Já repararam na réplica da Joanina que nasceu na Portagem?

Imaginem uma fábrica na vila portuguesa Murtosa, distrito de Aveiro. Imaginem dezenas de senhoras a tirar à mão as espinhas de pequenas sardinhas, como se fosse para dar aos filhos e aos netos, só que em vez de irem para a mesa vão directamente para centenas de pequenas latas coloridas e decoradas.

A fábrica COMUR tem quase 80 anos e é uma das maiores bandeiras do sector conserveiro nacional. Primeiro dedicava-se à exportação de enguias, mas a produção depois evoluiu para os mais variados tipos de conservas de peixe, sempre com os mais elevados padrões de qualidade e excelência, dizem eles, e quando fez 15 anos mergulhou 500 anos na história para criar uma combinação épica de exultação dos feitos Portugueses pelos mares deste mundo fora.

Depois de Lisboa e do Porto, a loja da COMUR – Conserveira de Portugal chegou a Coimbra e abriu uma loja no Largo da Portagem, mas com um toque especial. Uma homenagem aos estudantes, como nos explicou uma funcionária, ao mesmo tempo que se desdobrava a atender vários turistas que visitavam o espaço. Se prestarem atenção, a decoração é inspirada na Biblioteca Joanina e até tem um altar ao fundo com o rei desenhado em mosaico. À volta, um mar de saberes e sabores seculares abraçados numa maré histórica de reencontro do mar com os seus heróis.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Há peixe-espada, sardinha, atum, dourada, enguias em molho de escabeche, bacalhau assado, carapau, corvina, linguado fumado, lulas, ovas de bacalhau, mexilhão fumado, petinga, polvo, robalo, trutas e salmão fumados. Depois há as latas de sardinhas que dizem respeito a determinado ano, que têm escritos acontecimentos históricos relativos à data.

Se gostarem, sugerimos um passeio: visitem o Museu da COMUR na Murtosa, fica a 85km, cerca de 1h de carro de Coimbra. Mesmo existindo por todo o país conserveiras e espaços museológicos associados à indústria conserveira, conservas de enguia só mesmo lá, por isso é a marca identitária e diferenciadora. No museu podem conhecer a história da fábrica e da comunidade onde se insere, ver o desenvolvimento do processo conserveiro e respectivas fases, aprender como as características específicas da Murtosa e da Ria deram origem à unidade fabril, como trabalhavam os operários. É um Museu inovador,  interactivo, de design contemporâneo, e no qual convivem e dialogam a Murtosa, a Ria, o mar, o trabalho, a indústria, a publicidade e a gastronomia, criado pelo Município da Murtosa.

COMUR – CONSERVEIRA DE PORTUGAL
Largo da Portagem, Coimbra
Contactos: comur@comur.com

Zona Industrial da Murtosa, Portugal
Horário: Seg a Sáb 9h – 18h
Contactos:comur@comur.com | +351 234 830 000

Deixa-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.