COOLTURA PASSEIOS

Já foram ao novo museu de Coimbra? Aproveitem que para já é grátis e não tem fila

Mesmo ao pé da Universidade, junto ao novo Hotel Sapientia, abriu a Casa-Museu Elysio de Moura, antiga morada do célebre professor universitário, filantropo e médico.

Com apenas um pé já dentro do n.º 22 da Rua Doutor Guilherme Moreira, parece que já estamos a viajar várias décadas atrás no tempo ou, no mínimo, até a casa dos nossos avós. Papel de parede, naprons, bengalas, cartolas, cheiro a madeira e mármore, uma delícia para os sentidos de qualquer pessoa que se enterneça com o estilo retro, mas sobretudo para quem goste de História e de boas histórias.

O Professor Milton Pacheco é uma dessas pessoas, é o historiador um dos responsáveis pelo projecto e o guia da residência que faz parte do edifício-sede da Casa da Infância Dr. Elysio de Moura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Desde a primeira divisão até ao último objecto, Milton não se cansa de repetir que foi graças à preciosa ajuda de amigos e conhecidos do Dr. Elysio de Moura e da mulher, que foi possível reconstituir a residência onde moraram, e contar os pormenores que lhe dão vida e sentido.  É com admiração que o historiador fala do homem que se notabilizou no ensino e na investigação da Psiquiatria e Neurologia em Portugal, que no início da República contribuiu para a manutenção do ensino da Medicina na Universidade de Coimbra (UC), e que a par disso se dedicou à fundação e direcção da casa de acolhimento de crianças desfavorecidas ainda hoje em funcionamento.

Natural de Braga, imaginem que Elysio de Moura só tinha 15 anos quando se inscreveu em Matemática e Filosofia na UC, em 1892. Três anos depois tinha o Bacharel em Filosofia na mão, e só depois cursou Medicina. O canudo está exposto na Casa-Museu, ao lado de inúmeras fotografias e outros registos. Corredor a corredor, divisão a divisão, a casa surpreende pela beleza na organização e pela vida que emana de cada peça. Só mesmo o estilo remete para o passado, porque está tudo impecavelmente mantido e restaurado, desde o botão de punho à escova de dentes pousada no lavatório da casa de banho.

O Dr. Elysio de Moura habitou aqui desde os finais dos anos 20 até 1977, explicou-nos Milton Pacheco enquanto passávamos do laboratório para a adorável cozinha e a sala de costura com retratos da D. Celestina. Associámos a cada espaço da casa um momento biográfico, continuou. Segundo o historiador, fontes próximas dizem que o académico era uma pessoa muito pragmática na questão da educação das miúdas e muito cioso do seu espaço privado, por isso a maioria das visitas nem passavam da Sala dos Amendoins. A Sala dos Amendoins ficava à entrada da casa e tem uns sofás especiais. Têm compartimentos e estavam sempre cheios de amendoins, figos e frutos secos que o Dr. Elysio gostava de dar às meninas. As protegidas mais novas da Casa da Infância tinham acesso livre a toda a residência.

Mas há muito para ver. O quarto, por exemplo, também dá a sensação de que o Dr. Elysio de Moura e a mulher lá dormiram na noite anterior. A bolsa de higiene na casa de banho ainda tem frascos intactos de pó talco, medicamentos e sabonetes.

A Casa-Museu foi inaugurada em Junho passado, no dia em que passavam 41 anos da morte de Elysio de Moura, em 1977, a poucos dias de completar 100 anos. É apenas uma pequena parte de um enorme projecto de recuperação do património do Dr. Elysio de Moura. Por agora as visitas são limitadas em termos de horário, por falta de pessoal, e o edifício também ainda não está identificada nem sinalizado no exterior por questões burocráticas, mas tudo está previsto para breve, inclusive a instalação de uma bilheteira.

Por agora a entrada é livre mas deve passar a ser paga, segundo Milton Pacheco com o dinheiro a reverter para a Casa da Infância – exactamente como o Doutor quereria.

 

CASA MUSEU ELYSIO DE MOURA
Rua Doutor Guilherme Moreira nº 22, Coimbra
Facebook
Horário: Não fixo, é preferível marcar a visita guiada
Contactos: cmelysiodemoura@gmail.com | 239 822 650

 

 

   

 

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.