Às aranhas com as formigas? Esta poção mágica trata disso e muito mais

Inês Teixeira2014-05-04 14_1_Fotor-1
Antropóloga e Ambientalista
ines.af@gmail.com

 

 

Quem disse que as poções mágicas não existem? Existem e todos nós podemos fazer uma que será um precioso aliado lá em casa: o vinagre de cidra. Para além de ser apreciado na cozinha, o vinagre de cidra não só é um autêntico elixir da juventude como pode acudir contra os malditos insectos que teimam em chatear. Nomeadamente as formigas que parece que sairam todas de casa por estes dias.

Nutritivo e maravilhoso em termos de saúde se for consumido e aplicado topicamente, entre outras particularidades o vinagre de cidra é diurético, reforça o sistema imunitário, limpa e regenera o organismo, ajuda no combate a dores reumáticas e gripes, tonifica a pele, reduz acne, rugas, manchas de pele, oleosidade, seborreia e caspa. Mas também é antifúngico e antibacteriano, o que faz dele um excelente detergente para limpeza e desinfecção de toda a casa, e um óptimo anti-pulgas (para quem tem animais de estimação) ou anti-insectos. 

Podem comprá-lo? Sim, mas fazê-lo em casa é simples e uma excelente forma de reduzir o desperdício. 

INGREDIENTES:

– 1 Jarro, boião, frasco – de preferência acima dos 4l, para conseguirem fazer uma boa quantidade de uma vez;

– Maçãs até 3/4 do frasco – podemos aproveitar as que estão mais maduras e começam a passar do prazo, inclusive a casca e zona das sementes. Se virem que só conseguem a quantidade que precisam depois de alguns dias vão congelando até terem o que querem;

– Água – pouco mais de 3/4 do frasco, para cobrir as maçãs e fazê-las boiar;

– Açúcar – 3 colheres para 4l de água, na primeira vez que se fizer. Posteriormente, quando tiver sido criada a Mãe (explico à frente), não será necessário acrescentar tanto açúcar, uma vez que ele é usado apenas para a fermentação.

PREPARAÇÃO:

Cortar as maçãs aos pedaços para dentro do frasco e enchê-lo com água até cobrir a maçã. Juntar o açúcar e mexer com uma colher de pau; tapar o frasco com um pano arejado, por exemplo, com um elástico para não destapar. O objectivo é que entre algum ar, mas que a mistura fique protegida. No início a maçã irá boiar e ficar em contacto com o ar, mas como não queremos que ela oxide, vamos mexer a mistura diariamente de forma a que os pedaços em contacto com o ar mergulhem no dia seguinte. Quando a maçã deixar de contactar com o ar podemos parar de mexer.

Vamos começar a ver uma camada gelatinosa a ser criada no cima da água. É a chamada Mãe e é, nada mais nada menos, do que a camada de bactérias responsáveis pela transformação desta nossa poção. O cheiro vai dizer-vos quando é que o vinagre está pronto a consumir/ser usado, mas deve demorar cerca de um ou dois meses.

Atenção que para mexerem na Mãe deve ser com cuidado e com as mãos limpas. Nas vezes seguintes poderão colocá-la sobre a nova mistura, de forma a criar um isolamento entre as maçãs e o ar, não sendo necessário mexer como na primeira vez. Por cima da Mãe podemos juntar um pouco do vinagre feito anteriormente, para deixar as bactérias felizes e ajudar a iniciar de novo o processo.

This slideshow requires JavaScript.

Podem fazer vinagre de cidra em qualquer altura, mas se esta informação vos está a chegar neste momento, não é à toa. Estão fartinhos de saber que é importante comermos de acordo com a sazonalidade dos alimentos, correcto? O alimento que nos fará melhor em determinada altura é aquele que a Natureza nos oferece nessa altura, nesse local, et voilá…a época de algumas espécies de maçãs é agora, portanto é o melhor momento para começarem a preparar esta poção mágica.

Depois de fazerem este processo 2 vezes, prometo-vos uma coisa: vão passar a olhar para as bactérias com outros olhos. Afinal, muitas delas são nossas amigas.

 

 

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.