mundo, indústria e poluição durante 24 horas.

Aquário (4’30”), de Diego Leonardo Yáñez Guzmán (Argentina e Chile, 2016)
Este filme mostra o ecossistema da vida marinha e como ele sobrevive às diferentes intervenções humanas e ao impacto ecológico prejudicial que ele gera. Tem como objectivo desenvolver uma abordagem crítica para o público infantil, mostrando os problemas de contaminação e alguns dos desastres industriais mais comuns. Estes problemas são tratados de forma trágico-cómica através das aventuras de um peixe laranja muito especial.

Transformarias (3′), de Walter Cáceres (Argentina, 2017)
As caixas de cartão pedem para ser recicladas, mas um certo homem capturou-as para serem incineradas. Durante a passagem pela cidade, os cartões revelam-se tornando-se coisas incomuns atormentando o malvado captor e, finalmente, libertam-se.

Bzzz (4′), de Anna Cetti e Güicho Núñez (México, 2016)
Uma menina que tem uma grande afinidade com as abelhas acaba por ir ao limite para proteger a sua comunidade delas próprias.

Chiripajas (2′), de Olga Poliektova e Jaume Quiles (Rússia e Espanha, 2017)
Um filme ecológico sobre a grande aventura de uma pequena tartaruga que tenta encontrar a sua família.

Comida que alimenta (4’54”), de Ianah Maia (Brasil, 2015)
Maria Emília é uma menina que vai à feira agro-ecológica com a mãe e ouve a história de um agricultor. Ele conta-lhe qual o caminho percorrido pelos alimentos da agricultura familiar agro-ecológica, desde a sua produção até chegarem à nossa mesa.

Quando os balões voam (4′), de Jilli Rose (Austrália, 2017)
Os balões podem ser divertidos, mas eles não pertencem ao meio ambiente. Uma curta animação sobre os balões nas nossas vias navegáveis, com os animais, funcionários e crianças da equipa do parque Wild Seas no Melbourne Zoo, na Austrália.

 

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.