COOLTURA

Neste evento podem ver mas também espreitar e conversar com quem faz arte

O novo Linha de Fuga é um festival mas também é um laboratório, foi feito para Coimbra e vai acontecer em vários espaços da cidade entre 9 de Novembro e 1 de Dezembro

É uma estreia. A primeira edição do Linha de Fuga, um festival de artes performativas que ao mesmo tempo é um laboratório de artistas que pode ser visitado de vez em quando. Durante 3 semanas, 20 artistas de 10 países vão participar em seminários e todos os fins de semana vocês, espectadores, podem ver o que é que eles estão a fazer ou criar, conversar com eles, e ver espectáculos de outros artistas consagrados em vários espaços e teatros da cidade.

Catarina Saraiva, curadora, explicou-nos que o público vai poder assistir a propostas tão diferentes como um divertido espectáculo de dança sobre o mercado e os negócios, de Miguel Pereira, performances como a provocadora MISTERMISSMISSMISTER, sobre questões de género e voyerismo de Ana Borralho & João Galante, e ainda assistir à tentativa de falar (ou dançar) sobre o amor através de um tema de Claudio Monteverdi, pelo conhecido bailarino e coreógrafo Thomas Hauert.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Federica FolcoLuciana Fina e Sergi Fäustino são os outros artistas convidados do Linha de Fuga, que é promovido pelas Produções Real Pelágio, tem por trás a ideia de criar, mostrar, mas também aproximar arte, artistas e público, e foi pensado especialmente para Coimbra. Acho que a cidade está com uma dinâmica muito interessante de curiosidade sobre o que é fora da caixa e do que se faz lá fora, é muito sensível, disse-nos  Catarina Saraiva, que voltou à cidade natal depois de vários anos lá fora. Prova dessa abertura, continuou a curadora, é o envolvimento neste evento duplo de organismos como a Câmara Municipal, o Teatro Académico Gil Vicente, A Escola da Noite, a Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e o Citemor.

Teatro, dança, vídeo, música e escrita, vão ter muito para descobrir e ter diferentes perspectivas sobre diferentes expressões artísticas e formas de arteVai haver sempre uma conversa sobre o que se está a passar, assegurou-nos Catarina Saraiva, produtora investigadora de artes performativas, ex-directora artística do festival Panorama no Rio de Janeiro e curadora do projecto internacional Movimiento Sur, baseado no Chile, e do festival Verão Azul, em Portugal.

Têm aqui o calendário da parte festival do Linha de Fuga e encontram detalhes sobre tudo o que se vai passar aqui:

6ª FEIRA | 9 NOVEMBRO | 18H
LUCIANA FINA [IT/PT] Terceiro Andar
Laboratório de Curadoria
do Colégio das Artes da Universidade de Coimbra
ACESSO LIVRE

SÁBADO | 10 NOVEMBRO | 21h30
MIGUEL PEREIRA [PT] Peça para negócio
Teatro Académico De Gil Vicente

2ª FEIRA | 12 NOVEMBRO |21h30
LUCIANA FINA [IT/PT] Terceiro Andar
Teatro Académico De Gil Vicente

6ª FEIRA |16 NOVEMBRO | 21h30
SERGI FÄUSTINO [ES] Fäustino VI. 803 c.c.
CAV Centro De Artes Visuais

SÁBADO | 17 NOVEMBRO | 15h
APRESENTAÇÕES PÚBLICAS | Artistas participantes do Laboratório Linha de Fuga
Antigo Grémio Operário
ACESSO LIVRE
+ info

SÁBADO | 17 NOVEMBRO | 22h
SERGI FÄUSTINO [ES] C60 – Grandes Éxitos
Liquidâmbar
ACESSO LIVRE

SÁBADO | 24 NOVEMBRO | 15h
APRESENTAÇÕES PÚBLICAS | Artistas participantes do Laboratório Linha de Fuga
Antigo Grémio Operário
ACESSO LIVRE
+ info

SÁBADO | 24 NOVEMBRO | 21h30
ANA BORRALHO & JOÃO GALANTE [PT] Mistermissmissmister
Círculo de Artes Plásticas de Coimbra — Círculo Sede

6ª FEIRA | 30 NOVEMBRO |21h30
FEDERICA FOLCO [UY] Fuá / La lengua de nuestras posibilidades
Teatro da Cerca de São Bernardo

SÁBADO | 1 DEZEMBRO | 15h
APRESENTAÇÕES PÚBLICAS | Artistas participantes do Laboratório Linha de Fuga
Antigo Grémio Operário
ACESSO LIVRE
+ info

SÁBADO | 1 DEZEMBRO | 21h30
THOMAS HAUERT [CH/BE] (sweet) (bitter)
Antiga Igreja do Convento São Francisco

 

9 NOVEMBRO – 1 DEZEMBRO | LINHA DE FUGA
Vários locais
Site oficial 

 

 

 

 

 

 

One comment

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.