COOLTURA

Sampladélicos: os sons das aldeias e dos montes são batidas modernas e dançáveis

Dançar ao ritmo de vozes de velhinhas em loop? É muito mais do que isso - os Sampladélicos preservam a tradição para nos trazerem beats geniais.

No dia 16 de Agosto, a Antiga Igreja do Convento São Francisco vai receber os Sampladélicos, uma performance audiovisual que não é mais do que um trabalho – tão delicado quanto moderno – de corte e edição de sons de um determinado local. Curiosos?

O método foi o seguinte: gravaram práticas musicais ou ambientes sonoros em montes, nas aldeias, nas cidades; vozes, adufes, bombos, flautas, cavaquinhos, sarroncas e sirenes, e misturaram-nos de maneira a apresentar um espectáculo que diz tanto do passado como do futuro.

No fundo, pegam naquilo que é o património musical português, que reconhecemos tão bem, e distorcem-no e remisturam-no para nos apresentarem uma sequência de batidas que põem os corpos a dançar.

Os geniais Sampladélicos são Sílvio Rosado, músico e Tiago Pereira, documentarista fundador d’A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, um portal que guarda quase três mil registos audiovisuais das tradições musicais portuguesas.

Espreitem e deixem-se surpreender. Encontramo-nos no dia 16, às 19h!

 

16 AGOSTO | 19H| SAMPLADÉLICOS
Antiga Igreja do Convento São Francisco – Av. Guarda Inglesa, Coimbra
Bilhetes: 10€/normal; 8€/menores de 12 anos, maiores de 65 anos e grupos a partir de 10 pessoas
Contactos: bilheteira@coimbraconvento.pt | 239 857 191

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.