Em Setembro, há mais visitas guiadas gratuitas pela cidade

Organizada pela Câmara Municipal de Coimbra, esta iniciativa faz-nos percorrer um pouco da história e cultura locais da cidade. As visitas são gratuitas e ficam aqui com o calendário e detalhes de cada exploração temática.

 

04 SET |Tesouros de uma cidade Património Mundial – Tesouros da Cidade

Local de Encontro: Largo D. Dinis

TESOUROS DE UMA CIDADE PATRIMÓNIO MUNDIALTendo Coimbra algum do seu património classificado pela UNESCO, torna-se imperativo, cada vez mais, criar uma consciência colectiva para a preservação do espaço edificado, cultural e imaterial.

Coimbra, ao longo dos séculos, foi formando, na consciência nacional, um conceito de multiculturalidade e uma identidade única, através da sua pluralidade intelectual, da sua expressão cultural, profissional e do seu associativismo.

 

 

06 SET | Tesouros de uma cidade Património Mundial – Da Praça 8 de Maio ao Pátio
da Inquisição

Local de Encontro: em frente à Câmara Municipal de Coimbra

Patio Inquisição (002)Esta será uma exploração pelas ruas da baixa de Coimbra focada nas vivências, memórias, tradições e aspectos histórico-culturais da cidade, com vista à promoção da identidade multicultural e de tolerância intelectual sempre presente nas vivências urbanas conimbricenses, e no pormenor arquitectónico e patrimonial existente nas suas histórias.

 

11 SET |Coimbra dos Escritores – Coimbra de Eça de Queirós

Local de Encontro: Largo D. Dinis

A proposta desta visita guiada é uma viagem por espaços (exteriores) associados ao período do percurso estudantil, em Coimbra, do primeiro e principal escritor do realismo português, onde conviveu com muitos dos futuros representantes da Geração de 70 e acedeu às novas correntes ideológicas e literárias europeias: o Positivismo, o Socialismo e o Realismo-Naturalismo.

Pretende-se recordar os anos em que Eça de Queirós esteve em Coimbra, desde os exames no Liceu de Coimbra até à conclusão dos estudos na Universidade (1861-1866) e despertar o interesse na literatura portuguesa.

 

20 SET |Tesouros de uma cidade Património Mundial – Colégios Universitários da
Alta

Local de Encontro: Largo D. Dinis

04 Alta Universitária e Colégios (002)Visita guiada com a qual se pretende realçar a importância dos antigos colégios instalados na Alta da cidade, cuja história se cruza com a da Universidade.

Com a instalação definitiva da Universidade em Coimbra, em 1537, emerge na cidade uma rede colégios, na sua maioria ligados às Ordens Religiosas, que marcaram para sempre a fisionomia e a estrutura da cidade. Inicialmente projetados e construídos na parte baixa da cidade, onde tinham funções de pensionato, de estudo e onde se provia uma formação base preparatória, mais tarde muitos são transferidos para a Alta, garantindo a proximidade com a Universidade, que acabaria por se estabelecer no Paço Real.

O objectivo desta visita é dar a conhecer a todos quanto nos visitam alguns destes colégios, valorizá-los ao nível da sua história e património, reconhecendo a sua importância como centros de apoio universitário e espiritual, que contribuíram para a visão de Coimbra como cidade do conhecimento.

 

27 SET |DIA MUNDIAL DE TURISMO – Vivências Académicas – Tradições
Académicas e a Canção de Coimbra

Local de Encontro: Sé Nova

Tradições Académicas e a Canção de CoimbraEsta visita guiada pelas ruas da Alta da cidade vai abordar a temática das tradições académicas, das repúblicas, das vivências entre estudantes e futricas e o seu contributo na evolução da Canção de Coimbra.

A Canção de Coimbra está intimamente ligada à cidade e à sua universidade, desde o séc. XVI. É factual e conhecido este género de tradição dos estudantes nas ruas de Coimbra, onde o erudito e o popular se reviam e misturavam com frequência.

É na segunda metade do séc. XIX que o fado académico e as serenatas estudantis começam a ganhar contornos muito próprios, dando origem ao denominado Fado de Coimbra, acarinhado e divulgado pela comunidade académica, interpretado e criado com um sentimento e uma riqueza inigualável.

Com os tempos, este género musical foi sendo remodelado, dando origem ao Canto e à Canção de Coimbra que a cidade, a sua Universidade e as suas gentes, vão orgulhosamente recriando, respeitando a sua essência e a sua génese.

 

28 SET | JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO – Coimbra dos Escritores –
Memórias de Miguel Torga

Local de Encontro: Largo da Portagem

Miguel TorgaA promessa é a de despertar a curiosidade para a obra de Miguel Torga e o seu contributo na afirmação e desenvolvimento da literatura portuguesa, bem como promover o património literário português, com especial enfâse no contributo intelectual que Coimbra tem como centro difusor e produtor de cultura.

O programa tem início no Largo da Portagem, continua de autocarro, linha 103 ou linha 4, até à Casa Museu Miguel Torga, onde o grupo será recebido por José Cymbron que apresentará a palestra A obra de Miguel Torga a partir da sua casa em Coimbra, à qual se seguirá a visita à Casa Museu pelo palestrante.

Nota: Esta visita tem início às 14h30 e é necessário título de transporte SMTUC para efectuar o percurso até à Casa Museu Miguel Torga

 

29 SET | JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO – Roteiros de Coimbra – Coimbra
Muralhada

Local de Encontro: Largo D. Dinis

SONY DSCNesta exploração, marcada para Sábado, pretende-se dar a conhecer os aspectos relacionados com a defesa da cidade, durante a Reconquista Cristã, bem como os locais escolhidos para a construção dos seus castelos, da sua muralha, torres defensivas e principais portas de acesso à cidade.

Coimbra foi uma cidade fortificada, rodeada por muralhas que permitiam a defesa da urbe citadina, bem como do território envolvente. O conjunto defensivo da cidade era constituído pelo Castelo, estrategicamente construído no topo da colina e que subsistiu até à época pombalina, a antiga Alcáçova ocupada por D. Afonso Henriques que ali se instala juntamente com a corte no séc. XII, as torres de vigia, como a Torre de Anto, marca incontestável do passado militar da urbe coimbrã e as portas de acesso à cidade sendo a principal a de Almedina.

 

30 SET | JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO – Roteiros de Coimbra – As
Mulheres em Coimbra

Local de Encontro: Sé Nova

mulheres - tricanaO programa para este Domingo é uma visita por algumas ruas da Alta da cidade, através de um itinerário que relembra diversas figuras femininas do povo e da realeza, cuja popularidade permanece no tempo e na memória nacional.

Mulheres como Inês de Castro, Isabel de Aragão, Maria Marrafa, a Tricana, Domitília Carvalho, Regina Quintanilha ou ainda a Princesa Cindazunda, serão a inspiração deste circuito, figuras intimamente ligadas à cidade de Coimbra, à sua cultura e à difusão do seu nome no mundo.

Pretende-se enaltecer a importância da Mulher e dar a conhecer todas aquelas cuja história e popularidade contribuíram para a valorização de Coimbra, do seu património e das suas tradições.

 

4, 6, 11, 20, 27, 28, 29, 30 SET | 15H | VISITAS GUIADAS (organizadas pela Câmara Municipal de Coimbra)

Inscrições: por via telefónica ou presencial, na CMC (Casa Aninhas) – 239 857 500 – ou Casa Municipal da Cultura – 239 702 630. (Nota: As visitas guiadas realizam-se com um mínimo de 10 pessoas e um máximo de 30.) Todas as entradas pagas são da responsabilidade dos participantes, que são devidamente informados dessa circunstância.

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.