COOLTURA

Até Dezembro podem descobrir Ana Vieira no Pátio da Inquisição

A artista plástica desapareceu há 2 anos, mas a obra permanece e o CAV revisita-a até 2 de Dezembro

Natural de Coimbra, Ana Vieira viveu e trabalhou em Lisboa, onde morreu em 2016. O CAV – Centro de Artes Visuais tem em exibição uma exposição que aborda a obra da artista plástica que, ao longo dos anos, foi trabalhando em direcção ao branco, dando a ver ou a sentir lugares esvaziados.

Albano Silva Pereira e Paulo Pires do Vale são os curadores da mostra onde está, por exemplo, A Arte da Fuga, uma reflexão sobre o período de crise político-económico-social que se viveu em Portugal e no mundo, sentindo-se na representação de um quarto uma inquietação – o palco de um drama ou relato de uma situação de crise.

A obra de Ana Vieira ergue, assim, um muro contra a iconocracia contemporânea. E por isso aproxima-se, passo a passo, da “in-visibilidade”, da exigência de um esforço e utilização de mediadores e dispositivos de optimização da visão: por exemplo, a lupa. Parece indicar-nos: ver é muito difícil. E os espelhos que usa em algumas obras, ou os obstáculos que nos levanta, as interdições e a exigência de mobilidade e desvios, são permanentes reveladores da dificuldade de ver. Do esforço necessário para aprender a ver. E de uma lição que, com as obras da artista, podemos aprender: não vemos apenas com os olhos, mas com o corpo todo.

in Ana Vieira: Sair, Paulo Pires do Vale

Se não conhecem ou quiserem revisitar, têm até Dezembro para ir até ao CAV descobrir a obra da artista que participou em exposições colectivas na Galeria Nacional de Arte Moderna de Roma e no Museu de Arte Moderna de Paris, fora espaços como a Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Serralves, cá em Portugal.
.
Se quiserem, nos dias 20 de Outubro e 17 de Novembro, às 15h30, também há uma oficina Máquinas Recolectoras, Narrativos Imaginárias (já falámos delas aqui) a partir desta exposição. Os participantes são convidados a criar uma máquina recolectora de imagens e criadora de novas narrativas tendo como ponto de partidas as obras expostas de Ana Vieira, propondo depois uma reflexão sobre as imagens que ficaram guardadas na memória e o que fazem com elas. É uma oficina para famílias (crianças dos 4 aos 12) e dura 2h). Custa 10€ (criança + adulto).
.
Também há visitas guiadas à exposição nos dias 27 de Outubro e 24 de Novembro, às 16h.
.
.
ATÉ 2 DEZEMBRO | EXPOSIÇÃO: ANA VIEIRA 
CAV – Centro de Artes Visuais, Pátio da Inquisição – Coimbra
Horário: 3ª a Dom – 14h às 19h
Contactos: info@cav-ef.net | 239 836 930

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.