COOLTURA

Têm uma homenagem à Rainha Santa para conhecer no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

Uma coroa de aço, símbolo de prelúdio espiritual de simplicidade e pobreza voluntária; uma Flor de Liz, símbolo de poder de soberania e lealdade; e claro, rosas, a representação do milagre mais conhecido. A artista plástica Manuela Bento voltou a inspirar-se na Rainha Santa Isabel, padroeira de Coimbra, para fazer a mais recente obra que vai ser inaugurada no dia 23 de Junho, às 17 horas, no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

Quatro anos depois de São Rosas, Manuela Bento voltou a prestar homenagem à mulher que admira e que se conta que, em plena Idade Média, era dotada de uma grande lucidez e perspicácia, quer a nível social e pessoal, quer a nível politico e religioso. Com uma pedra na base a evocar a construção do próprio Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, que em 1314 a Rainha Santa Isabel voltou a habitar com as Freiras Clarissas de Coimbra, a obra fica em exposição até ao final de Setembro.

Manuela Bento é natural de Soure, artista plástica, decoradora e professora de Educação Visual. Já expôs em inúmeras salas da cidade entre elas a Casa Museu Bissaya Barreto e o Museu Machado de Castro.

Se forem à inauguração podem contar com um concerto do Coro Carlos Seixas.

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.