COOLTURA

Pessanha em Voz Alta

Estátua

Cansei-me de tentar o teu segredo:
No teu olhar sem cor, frio escalpelo,
O meu olhar quebrei, a debatê-lo,
Como a onda na crista dum rochedo.
Segredo dessa alma e meu degredo
E minha obsessão!
Para bebê-lo
Fui teu lábio oscular, num pesadelo,
Por noites de pavor, cheio de medo.
E o meu ósculo ardente, alucinado,
Esfriou sobre o mármore correcto
Desse entreaberto lábio gelado…
Desse lábio de mármore, discreto,
Severo como um túmulo fechado,
Sereno como um pélago quieto.

Está no Jardim da Sereia, mesmo a espreitar para a Praça da República, a estátua do poeta de Coimbra e de Macau, nascido aqui em 1867 e falecido no pequeno território da China 56 anos depois. Entretanto Camilo Pessanha fez-se um dos principais impulsionadores da poesia simbolista portuguesa, apesar de apenas um único livro tenha conhecido os escaparates enquanto era vivo, o incontornável Clepsidra (1920), hoje considerado um dos grandes livros da poesia portuguesa moderna. Vários poemas soltos foram publicados no final da década de 1880, enquanto estudante de Direito na Universidade de Coimbra, sempre recusando a estética romântica vigente, e depois em jornais e revistas. Colaborou em números tais como Atlântida (1915-1920), Ave Azul (1899-1900) e Contemporânea (1915-1926). Poesia à parte, Pessanha foi procurador régio em Mirandela, advogado em Óbidos, e professor de filosofia em Macau.

Os veteranos Lia Gama e Jorge Silva Melo gostam de dar voz aos poetas, voz alta, e é Pessanha que vêm ler a Coimbra, no Teatrão. A leitura em Voz Alta de Camilo, dos Artistas Unidos, faz parte do projecto A Voz dos Poetas apresentado na Biblioteca da Imprensa Nacional, em Lisboa. Começou em 2016 com Mário Dionísio, seguiram-se Alexandre O’Neill, Vitorino Nemésio, Afonso Duarte, Fernando Lemos, Alberto de Lacerda e Adolfo Casais Monteiro.

29249782_1377135335724856_5144462237456400384_o.jpg

13 ABRIL | 21H30 | CAMILO PESSANHA EM VOZ ALTA
Oficina Municipal do Teatro, Rua Pedro Nunes s/n Coimbra
Bilhetes: 5€ (normal), 4€ (estudantes)
Contactos: info@oteatrao.com, 239 714 013

 

 

 

 

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.