COMPRAS

Há vida e compras depois dos incêndios. Querem ajudar?

Chegou o calor e com ele o alerta geral para os incêndios. Devido a vários factores, além do fogo posto e do aquecimento global, também os ventos fortes causados pelo furacão Ophelia e as temperaturas invulgares acima dos 30º (o mês de setembro de 2017 foi o mais seco em 87 anos), resultaram num dos piores massacres à área florestal nacional, e não só. Dezenas de pessoas e animais morreram, casas e edifícios industriais foram destruídos, estradas ficaram cortadas.  

Como não há dia certo para ser solidário, lembrámo-nos de vos lembrar que todos podemos ajudar a região das Beiras, a braços com a recuperação dos incêndios florestais de Outubro. Deixamos aqui algumas sugestões para compras ou presentes de qualidade, que não só ajudam, como dão a conhecer as nossas tradições:

QUEIJO SERRA DA ESTRELA
.

Queijo da Serra da Estrela

Segundo a Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela (ANCOSE), depois dos fogos de 15 e 16 de Outubro de 2017 na região Centro,  a situação do futuro dos rebanhos de raças genuínas da Serra da Estrela, bem como dos três produtos DOP da ovinocultura regional (queijo, requeijão e borrego) é preocupante. Terão morrido mais de 8 mil pequenos ruminantes, entre ovinos de raças autóctones e alguns caprinos. E os sobreviventes ficaram traumatizados pelo fogo, além de os próprios pastores, a maioria idosos, terem tido dificuldade em voltar ao activo. Os preços podem estar um pouco mais caros, por força das circunstâncias, mas nós sabemos que o Queijo da Serra não tem igual. A ANCOSE disse recentemente que a reposição dos anteriores níveis de produção do queijo certificado Serra da Estrela demorará vários anos, mas garantiu que a qualidade não foi afectada pelos incêndios.

ONDE COMPRAR:

ANCOSE
Quinta da Tapada, Negrelos, Oliveira do Hospital
Horário: Seg – Sex 9h30 – 12h30, 14h30 – 17h30
Contacto: geral@ancose.com | 238 600 720

Queijaria de Germil
Quinta do Patarrego, Germil, Penalva do Castelo
Horário: seg-dom 9h-19h
Contactos: 232 611 078 | 96 351 1237

Quinta de S. Cosme
Vila Nova de Tázem
Seg – Sex 8h-17h – Sáb 8h – 13h
Contactos: 238 487 167

Queijaria dos Lobos

R. Principal, 20, Gramaços, Oliveira do Hospital
Horário: Seg – Sex 8h-12h30, 14h30-18h, Sáb 7h-12h
Contactos: 91 665 3456 | 91 665 6512

Casa da Ínsua
Penalva do Castelo
Horário: Seg – Dom 9h30-17h30
Contactos: 232 640 110


VINHO DO DÃO

Vinhas Dão

Parte da Região Demarcada do Dão, a primeira zona demarcada de vinhos não licorosos do País, foi afectada com os fogos de Outubro. A Comissão Vitivinícola da Região do Dão (CVRD) calculou que tenham sido dizimados, pelo menos, 140 hectares de vinha. A Quinta dos Roques, por exemplo, perdeu 12 dos 35 hectares de vinha, situada entre Nelas e Mangualde. Das vinhas biodinâmicas da Casa de Mouraz arderam 13 hectares, e com eles também alfaias agrícolas e o armazém onde se encontrava a maioria do stock da produtora, incluindo alguns vinhos reconhecidos internacionalmente. A Casa de Mouraz até lançou esta campanha de financiamento colectivo na Internet para replantar vinhas, substituir equipamento e reconstruir o armazém. A Quinta do Mondego, em Caldas da Felgueira, e a Quinta dos Três Maninhos, da Palwines, em Nelas, viram também parte das vinhas afectadas.

ONDE COMPRAR:

O vinho está à venda nas garrafeiras de todo o País, e podem sempre visitar os sites como o da Casa de Mouraz. Também há boas oportunidades nos supermercados, como por exemplo no Continente que, recentemente, organizou um Mercado de Vinhos Regionais, dedicado à promoção dos vinhos do Dão. Os Lidl em Coimbra também têm Dão em promoção.

 

 

Lenda da Beira


LENDA DA BEIRA 

Em meados de Outubro, os medronhos ainda não tinham sido apanhados nos 50 hectares que a empresa Lenda da Beira possui na Beira Baixa. Metade do terreno desapareceu e, com ele, 18 750 medronheiros. Os produtores continuam a fazer a aguardente de medronho possível com o que restou, e a comercializar, em alguns supermercados, as embalagens com o fruto fresco. Mas segundo José Martins, que possui áreas de medronhal que totalizam 50 hectares, a floresta também precisa de solidariedade depois dos fogos, e a plantação desta e de outras espécies autóctones, mais resistentes ao fogo, poderá dinamizar a economia do interior do país. A ideia do empresário é motivar novos produtores a investir nesta cultura, valorizar o medronho e elevá-lo a um patamar de excelência no mercado, para consumir como fruto fresco ou transformado, designadamente na tradicional aguardente medronheira, doces ou outros produtos alimentares inovadores. Os produtos estão todos no site da marca, para quem não gostar de medronho também há vinho, mel e azeite.

ONDE COMPRAR:

Supermercados de todo o País
Loja oficial: Zona Industrial Alto das Aldeias, Lote 11, Pampilhosa da Serra
Site: www.lendadabeira.pt
Horário: seg-sex 9h-18h
Contactos: lendadabeira@gmail.com | 235 098 218 / 91 760 1565

 

d'Natureza

D’NATUREZA 

Esta marca vende saboaria feita com plantas aromáticas e medicinais da serra da Lousã. É cosmética ecológica (manteigas corporais, bálsamos labiais, óleos de massagem, sais de banho e sabonetes) com aromas da flora da serra. Rosmaninho e alfazema, zimbro e gengibre, alecrim e eucalipto nos óleos de banho, hortelã- -pimenta e camomila nos bálsamos labiais ou manteiga corporal de esteva e alecrim são alguns dos produtos. Segundo nos disse Claudia Mendes, uma das sócias, felizmente não foram afectados pelos incêndios, mas uma vez que utilizam preferencialmente matérias-primas locais, como o azeite, o mel, os óleos essenciais, as plantas aromáticas e medicinais da região, nomeadamente da Serra da Lousã, partilhamos também. Os produtos são 100% naturais, com ingredientes autênticos que hidratam, nutrem, regeneram e protegem a pele, e produzidos artesanalmente, aliando os saberes ancestrais com os conhecimentos científicos atuais e as necessidades diárias de uma pele saudável. Todos os produtos sofrem um rigoroso controlo de qualidade e são produzidos de acordo com a legislação vigente, estão registados no Infarmed e no Cosmetic Product Notification Portal.

A d’Natureza – Saboaria da Serra, Lda é uma empresa associada da Fundação ADFP – Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional, instituição de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, com estatuto de utilidade pública, sediada em Miranda do Corvo. Aposta no convívio inter-geracional e na inclusão de pessoas com deficiência, doença mental e minorias étnicas promovendo o desenvolvimento local sustentado. Sendo a ADFP proprietária do Parque Biológico da Serra da Lousã, os sabões estão à venda na Loja de Artesanato do parque, além da loja oficial em Miranda do Corvo.

ONDE COMPRAR:

Em Coimbra os produtos estão à venda na Anthrop Autores Portugueses, no Quebra Costas
Loja oficial: Rua Zona Industrial, Lote 15, Miranda Do Corvo
Site: http://dnatureza.pt/pt
Contactos: geral@dnatureza.pt +351 962495454

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.