COOLTURA

Este diálogo vai ser bailado

Este programa é para todos os que gostam de música porque uma coisa é certa: na noite de 28 de Abril, quando ouvirem o CORDIS, vão sentir que o piano e a guitarra portuguesa foram feitos para andar de mãos dadas.

É que o trabalho de Paulo Figueiredo, no piano, e Bruno Costa, na guitarra portuguesa, que explora obras de compositores reconhecidos mas também peças originais, da autoria de ambos, resulta numa fusão harmoniosa de tradição e passado com toques de modernidade e inovação.

No serão que propomos, e que se inclui na 20.ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra, a música do CORDIS será acompanhada de danças coreografadas por Paula Fidalgo e interpretadas pelo grupo de Bailarinas da Escola de Dança do Colégio da Rainha Santa Isabel.

O CORDIS lançou o primeiro trabalho em Setembro de 2008, com o CD CORDIS piano e guitarra portuguesa, num concerto de apresentação em Coimbra, onde a tradição da música de Guitarra Portuguesa foi confrontada com uma nova abordagem explorada pelo encontro invulgar do piano com a guitarra. Desde esse primeiro ano de divulgação do projecto, o CORDIS nunca mais parou de circular pelo país e de desenvolver trabalho de produção musical.

O CORDIS 2 foi apresentado três anos depois, em Setembro de 2011, no Teatro Académico de Gil Vicente, num concerto que contou com a participação dos músicos convidados que colaboraram na edição daquele novo trabalho de piano e guitarra portuguesa.

Desde então o CORDIS tem mostrado o seu trabalho feito de arrojo, iniciativa, criatividade e intimismo, não só patente nos diferentes formatos com que chega ao público – em puro dueto ou com convidados – mas também nos diversos eventos e parcerias a que se associa, nomeadamente de solidariedade social.

Paulo Figueiredo e Bruno Costa vão partilhando o seu projecto com as vozes de Ana Sofia Varela, Cuca Roseta, Mafalda Arnauth, Sofia Vitória, Nuno Silva, Orquestra Clássica do Centro, Quarteto Opus Quatro, Quarteto Arabesco, Edjam, João Gentil, Luís Formiga, Luís Oliveira, Vasco Alves, entre outros.

Terceiro é o disco mais recente, composto, gravado e editado em 2015 e, apesar de se manter fiel às origens e heranças culturais e artísticas, não abdica de provocar de forma constante o seu próprio modo de sentir, compor e criar a música.

De Norte a Sul do país e além fronteiras também, em salas de concertos, festivais e outros palcos, o grupo CORDIS seduz – e ninguém quer perder a oportunidade de passar um serão encantado.

 

Cordis bailado

28 de Abril | 21h30-22h45

Teatro Académico de Gil Vicente | Bilhetes: €12 (normal), €10 < 25, estudante, > 65, comunidade UC, grupo ≥ 10, desempregado, parcerias

 

 

 

 

Comenta este artigo

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.