COOLTURA

Teatro que fala de temas sérios – e actuais

Nos dias 16 e 17 de Maio, a cidade lança duas estreias no teatro que prometem deixar o público a pensar nas questões da violência e da opressão que estão presentes no quotidiano de todos, em todo o mundo: INSIDE, no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV) e Cinzas…, no Teatro da Cerca de São Bernardo (TCSB).

INSIDE

Esta nova produção do TAGV, dirigida por Ricardo Correia, conta a história de diversas mulheres que já foram passarinhos em gaiolas. O ponto de partida para o trabalho de Sara Jobard e Beatriz Wellenkamp Carretas foi um conjunto de entrevistas e relatos de mulheres portuguesas e brasileiras que viveram relações abusivas. O texto da peça reproduz as palavras que leram e ouviram em dois sotaques distintos para relembrar que a violência acontece em qualquer parte do mundo.

Sara Jobard conta que a ideia em estudar este tema surgiu por ter contactado e testemunhado vários relacionamentos abusivos. Desta forma, as duas protagonistas procuraram revelar “coisas da esfera privada do casal, que permanecem entre as quatro paredes” e expor “acontecimentos e pequenos detalhes da violência psicológica”, que muitas vezes é negligenciada e inferiorizada relativamente à violência física.

Este espectáculo explora a relação de poder no casal e lança a reflexão – aos homens e mulheres – sobre as questões do machismo, da submissão e da gravidade dos abusos.

 

CINZAS…

Entre 17 de Maio e 10 de Junho, A Escola da Noite promete desafiar o público a mergulhar num espectáculo profundo que vai fazer com que todos regressemos a casa a pensar sobre a opressão e a violência.

Para a companhia de teatro residente no Teatro da Cerca de São Bernardo, era fundamental trazer à cena o universo de Harold Pinter (1930-2008), um dramaturgo inglês, distinguido com o Prémio Nobel da Literatura em 2005. Porquê? Porque o teatro também tem a missão de visitar assuntos que se cruzam com as nossas vidas.

Com encenação de Rogério de Carvalho, o espectáculo Cinzas… junta quatro peças curtas do autor britânico: A Black & White, Língua da Montanha, A Nova Ordem Mundial e Cinza às Cinzas. Estas quatro peças mostram-nos diálogos entre personagens que, em situações banais, do dia a dia, são confrontadas com diferentes formas de opressão e violência – refinada ou brutal; íntima, social ou de Estado; física ou psicológica. 

A obra de Pinter é marcada pela universalidade e intemporalidade, já que não há referências explícitas a tempos e lugares. No fundo, aqueles diálogos vão transportar-nos para as questões do exercício de poder sobre o outro, o relacionamento entre homens e mulheres, cenários de pobreza, de tortura, de humilhações, de desamparo dos mais fracos perante várias formas de agressão com as quais todas as sociedades convivem.

HaroldPinter03.jpg

Os bilhetes para estes serões marcantes já estão à venda. E porque não levar os jovens adultos lá de casa? A partir dos 16 anos, todas as cabeças devem aproveitar o pretexto para uma reflexão de fundo sobre o significado destes temas na comunidade mais ou menos alargada em que vivem.

 

16 E 17 MAIO | 21H30 | INSIDE

TAGV – Praça da República, Coimbra

Bilhetes: 7€ / 5€ (com desconto)

Contactos e reservas: 239 855 636 / bilheteira@tagv.uc.pt
Créditos da fotografia: Cláudia Morais

 

17 MAIO-10 JUNHO (QUA-DOM) | 21H30 | CINZAS…

A Escola da Noite – Teatro da Cerca de São Bernardo, Coimbra

Bilhetes: 10€ / 6€ (jovem, estudante, > 65 anos, profissionais e amadores de teatro); 5€ (funcionários da CMC, outras entidades protocoladas). Todas as 5as, os bilhetes têm um preço único de 5€.

Contactos e reservas: 239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescoladanoite.pt

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.