COMPRAS ECO

Acabar com o plástico a começar pelos frascos de champô

Nos últimos meses (anos!), muitas vozes têm alertado para o enorme impacto do plástico no ambiente.

Vídeos virais com imagens de águas poluídas, animais em sofrimento e lixo – muito lixo – que vem dar à costa e que nos relembra que podemos fazer a diferença na diminuição da utilização de plástico.

Como? Vamos começar por uma zona onde se acumulam frascos e recipientes de plástico, de várias cores e feitios: a casa de banho! Champô, condicionador, gel duche, esfoliantes, cremes, etc.: tudo embalado em plástico.

Sabiam que já existem alternativas no mercado? As barras de champô sólido são uma um óptimo substituto dos champôs líquidos – económicas (duram muitas mais lavagens do que a média de duração de uma garrafa de 200ml) e simples de usar. Basta esfregar a barra entre as mãos molhadas ou directamente no cabelo molhado e aparece a montanha de espuma habitual. Depois só é preciso massajar essa mesma espuma no cabelo e couro cabeludo (como fazemos normalmente) e enxaguar no final. Depois de usar, a barra deve ser deixada ao ar para que seque – ou num recipiente, se forem em viagem.

Recomendamos dois produtos da marca Lush: uma barra de champô que acalma o couro cabeludo e uma lata redonda, perfeita para conservar o champô e mantê-lo seco. Existem outros champôs sólidos que podem explorar e que se podem adequar melhor ao tipo de cuidados que o vosso cabelo exige.

 

Para além da redução da pegada ambiental, há outras vantagens em usar barras de champô: são inteiramente auto-conservadas, por isso não são necessários quaisquer conservantes sintéticos para manter as barras de champô frescas, são gentis o suficiente para os couros cabeludos mais sensíveis e são também uma boa alternativa aos champôs líquidos quando vamos em viagem.

Juntamo-nos ao movimento?

 

LUSH
Loja online
Contactos: 939 322 998 | loja-online@lush.pt

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.